Bolsonaro: Se Câmara e Senado têm projeto melhor, que ponham em votação

ctv-zyh-jair-bolsonaro---firjan

Apesar de considerar a proposta de reforma da Previdência do governo a mais adequada para ir à votação no Congresso, o presidente Bolsonaro convocou os descontentes com o texto a apresentarem suas versões. Em discurso na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Bolsonaro desafiou os parlamentares a apresentarem suas versões para solucionar a questão previdenciária.

“Se a Câmara e Senado têm propostas melhores que a nossa, que ponham em votação”, disse Bolsonaro, sendo aplaudido pela plateia. “O que precisamos agora é a reforma da Previdência”, completou.

Após o evento, o porta-voz da Presidência, Otavio Rêgo Barros, reforçou a mensagem do presidente, que não falou com a imprensa. “A proposta que o presidente identifica como a melhor proposta é aquela que ele já levou ao Congresso Nacional. Não obstante, ele se coloca, sim, parceiro neste processo de discussão e de avaliação para, juntos, Congresso e Poder Executivo darmos um andamento àquilo que vai tirar o Brasil de um precipício que muito rapidamente se aproxima, conforme nosso ministro Paulo Guedes (Economia) já vocalizou em vários dos seus discursos”, afirmou o porta-voz.

Profissionais da contabilidade são homenageados na Assembleia Legislativa

A ciência da contabilidade é essencial para a organização patrimonial e tem o objetivo de avaliar cada passo da instituição em busca de um desenvolvimento organizado e saudável. Cabe ao profissional da Contabilidade a responsabilidade de assessorar o planejamento, organização, controle financeiro, avaliação dos resultados e auxilio na gestão. Ciente disso, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou Sessão Solene em homenagem aos Profissionais da Contabilidade, na manhã desta segunda-feira (20).

O deputado Hermano Morais (MDB), o vereador Raniere Barbosa, o presidente do Sindicato dos Contabilistas no Estado do RN, Ronaldo Cruz e representantes de diversas instituições ligadas a contabilidade estiveram presentes à Sessão Solene.

Franklin Vasconcelos, vice-presidente de Administração e Finanças do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRCRN), falou sobre a necessidade de reforçar a valorização do profissional de contabilidade. “São muitas atribuições no dia a dia e somente um profissional formado em Ciências Contábeis para executá-las com maestria”, assegura Franklin.

O homenageado, técnico em contabilidade e diretor socioambiental da Academia de Ciências Contábeis do RN, Adauto José de Carvalho Filho, se sentiu honrado em representar os profissionais e ressaltou o extremo senso de responsabilidade da atividade e refletiu sobre o que seria os Estados sem a contabilidade.

Para o deputado George Soares (PR), propositor da solene, “o contador hoje é visto como um grande parceiro, que aconselha, orienta e colabora com pessoas, empresas e instituições em seu dia a dia. Isso reflete o trabalho excepcional que exerce e nada mais justo que reconhecer a importância dos contadores e homenageá-los, como estamos fazendo hoje, mais uma vez e mantendo o compromisso do nosso mandato parlamentar”, afirma George.

Homenageados

• Adauto José De Carvalho Filho
• André Evangelista De Oliveira
• Felipe Do Nascimento Silva
• José Pereira Da Silva
• José Pinto Da Silva
• Leila Maria Gomes Bezerra
• Maria Jaqueline Câmara Tavares
• Moizés Manso De Oliveira
• Sílvio Leônidas Batista De Moura
• Túlio Augusto Cortez Do Carmo

Santa Cruz recebe mais de 265 ônibus e Assu perde um milhão e 600 mil reais para Santuário de Irmã Lindalva

Santa Cruz. recebeu mais de 265 ônibus com romeiros para visitar p Santuário da cidade.

E em Assu o abandono fez com que o município perder recurso de mais de um milhão e 600 mil reais para construção do Santuário de Irmã Lindalva.

Prefeitura do Assu perdeu os prazos em junho de 2018 do convênio.

Jean Paul propõe lei que proíbe empresas de antecipar vida útil de equipamentos

A imagem pode conter: 1 pessoa

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou projeto de lei que veda a obsolescência programada. A ideia é impedir que a indústria brasileira de eletrônicos reduza o tempo de vida útil de produtos ou de seus componentes, forçado uma recompra prematura pelos consumidores.

A obsolescência programada afeta produtos de múltiplos setores, incluindo das indústrias têxteis,  eletrodomésticos e, também, equipamentos de alta tecnologia, como smartphones. Atualmente, tal prática torna aparelhos mais lentos, que começam a falhar dois anos depois de adquiridos. “Precisamos desmascarar e acabar com essa prática abusiva no país. Os consumidores brasileiros precisam ser respeitados”, afirma Jean Paul.

São exemplos clássicos dessa prática abusiva, o lançamento de uma linha nova de produtos e a redução da vida útil das baterias dos smartphones. Ao lançar novos produtos, a indústria cessa a fabricação de insumos ou peças necessárias à antiga, obrigando o consumidor a aderir a novos equipamentos.

Leia maisJean Paul propõe lei que proíbe empresas de antecipar vida útil de equipamentos

No Seridó, presidente da Assembleia participa da 64ª Festa do Agricultor

A 64ª Festa do Agricultor tem movimentado desde o dia 16, agricultores, pecuaristas, artesãos, comerciantes e populares da Serra de Santana, no município de Lagoa Nova. Na noite de sábado (18), Ezequiel Ferreira (PSDB), deputado e presidente da Assembleia Legislativa prestigiou o evento.

“Participamos da 64ª Festa do Agricultor de Lagoa Nova onde visitamos os estandes da feira do gado, entregamos a premiação do torneio leiteiro e estivemos com os agricultores, pecuaristas, artesãos, comerciantes e populares da região”, disse Ezequiel Ferreira.

Em Lagoa Nova Ezequiel Ferreira esteve ao lado do prefeito, Luciano Santos, do vice, Iranildo, do ex-prefeito, Genilson, dos vereadores e do secretário estadual de Agricultura, Guilherme Saldanha, do presidente da Emparn, Rodrigo Maranhão e do presidente da Faern, José Vieira.

A feira integra o calendário do Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias, promovido pelo Governo do RN, por intermédio da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca – Sape, e a Prefeitura Municipal.

Neste domingo (19), em o encerramento da 64ª Festa do Agricultor, que durante os quatro dias foram realizadas exposição de animais, dias de campo, torneio leiteiro, feira do gado, desfile, missas, apresentações culturais e shows musicais.

A festa que homenageia o homem do campo, nesta edição de 2019 esteve recheada de novidades. A Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – Emparn, juntamente com a Prefeitura Municipal de Lagoa Nova, apresentaram o Projeto Pinto Caipira durante o evento. Além disso, o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN – Emater/RN, e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae, disponibilizou técnicos para assessorar os dias de campo contemplados na programação. E o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN – Idiarn, esteve presente na emissão das Guias de Trânsito Animal (GTA).

Ao lado de lideranças, Ezequiel também prestou contas do mandato e pleitos para Lagoa Nova como a cobrança sistemática ao DER para a recuperação da RN-041 que liga Lagoa Nova a Currais Novos, parcerias para melhoria do trabalho da polícia militar em Lagoa Nova. “Lembrando que no ano passado nosso mandato conseguiu uma viatura policial para a cidade”, destacou o deputado, além de um carro frigorífico da Emater para atende ao agricultor familiar.

Para a maior cidade da microrregião da Serra de Santana, Lagoa Nova; Ezequiel trabalhou para a instalação e perfuração de poços nos distritos de Baixo Verde, Filgueira, Manoel Domingos, Macambira, nos Assentamento José Milanês; Cícero; Lagoinha, São Pedro, São José, Sítio do Meio e Umarizal; viatura policial; veículos e equipamentos para reforço das atividades da EMATER. Operação tapa buracos na RN-041 no trecho que liga à Currais Novos e ambulância para atender a demanda das unidades de saúde.

Após decreto de Trump, Google corta laços com a Huawei

O fundador da Huawei, Ren Zhengfei, durante encontro em Davos em 2015 – Fabrice Coffrini – 22.jan.15/AFP

O Google, cujo sistema operacional Android está instalado na grande maioria dos smartphones do mundo, anunciou que cortou as relações com a Huawei, uma decisão de graves consequências para a empresa chinesa, que não poderá oferecer mais o Gmail ou Google Maps a seus clientes.

O anúncio inesperado acontece em meio a tensões comerciais com Pequim e depois da decisão da semana passada do presidente americano Donald Trump de proibir que os grupos americanos façam negócios com empresas estrangeiras do setor de telecomunicações consideradas perigosas para a segurança nacional.

A medida tinha como alvo principal a Huawei, gigante chinesa das telecomunicações, segunda maior fabricante mundial de smartphones e que se tornou inimiga de Washington, que acusa o grupo de espionagem cibernética em favor do governo de Pequim.

O grupo aparece na lista de empresas suspeitas com as quais não se pode negociar sem a autorização das autoridades.

SAN FRANCISCO | AFP

Leia maisApós decreto de Trump, Google corta laços com a Huawei

Promotoria comete falhas em pedido para quebras de sigilos do caso Flávio

Este é Flávio Bolsonaro

A quebra de sigilo autorizada pela Justiça na investigação do Ministério Público do Rio sobre Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) atingiu pessoas que nem sequer foram nomeadas pelo senador e não tiveram nenhuma transação financeira com o ex-assessor dele Fabrício Queiroz.

A peça do Ministério Público também atribui equivocadamente ao gabinete de Flávio uma servidora da Assembleia que acumulou outro emprego e apresenta falhas ao relatar suspeitas contra Queiroz, ex-PM, espécie de chefe de gabinete de Flávio e pivô da atual investigação.

O pedido de quebra dos sigilos foi o primeiro passo judicial da investigação após um relatório do governo federal ter apontado, há mais de 500 dias, a movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017.

Além do volume movimentado, chamou a atenção a forma com que as operações se davam: saques e depósitos em dinheiro vivo. As transações ocorriam em data próxima do pagamento de servidores da Assembleia, onde Flávio exerceu o mandato de deputado por 16 anos (2003-2018) até ser eleito senador.

Queiroz disse que recebia parte dos valores dos salários dos colegas de gabinete e que usava esse dinheiro para remunerar assessores informais de Flávio, sem o conhecimento do então deputado.  Folha de São Paulo

Leia maisPromotoria comete falhas em pedido para quebras de sigilos do caso Flávio

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: