Netflix fará série sobre apresentador brasileiro acusado de mandar matar por audiência

O deputado estadual Wallace Souza durante sessão em que seu mandato foi cassado, em Manaus, em 2009
O deputado estadual Wallace Souza durante sessão em que seu mandato foi cassado, em Manaus, em 2009 – Alberto César Araújo/Folhapress

A história do apresentador de televisão Wallace Souza, preso sob suspeita de encomendar mortes para exibi-las num programa policial, será tema de uma série documental a ser desenvolvida pela Netflix. As informações são do site Deadline.

A produção de “Killer Ratings” (audiência assassina) ficará a cargo das produtoras britânicas responsável por produções documentais para a Nat Geo e BBC. Não há data de estreia para a atração.

Morto em 2010, Souza foi alçado à fama como apresentador de TV do programa sensacionalista “Canal Livre”, veiculado por uma emissora de Manaus. Ele foi acusado de ser o mandante de alguns dos assassinatos exibidos na atração.

Um ano antes de morrer, enfrentando ações na Justiça por homicídio, tráfico de drogas, formação de quadrilha, entre outros crimes, ele teve o seu mandato de deputado estadual pelo Amazonas cassado.

O caso ganhou repercussão internacional depois que as investigações comprovaram que imagens das vítimas eram mostradas no programa para aumentar a audiência. Folha de São Paulo

Leia maisNetflix fará série sobre apresentador brasileiro acusado de mandar matar por audiência

Nelter aponta insegurança vivida nos municípios de Assú e Caicó

Nesta terça-feira (7), durante pronunciamento realizado em sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) tratou sobre a insegurança em que passa os municípios de Assú e Caicó. Na oportunidade, o parlamentar citou várias ligações recebidas sobre assaltos ocorridos em ambos os municípios durante o último final de semana.

“Estou muito preocupado com a situação da segurança pública destes dois municípios. Neste final de semana teve localidades em Caicó que sofreram em torno de cinco assaltos, assim como também na cidade de Assú. É muito preocupante”, frisou o parlamentar.

Ainda em seu pronunciamento, Nelter Queiroz tornou público uma audiência que terá com a governadora Fátima Bezerra, com membros da cúpula da segurança pública do Estado e com empresários caicoenses para debater saídas para esta insegurança. “Uma das saídas urgentes, apontadas por um empresário amigo do município de Caicó, e que levaremos à governadora, é que os policiais pertencentes a cavalaria e a ambiental sejam, temporariamente, direcionados ao patrulhamento mais efetivo das ruas, como forma de aumentar o efetivo policial nas ruas”, apontou.

O deputado sugeriu que os demais parlamentares do Seridó, Ezequiel Ferreira (PSDB), Francisco do PT (PT) e Vilvado Costa (PSD), participem destas discussões. Queiroz também externou que fará o convite ao deputado George Soares (PR) e a classe política de Assú para participar deste encontro.

“Além da questão do baixo efetivo policial, também lembro o déficit existente em relação aos agentes penitenciários e delegados civis”, lembrou Nelter, voltando a destacar sua preocupação coma situação da insegurança dos municípios de Assú e Caicó.

Prefeitura divulga programação do São João de Assu 2019

Programação do São João de Assu, no RN, foi divulgada nesta terça-feira (7) — Foto: Bruno Andrade

Foi divulgado nesta terça-feira (7) a programação do São João de Assu, considerado o mais antigo do mundo. Este ano, a festa completa 293 anos. As atividades culturais e religiosas vão de 1º a 30 de junho.

As festas do São João de Assu custam uma fortuna aos cofres da Prefeitura do Assú, e acontecem na praça Praça São João Batista. Para este ano, a expectativa da organização é que mais de 50 mil pessoas participem dos festejos nos dias de grandes atrações.

Atrações

  • 14 de junho: ‘Zé Sanfoneiro’ e ‘JM Puxado’
  • 15 de junho: ‘Bonde do Brasil’ e ‘Edyr Vaqueiro’
  • 16 de junho: ‘Matheus e Kauan’ e ‘Túlio Milionário’
  • 20 de junho: ‘Saia Rodada’ e ‘Nuzio Medeiros’
  • 21 de junho: ‘Eliane’ e ‘Rafinha Rapaziada’
  • 22 de junho: ‘Caninana’ e ‘Aline & Dayvid’
  • 23 de junho: ‘Circuito’ e ‘Cavalo de Aço’
  • 24 de junho: ‘Zé Cantor’ e ‘Giannini’ / Show religioso com ‘Adriana Arydes’

Bolsonaro cede à pressão de parlamentares e vai recriar dois ministérios

Esplanada dos Ministérios, em Brasília Foto: Brenno Carvalho / O Globo

O governo cedeu à pressão de parlamentares e vai aumentar o número de ministérios do Executivo. O Ministério do Desenvolvimento Regional será desmembrado em duas pastas: Ministério das Cidades e Ministério da Integração Nacional, segundo O Globo.

A informação foi confirmada pelo líder do governo no Senado e relator da Medida Provisória (MP) da reforma administrativa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Segundo o senador, a decisão foi tomada anteriormente, em uma outra reunião com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na manhã desta terça-feira, e o desmembramento em duas pastas foi pedido por “vários líderes”, que alegaram ser importante ter um ministério exclusivo para tratar dos municípios, “em meio à crise financeira”.

Tabata contraria PDT e apoia reforma

Da periferia de SP e formada em Harvard, Tabata critica 'debate raso' da reforma. Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Integrante de um partido de oposição ao governo Jair Bolsonaro, a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) ganhou os holofotes ao contrariar o próprio partido e defender publicamente a necessidade de uma reforma da Previdência. Autodeclarada progressista, ela afirmou ao Estadão/Broadcast que sente “uma tristeza muito grande” ao ver deputados e partidos se posicionarem contra a reforma.

Um deles é o próprio PDT, que fechou questão contra a proposta. “Eu não consigo entender. Quem é progressista, quem tem a luta social como algo do sangue mesmo, como que essas pessoas não se posicionam contra a desigualdade que é perpetuada pela Previdência?”, disse.

Embora não esteja na Comissão Especial que analisará a partir de hoje o texto da reforma no Congresso, ela disse que trabalhará para esclarecer parlamentares e população sobre pontos bons e ruins da proposta.

Tabata fez críticas, por exemplo, às mudanças apresentadas pelo governo no benefício assistencial para idosos de baixa renda, o BPC, na aposentadoria rural, na aposentadoria de professores (cuja maior crítica da parlamentar é a ausência de uma valorização da carreira, a exemplo da proposta dos militares) e à falta de detalhes sobre o regime de capitalização que o governo quer criar para que os futuros trabalhadores tenham uma espécie de poupança individual para a aposentadoria.

Por outro lado, disse que o Congresso não pode se furtar diante da grave situação da Previdência, que deve ter um rombo superior a R$ 300 bilhões neste ano, considerando INSS e regime de servidores federais.

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

Leia maisTabata contraria PDT e apoia reforma

Bolsonaro sai em defesa de Olavo após ataque do ex-comandante do Exército

O presidente Jair Bolsonaro postou na manhã desta terça-feira, 7, uma defesa do filósofo Olavo de Carvalho, no momento em que o escritor intensifica seus ataques à ala militar do governo.

“Continuo admirando o Olavo”, escreveu o presidente em nota postada no Twitter. “Sua obra em muito contribuiu para que eu chegasse ao governo.” Para o político, sem os trabalhos do guru, “o PT teria retornado ao poder”.

No comunicado, Bolsonaro também elogiou o escritor como “um ícone”. Sobre as críticas do filósofo aos generais que integram sua equipe, o presidente escreveu: “Quanto aos desentendimentos ora públicos com os militares, aos quais devo minha formação e admiração, espero que seja uma página virada por ambas as partes”.

Na segunda, Bolsonaro disse que os atritos eram “coisas menores” e negou que existisse um racha entre a ala militar e a chamada ala ideológica do governo. “Não existe grupo de militares nem grupo de olavos aqui. Tudo é um time só.” Revista VEJA

Leia maisBolsonaro sai em defesa de Olavo após ataque do ex-comandante do Exército

Deputado Nelter Queiroz faz pleitos ao senador Jean-Paul a favor do Seridó


Nelter Queiroz faz pleitos a senador Jean-Paul Prates em prol do Seridó

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) esteve com o senador senador Jean-Paul Prates (PT), e durante a conversa pediu seu apoio a diversas lutas em prol da região Seridó, que há tempos são defendida pelo jucurutuense: federalização do trecho da RN-118 entre Caicó e Jucurutu; devolução ao Governo Federal da administração do trecho da BR-226 entre Currais Novos e Florânia; e a luta pelo início das atividades do IFRN Jucurutu (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte).

“Também cobrei empenho do senador Jean-Paul para que juntos possamos lutar pela viabilização de importantes obras estruturantes para nosso Seridó, que através de esforço nosso junto ao Governo anterior, conseguimos incluí-las ano passado no Programa Governo Cidadão”, destacou Queiroz.

As obras nas quais o deputado se refere são: pavimentação asfáltica da estrada que liga Santana do Matos à Serra de Santana; reforma e ampliação da Escola Estadual Maria Terceira e pavimentação da estrada que liga o Povoado Santo Antônio (Poviado Cobra) à RN-086, em Parelhas; construção de Central do Cidadão, anel viário e retomada/conclusão da pavimentação asfáltica da estrada de acesso à Serra de João do Vale, ambas em Jucurutu; e pavimentação do trecho da RN-088 que liga os municípios de Cruzeta e Florânia.

Outro pleito de extrema importância que  Nelter Queiroz também  pediu empenho de Jean-Paul Prates, junto ao Governo do Estado, diz respeito à reabertura da Susa, empresa que explora minério de ferro no município de Cruzeta. Na última semana, o deputado jucurutuense conseguiu a renovação de licença da empresa junto ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

Governo do RN define data para pagar 13º salário de 2017

O Governo do RN divulgou nesta segunda-feira (06) o calendário de pagamento dos salários e maio e de uma das quatro folhas em atraso deixadas pela administração anterior. No dia 31 de maio será pago o décimo terceiro de 2017 aos servidores estaduais que têm até R$ 12 mil líquido a receber, atendendo a 6.378 beneficiários (85,3% do total), no valor de R$ 15,6 milhões. No dia 28 de junho será a vez dos servidores que têm a receber acima de R$ 12 mil líquido, atendendo a 1.096 beneficiários (14,3%), num desembolso de R$ 14,61 milhões.

 Todos esses servidores são aposentados e pensionistas e já tinham recebido uma parcela de R$ 5 mil. Isso porque ano passado o Governo do Estado iniciou o pagamento escalonado do décimo terceiro de 2017, mas não concluiu a folha, deixando pendentes R$ 30,23 milhões.

A proposta de quitação foi apresentada pelo Governo e aceita pelo Fórum de Servidores em reunião no Gabinete Civil que contou com a presença da governadora Fátima Bezerra. Ela destacou, na ocasião, que os valores serão pagos com dinheiro dos royalties do petróleo e correção monetária, o que representa quase R$ 1,7 milhão de acréscimo na dívida com os servidores.

Leia maisGoverno do RN define data para pagar 13º salário de 2017

Ônibus escolar lotado de alunos quase capota em Ipanguaçu

A falta de manutenção da Prefeitura de Ipanguaçu que tem o comando do prefeito Valderedo Bertoldo, na frota de ônibus escolares que transportam os alunos da rede municipal de ensino para as suas unidades educacionais, quase que provocou um capotamento de um ônibus cheio de alunos ontem a noite.

Os alunos gravaram um vídeo para registrar o descaso do governo municipal com os estudantes, colocando em risco a vida de jovens. VEJA VIDEO ABAIXO

BID: Brasil é o país que mais gasta com aposentadoria na América Latina

Reforma da Previdência Foto: Pixabay

O Brasil é o país da América Latina que mais gasta com aposentadoria e onde essas despesas têm trajetória mais explosiva. De acordo com dados que serão divulgados hoje pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Previdência consumiu 12,5% do PIB em 2015, último ano com dados disponíveis.

Em 2065, se não houver reforma no sistema, esse número saltará para 50,1%. Esse volume representaria 138% da projeção de gastos em 2065 – a conta não fecha.

O gasto excessivo com Previdência no Brasil, aponta o estudo, revela um desequilíbrio que compromete as gerações futuras. De acordo com o levantamento, o país gasta com a população mais velha sete vezes o que destina aos mais jovens, que demandam despesas como educação.

Na média da América Latina, os gastos com idosos correspondem a quatro vezes as despesas com jovens.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: