Governo do PT deixa mais de 8 mil moradores com medo de rompimento da parede do açude em Ipanguaçu

Lâmina de água começou a lavar a parede do Açude do Pataxó – Foto: Francisco Neto de Oliveira/Neto Muriçoca

Enquanto a governadora Fátima Bezerra, se faz de môca sobre o alerta de perigo real de possibilidade de rompimento da parede do açude do Pataxó feito pelo deputado governista do MDB Nélter Queiroz, do ex-secretário estadual e ex-prefeito Ivan Júnior e do ex-prefeito de Ipanguaçu Leonardo Oliveira, do PT, o açude Pataxó que está com sua obra de recuperação da parede parada, apesar de ja ter ter começa a ficar próximo de atingir cota e de sido assinada a ordem de serviço mas por causa de uma indenização que o Governo do PT e o prefeito Valderedo Bertoldo se nega a fazer, trazendo mais medo para mais de 8 mil moradores do município.

No início da manhã deste sábado, segundo o blogueiro Samuel Nário, a lâmina de água começou a lavar a parede do reservatório. Pelo monitoramento do Igarn/ANA faltam oito centímetros para a sangria que foram repassadas por Francisco Neto de Oliveira, o popular Neto Muriçoca. A tendência é que a lâmina e água aumente com a chegada de mais água dos riachos e do rio Sombra, na divisa dos municípios de Ipanguaçu e Angicos.

Enquanto a população começa a ficar alegre e ao mesmo tempo amedrontada com o atraso da obra de reforma da parede do açude do Pataxó que apresenta problemas de segurança e o ex-governador Robinson Faria, destinou o ano passado, quase R$ 4 milhões e assinou a ordem de serviço para começa logo logo a obra e evitar uma catástrofe se acontecer o rompimento da parede como já chegou alertar o deputado Nélter Queiroz, o ex-secretário Ivan Júnior e o ex-prefeito Leonardo Oliveira, mas o secretário Mineiro do PT e a governadora Fátima Bezerra para atender o seu lider e deputado George Soares, politizaram a questão deixando de lado a segurança para escolher culpados por a obra não ter sido indenizada..

Ontem, o ex-secretario estadual Ivan Júnior fez um apelo ao ex-prefeito do Assu Ronaldo Soares para entregar a chave da casa do Dnocs que ele mora em Pataxó para o proprietário do bar e restaurante Canindé, que quer ser indenizado pelo prédio que construiu praticamente na parede e autorizar imediatamente o serviço, mas o pai do deputado, a governadora e o secretário Mineiro do PT, querem o debate politico que pode culminar com uma tragédia e milhares de mortos, por falta de sensibilidade política.

Com Moro de carona, Bolsonaro vai a churrasco com Maia, Davi e Toffoli

O presidente Jair Bolsonaro é recebido pelo presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) ao chegar para almoço na residência oficial da câmara
O presidente Jair Bolsonaro é recebido pelo presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) ao chegar para almoço na residência oficial da câmara – Pedro Ladeira/Folhapress

Originalmente anunciado como um evento restrito entre os presidentes dos Três Poderes, o almoço deste sábado (16) na residência de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, transformou-se em uma confraternização informal entre boa parte da cúpula política de Brasília.

Um dia antes de embarcar para Washington, nos EUA, o presidente Jair Bolsonaro chegou ao churrasco de camisa de manga curta azul clara e levou de carona o ministro Sergio Moro (Justiça), que não estava na lista inicialmente. Eles foram recebidos por um Maia sorridente, de camisa polo preta.

Também apareceu sem estar na lista original de convidados o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente e protagonista de um escândalo de suspeita de corrupção envolvendo integrantes de seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), cuja residência oficial é vizinha à de Maia, foi um dos primeiros a chegar, mas saiu pouco depois. Ele retornou após alguns minutos com o presidente do STF (Supremo Tribunal  Federal), Dias Toffoli, no carro oficial do Senado.  Daniel Carvalho e Thais Bilenky – Folha de São Paulo

Leia maisCom Moro de carona, Bolsonaro vai a churrasco com Maia, Davi e Toffoli

Ivan Júnior sugere que pai de deputado entregue casa do Dnocs para resolver situação do açude Pataxó

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Ronaldo, pai do deputado mora em mansão do Dnocs sem pagar aluguel

O ex-secretário estadual de Recursos Hídricos e ex-prefeito do Assu Ivan Júnior, após agredido pelo deputado do PR e líder do governo do PT na Assembléia George Soares, que também atacou o culpou o ex-governador Robinson Faria, pai do deputado federal Fábio Faria, que assinou a ordem de serviço para a obra de recuperação da parede do açude do Pataxó e que no governo de Fátima Bezerra, parou devido a falta de pagamento de uma indenização ao proprietário de um bar e restaurante, disse que tem uma solução simples e barata para resolver de uma a questão.

Ivan Júnior sugeriu que o ex-prefeito Ronaldo Soares, pai do deputado George Soares, entregue a casa do Dnocs que ele mora em Pataxó, a Canindé, dono do bar e restaurante da parede que a situação está resolvida. A casa que o pai do deputado mora atualmente é uma especie de mansão e o ex-prefeito se apossou do imóvel do Governo Federal, não pagando nada de aluguel pela moradia.  

Ao invés de entregar a casa do Dnocs a Canindé e resolver a situação, o deputado do PR fica culpando o ex-prefeito e o ex-governador do RN, já que o atual prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo também não quer indenizar o proprietário Canindé. O secretário Mineiro é outro que também não quer resolver nada e se recusa a pedir a Ronaldo a casa do Dnocs para por fim nesse embate.

Princesa FM convida Ivan Júnior para querer manter falsa credibilidade da emissora

O apresentador do Caderno de Ocorrências e Panorama Político, Jarbas Rocha ( que tem uma boquinha no gabinete do deputado George Soares, do PR), da Princesa FM que recebe do prefeito Gustavo Soares, a quantia de R$ 500  reais por dia , R$ 19 mil por mês e quase R$ 200 mil em 12 meses – começa a querer garantir a falsa credibilidade da imparcialidade de hoje da emissora que passa quase todo dia e toda hora bajulando a administração municipal e sem denunciar nada do prefeito e do seu irmão deputado que são filhos de sócios da Princesa FM, e abrindo uma vez perdida na semana ou mês, os seus microfones para o ex-prefeito Ivan Júnior, para manter a enganação popular.

O ex-prefeito Ivan Júnior, fala as segundas-feiras porque paga o horário, o diretor Lucilio Filho para continuar enganando o povo que sua falsa imparcialidade, manda o falso repórter Jarbas Rocha, que chegou a dizer que a homenagem da Assembléia ao prefeito Gustavo Soares, era algo lindo, numa demonstração de completa subserviência pessoal e de bajulação. Ontem,  Ivan Júnior foi o convidado e pronto. O departamento de jornalismo da emissora, não aborda as mazelas do governo municipal e Lucilio e Jarbas, adotam o silêncio como resposta, mas querem ser imparciais e honestos.

Agora só Deus sabe, quando Ivan voltará a falar no Caderno, Panorama e no Sala de Redação.  Mas George, todos os secretários e que são muitos vão continuam falar todo dia, além de diretores, coordenadores da Prefeitura do Assu e outros puxa sacos dos irmãos Soares, vão continuar com livre acesso a programação da Princesa FM, todo dia e toda hora, numa divisão de espaço desigual e muito injusto, criminoso e impiedoso, tendo o radialista da emissora Lucio Flávio, como assessor de Imprensa da Prefeitura do Assu e funcionário também da rádio. 

O noticiário da manhã da Princesa FM, o ouvinte so escuta falar bem do governo do prefeito Gustavo Soares, mas  os dois nunca fazem uma critica, uma vez sobre o governo municipal, que ele acreditam agora ser perfeito ou quase um Deus. Hipocrisia deslavada da dupla que se faz de cega para justificar o dinheiro que recebem da Prefeitura do Assu e da Assembléia, mas criticam os colegas que também tem algum contrato com outro e não reze na cartilha dos seus patrões.

Deputado George Soares homenageia agressor de vereadora mulher em Assú

O presidente Tê acusado de agredir e fazer colega chorar, foi homenageado em Assu por lider do governo do PT

A vereadora governista Elisângela Albano, do PP, foi quem revelou numa emissora de rádio do Assú que o atual presidente da Câmara de Vereadores Francisco de Assis, vulgo o Tê, agrediu verbalmente uma mulher e vereadora no plenário do legislativo, sem dizer o nome da vítima, fazendo-a chorar, mas o paladino da lei para melhorar sua imagem, o deputado George Soares que chegou a dizer que não confiava nele, acabou fazendo uma homenagem pela criação da lei que institui o dia municipal da justiça, uma forma de homenagear a cidade por ter instituído a primeira comarca do interior do estado.

É uma vergonha, um presidente de uma instituição acusado de agredir mulheres em plenário do Poder Legislativo, levando-a a chorar, seja homenageado por um deputado estadual e líder do governo do PT George Soares.

O pior é que a sindicalista Inês Almeida, feminista e defensora dos diretos da mulheres e assessora da governadora Fátima Bezerra, estava prestigiando e aplaudindo um agressor de vereadora e mulher em Assu. Até hoje, o Blog do VT não descobriu se a vereadora mulher exerce cargo hoje ou se isso aconteceu na legislatura passada. O assunto é tido como segredo de estado. ESCUTE ABAIXO O AUDIO DA VEREADORA

Agora, cade as mulheres que defendem os direitos das outras. E a vereadora agredida, porque se esconde? Foi ameaçada? O MP precisa investigar essa história e convocar a vereadora Elisangela Albano para saber o nome da vítima, para que o atual presidente do legislativo seja punido exemplarmente. Caso a vereadora Eli tiver mentido, ela deve ser punida por causa dessa suposta calúnia contra o presidente do Poder Legislativo.

Nelter cobra conclusão de obras em rodovias no Seridó, Vale do Assú, Oeste e Costa Branca

Buscando assegurar melhores condições de tráfego e o escoamento da produção potiguar o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) encaminhou expediente, nesta quarta-feira (13), à governadora Fátima Bezerra (PT), reivindicando a conclusão das obras de construção da nova RN-118, entre Jucurutu e Caicó, e da RN-011, mais conhecida por “Estrada da Castanha”, que liga os municípios de Carnaubais, Serra do Mel e Areia Branca.

“Após concluídas, tanto a RN-118 quanto a ‘Estrada da Castanha’ impactarão positivamente a economia norte-rio-grandense”, frisou o parlamentar. Queiroz também aponta que a “Estrada da Castanha” dará condições necessárias ao escoamento e expansão da produção de itens oriundos da cajucultura e apicultura, e poderá viabilizar mais investidores e investimentos para Serra do Mel, gerando mais empregos e renda em toda a região.

Viabilizada através da luta incansável do deputado Nelter, a nova RN-118 entre Jucurutu e Caicó está próxima de ser concluída. Assim como a “Estrada da Castanha”, a RN-118 também tem grande importância econômica e logística para o Rio Grande do Norte. Além de interligar várias rodovias federais que cruzam o Estado, a RN-118 também é rota de escoamento comercial do Rio Grande do Norte e de outros estados do norte e nordeste – a exemplo do Pará, Maranhão, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco e Alagoas – fator que para Queiroz justifica a imediata conclusão das obras.

Ainda sobre a RN-118, o parlamentar também cobra que o Governo do Estado realize o recapeamento asfáltico no trecho urbano da rodovia que corta o município de Jucurutu. “Este pleito também é de grande importância, pois o asfalto no trecho urbano da RN-118 em Jucurutu está bastante comprometido, colocando em risco pedestres e motoristas, e danificando automóveis que nela circulam diariamente”, explicou, lembrando que governos anteriores recapearam o trecho urbano da RN-118 em Jucurutu. Fonte: Assessoria 

Vereador Tê não teve apoio mas bajula prefeito do Assu em troca de favores

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Tê bajula em troca de favores especiais, faz jogo mole e vive tirando retrato om o prefeito Gustavo Soares, com um sorriso falso nos labios de ambos

O presidente da Câmara de Vereadores do Assu Francisco de Assis, vulgo Tê, do Solidariedade, não tem um pingo de vergonha na cara e o sentimento de gratidão, não é uma qualidade que o legislador municipal cultive como principio moral e de agradecimento pelo reconhecimento de ter obtido o apoio dos vereadores chamados da oposição para atingir seu objetivo quando mais precisava e necessitava.

Tê não teve apoio do deputado George Soares e muito menos do seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, para se eleger presidente do legislativo para o biênio 2019/2020, e muito menos dos seus colegas que são declaradamente aliados e puxa sacos do governo municipal, mas após alcançar o posto mais alto do Poder Legislativo do Assu e o  primeiro sucessor do prefeito e do vice-prefeito, se forem cassados, vive agora de bajular o chefe do executivo.

Enquanto a Justiça Eleitoral não toma uma providência para cassar o mandato do atual prefeito e da sua vice-prefeita Sandra Alves, do MDB, que hoje anda completamente abandonada pelo prefeito e o seu irmão deputado do PR que são companheiros do PT desde meninos. O MDB, eles jogam na lata do lixo e não respeitam o empresário Helder Cortez e muito menos, o seu irmão, o secretário Heliomar Alves.

Prefeito do Assú não mora na cidade e charge chama atenção do povo e das autoridades

Charge bem humorada aborda assunto sério que não está recebendo a devida e merecida atenção dos vereadores e das autoridades MP e do Judiciário do Assu

Circulando com rapidez, uma espécie de charge bem humorada que chama a atenção para o fato do prefeito eleito do Assú Gustavo Soares não morar na cidade e ganha R$ 19 mil por mês, mas critica essa postura no minimo irresponsável. A população não foi chama´-lo para ser prefeito da cidade, foi ele que disse que vinha cuidar do povo, mas devia dizer que era da família e dos negócios dele fora do Assu. Teria sido muito bom que esse Doutor, tivesse ficado em Natal e não vir mentir no Assu e fazer promessa querendo enganar e ludibriar o cidadão assiense.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Vereador Stélio Márcio com seu seu colega vereador Paulinho – ja traiu o povo andou mentindo e criticando o prefeito que mora fora do Assu

O vereador Stélio de Sá Leitão que diz ser da oposição e já aderiu e depois foi expulso do grupo governista, arrotou nos microfones da Princesa FM que ia fiscalizar essa situação, mas tudo leva a crer que não passou mesmo de conversa fiada e mentirosa, do vereador que é apontado como preferido do pastor da Assembléia de Deus Alfredo Melo para o ser o candidato a vice´prefeito para representar os evangélicos.

Raquel pede informações sobre inquérito que investiga ofensas ao STF

Resultado de imagem para Raquel Dodge pede informações sobre inquérito que investiga ofensas ao STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge,enviou nesta sexta-feira petição ao Supremo Tribunal Federal (STF)solicitando que o ministro Alexandre de Moraes forneça informação sobre o inquérito que investiga supostas ofensas à Corte. Raquel Dodge quer saber quais fatos são investigados e quais são os fundamentos da investigação.

A instauração do inquérito foi anunciada na quinta-feira pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli. Moraes foi designado relator. De acordo com Toffoli, a intenção é investigar notícias e “ações caluniosas, difamantes e injuriantes” que atingem a segurança da Corte e de seus integrantes. O ministro não citou especificamente quais notícias são essas.

Leia maisRaquel pede informações sobre inquérito que investiga ofensas ao STF

CPI da Lava Toga já tem 27 assinaturas no Senado

O pedido de CPI da Lava Toga já tem a assinatura de 27 senadores –1/3 da Casa, mínimo necessário para ser instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito. O número foi completo nesta 5ª feira (14.mar.2019).

O requerimento (íntegra) é do senador Alessandro Vieira (PPS-SE). O congressista não definiu quando o requerimento será protocolado na Secretaria Geral da Mesa, pois espera novas assinaturas.

No pedido, o congressista diz que serão investigados “condutas ímprobas, desvios operacionais e violações éticas por parte de membros do Supremo Tribunal Federal e de Tribunais Superiores do país”.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: