Brasil é governado por ‘um bando de maluco’, diz Lula

https://f.i.uol.com.br/fotografia/2019/04/26/15563021435cc3493f6213a_1556302143_3x2_th.jpg

ex-presidente Lula afirmou nesta sexta-feira (26), em entrevista exclusiva concedida à Folha e ao jornal El País, que o Brasil está sendo governado por “um bando de maluco”.

Depois de uma batalha judicial na qual a entrevista chegou a ser censurada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), decisão revista na semana passada pelo presidente da corte, Dias Toffoli,  o petista enfim recebeu os dois veículos, em uma sala preparada pela Polícia Federal na sede do órgão em Curitiba, onde está preso desde abril do ano passado.

Os agentes explicaram aos jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas presentes que ele seria colocado em uma mesa a uma distância de 4 metros de todos. Ninguém poderia se aproximar.

Segundo a PF, eles estavam cumprindo um protocolo de segurança comum a todos os presos. Mônica Bergamo, Marlene Bergamo e Victor Parolin — Folha de São Paulo

Leia maisBrasil é governado por ‘um bando de maluco’, diz Lula

Isenção de IPVA de motos para homem do campo é discutida em Assú

O município de Assu sediou nesta sexta-feira (26) uma audiência pública da Assembleia Legislativa com o objetivo de informar a pequenos proprietários, produtores e trabalhadores rurais sobre o direito destes à isenção do IPVA de suas motocicletas.

O debate, proposto pelo deputado Nelter Queiroz (MDB), aconteceu na Câmara Municipal da cidade e reuniu a população e representantes do Governo do Estado, Câmaras de Vereadores, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e outras entidades de Assú e região.

“O homem do campo não tem conhecimento sobre esse direito. Por isso estamos realizando essa audiência, para informar e tirar as dúvidas para que todos possam requerer o benefício”, destacou Nelter Queiroz.

De acordo com a lei estadual nº 6.967, de 30 de dezembro de 1996, o pagamento do IPVA é dispensado aos pequenos proprietários, produtores e trabalhadores rurais (exclusivamente em atividade rural), limitado a um veículo por beneficiário. A isenção alcança motocicletas ou motonetas de até 200 cilindradas.

Leia maisIsenção de IPVA de motos para homem do campo é discutida em Assú

George Soares age como desordeiro no debate na Assembléia

O líder do governo na Casa George Soares (PR) e o deputado Allyson Bezerra (Solidariedade) bateram-boca e precisaram ser contidos pelos colegas, pouco antes da votação do reajuste dos profissionais da Educação, na Assembléia Legislativa.

O irmão do prefeito do Assu Gustavo Soares, apontado como bajulador da governadora Fátima Bezerra, além de votar contra os professores aposentados e pensionistas, agiu de modo deselegante contra o seu colega, como desordeiro nos tempos que vivia brigando nas ruas no tempo da adolescência.

A polêmica começou no debate sobre o projeto enviado pelo Governo que reajusta em 4,17% o salário-base dos professores e especialistas em Educação, mas descambou para o lado pessoal e provocou constrangimento geral entre os parlamentares e o público que acompanhava a sessão nas galerias.

– A briga pessoal dos deputados está atrapalhando a votação de um projeto importante para a sociedade, que é o reajuste dos professores”, disse presidente da ALRN Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) que interveio para encerrar a discussão.

George Soares votou contra professores aposentados e pensionistas

 

O deputado estadual do PR e líder da governadora Fátima Bezerra, votou pela não aprovação de um destaque de uma emenda de reajuste para os professores aposentados e pensionistas ser igual a os professores que estão na ativa, de autoria do deputado estadual Hermano Morais, do MDB, durante o processo da votação da mensagem governamental que reajustou os vencimentos dos cargos do magistério (professor e especialista de educação) .

Os deputados que votarem sim, votaram a favor dos professores que estão na ativa , aposentados e pensionistas, mas o deputado George Soares votou NÃO, o que significa dizer que ele votou contra os professores aposentados e pensionistas. O deputado Nélter Queiroz votou a favor de todos, mas a maioria dos parlamentares como mostra a foto do painel acima seguiu a orientação do deputado do PR e irmão do prefeito Gustavo Soares.

A proposta aprovada do governo foi para ser parcelado, mas o destaque do deputado Hermano Morais, o aumento de 4.17% era para o parcelamento do retroativo.de todos, incluindo os professores aposentados e pensionistas.

Atraso no Fies bate recorde, e dívida chega a R$ 13 bilhões

Willian Costa tem dívida de R$ 10 mil com o Fies por uma graduação que não conseguiu concluir Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
Em meio a estagnação econômica, 3 em cada 5 estudantes estão com parcelas atrasadas e enfrentam dificuldades em quitar o financiamento estudantil

Foram cinco semestres estudando Engenharia de Produção na Universidade Moacyr Bastos, na zona oeste do Rio, até que uma gravidez de alto risco interrompesse o sonho da graduação da carioca Tatiane Oliveira, de 30 anos.

Daquele período, acumulou muitas horas-aula e uma dívida de R$ 50 mil com a Caixa Econômica Federal (CEF) ao usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para bancar o curso. Além de não se formar, Tatiane luta há dois anos para quitar o débito que se avoluma.

De acordo com dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), 59% dos 899.957 contratos em fase de consignação estavam com pelo menos um dia de atraso no pagamento em janeiro.

Isso significa que 3 em cada 5 estudantes que usaram o Fies para pagar a faculdade estão inadimplentes. A grande maioria (45%), por mais de 90 dias. A dívida acumulada por esses acordos já ultrapassa R$ 13 bilhões, um recorde na história do fundo, que está completando 20 anos de existência.

Prefeito Reno Marinho novamente na mira da Justiça

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo

Hoje, o promotor de Justiça Alexandre Gonçalves Frazão, da 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Assu, publicou portaria no Diário Oficial do Estado, determinando a abertura de inquérito civil para apurar suposta falta de planejamento para a pavimentação/recuperação asfáltica das vias de São Rafael, cidade administrada pelo prefeito Reno Marinho.

O Ministério Público adverte ao prefeito Reno Marinho que as informações requisitadas são imprescindíveis para a instrução do inquérito civil em referência, podendo nova omissão em informar os dados postulados acarretar a responsabilidade criminal da autoridade requisitada, na forma do Código Penal e da Lei n.º 7.347/85.

Diminuição de empregos formais no RN é discutida na Assembleia Legislativa

O saldo negativo de empregos no Rio Grande do Norte foi tema de debate na Sessão Ordinária desta terça-feira (24) na Assembleia Legislativa. Em seu pronunciamento, o deputado estadual Hermano Morais (MDB) demonstrou preocupação com a diminuição do número de empregos formais no Estado.

“É preciso atentar para esse problema. Precisamos de Políticas Públicas no sentido de reestabelecer o crescimento das vagas de emprego no Estado, visto que esses números influenciam diretamente na questão da segurança pública e na saúde porque o cidadão estando desempregado não pode estar bem”, discursou o parlamentar.

Hermano Morais baseou-se nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (24) pelo Ministério da Economia, que mostram que o RN fechou 2.033 vagas de empregos formais em março.

Leia maisDiminuição de empregos formais no RN é discutida na Assembleia Legislativa

Assembleia aprova reajuste do magistério

A mensagem governamental que reajusta os vencimentos dos cargos do magistério (professor e especialista de educação) foi aprovada à unanimidade pelos deputados na sessão plenária desta quinta-feira (25). Pelo Projeto do Executivo os vencimentos básicos de Professor e de Especialista de Educação, pertencentes ao Quadro Funcional do Magistério Público Estadual, ficam reajustados na proporção de 4,17%.

“O plenário da Assembleia Legislativa mais uma vez se mostrou altivo, garantiu um direito legal do magistério e assegurou direitos aos mais carentes. Ampliamos as discussões das matérias através das comissões e assim daremos continuidade nas tramitações de outros projetos para votação”, salientou Ezequiel Ferreira, presidente da Assembleia Legislativa.

O reajuste previsto será implantado para os professores ativos a partir deste mês de abril e o retroativo em três parcelas nos meses de abril, maio e junho. Para os inativos e os pensionistas o reajuste será implantado a partir de maio e o retroativo será pago em sete parcelas. A primeira parcela de 4,17% em junho e as demais parcelas no percentual de 2,085% nos meses de julho a dezembro deste ano.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: