Bolsonaro volta a criticar IBGE e diz que desempregados são mais de 12 milhões

presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar nesta terça-feira, 30, os indicadores de desemprego e a metodologia utilizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e afirmou que há muito mais pessoas sem emprego no país do que o número divulgado.

Em discurso, no Palácio do Planalto, o presidente da República afirmou que o número atual de desempregados é superior a 12 milhões. Entretanto, a pesquisa divulgada hoje pelo IBGE mostrou que 13,4 milhões de brasileiros estavam à procura de emprego no primeiro trimestre deste ano.

“Se fala em 12 milhões de desempregados. Sim, eu acho que é muito mais do que isso. Desculpa IBGE, mas é muito mais do que isso. E não vou polemizar novamente”, afirmou o presidente.

Leia maisBolsonaro volta a criticar IBGE e diz que desempregados são mais de 12 milhões

MEC diz que todas universidades federais corte sofrerão corte de verbas

MEC

O Ministério da Educação (MEC) recuou da decisão de penalizar com bloqueio de recursos especificamente universidades que promovessem “bagunça” em seus câmpus. Agora o mesmo contingenciamento planejado para elas será estendido a todas as universidades federais. Mas incidirá sobre a verba prevista para o segundo semestre do ano.

A decisão ocorre após a repercussão negativa das declarações do ministro Abraham Weintraub, que anunciou em entrevista ao Estado que a promoção de “balbúrdia” nos câmpus e de festas inadequadas ao ambiente universitário seria um dos critérios usados para a escolha das instituições afetadas pelo congelamento de verbas.

Três universidades já haviam sido alvo das medidas, segundo o ministro: a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade de Brasília (UnB) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Todas já haviam identificado desde a semana passada o bloqueio de 30% no orçamento para despesas discricionárias, usadas para custear água, luz, limpeza, e outros serviços, conforme confirmaram as próprias universidades.

Governo banca distribuição de ingressos para torcedores do ABC e América

Resultado de imagem para abc e america

Governo do Estado e diretores de ABC e América chegaram ontem a um acordo sobre a parceria para distribuição de ingressos nos jogos das séries C e D de 2019, em Natal, bancados pelo programa Nota Fiscal Potiguar.

Cada clube terá direito a uma cota de 1.000 ingressos por jogo.

Para ter direito ao ingresso,o torcedor deve baixar o aplicativo no celular e procurar os postos de troca, cujos locais serão divulgados posteriormente. A troca será limitada a um ingresso por CPF.

“Ficou definido que o primeiro jogo a ser contemplado será o do ABC no dia 18 de maio [ABC x Botafogo/PB, no Frasqueirão], disse o secretário Carlos Eduardo Xavier.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: