Atiradores matam ao menos oito em escola em Suzano – SP

Corpo de um dos atiradores que atacou escola estadual em Suzano   – Folha de São Paulo

Um homem e um adolescente mataram ao menos oito pessoas e feriram outras dez em um ataque a tiros na escola estadual Professor Raul Brasil em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). As vítimas são cinco alunos, duas funcionárias e um empresário. Os atiradores são ex-alunos da instituição e também se mataram —a polícia investiga a possibilidade de que um dos dois tenha atirado no outro antes de se suicidar ​.

As duas funcionárias foram identificadas como Eliana Regina de Oliveira Xavier, agente de organização escolar, e Marilena Ferreira Umezu, 59, coordenadora pedagógica.

Quatro alunos morreram no local (Pablo Henrique Rodrigues, Cleiton Antônio Ribeiro, Caio Oliveira e Samuel Melquíades Silva de Oliveira) e um quinto, Douglas Murilo Celestino, morreu enquanto era levado ao hospital.

O dono da locadora de carros Jorginho Veículos é Jorge Antônio Moraes, que chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu. Há ainda outras nove pessoas feridas em hospitais da região.

As informações foram confirmadas pelo secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos.

Os disparos começaram por volta de 9h, quando Luiz Henrique de Castro, 25, e Guilherme Taucci Monteiro, 17, foram até a locadora, atiraram no empresário e roubaram um carro, o Onix branco que aparece em imagens de câmeras de vigilância.

Então, a dupla foi até a escola, onde entraram encapuzados e dispararam contra os alunos, por volta de 9h30. No momento em que viram policiais se aproximarem, eles se mataram —a polícia ainda não sabe se os dois se suicidaram ou se um teria atirado no outro e depois atirado em si mesmo.

A dupla levava um revólver calibre 38, quatro carregadores, uma besta (espécie arma medieval que dispara flechas), machados, uma caixa que aparentava ser de explosivos e garrafas montadas como coquetéis molotov.

Folha conversou com Juliano Simões de Santana, vizinho da escola. O morador disse que ouviu os disparos próximo ao intervalo das aulas do período matutino. “Moro ao lado, ouvi um tumulto e fui para lá. Cheguei e vi várias crianças saindo correndo ensanguentadas. Um desespero, professor, funcionário, todos correndo”, afirmou. Folha de São Paulo

Governadora Fátima Bezerra anuncia clone do “Programa Nota Fiscal Potiguar”, criado por Robinson Faria

A governadora Fátima Bezerra (PT) clonou hoje assim como fez com seu programa de governo divulgado na campanha eleitoral, o Programa Nota Fiscal Potiguar, uma iniciativa ‘clone’ da campanha Nota Fiscal Potiguar criada pelo ex-governador Robinson Farias.

Ela fez o anúncio do clone na manhã desta quarta-feira, durante reunião com empresários do comércio natalense, que a governadora acredita que irá somar para o estado atingir o equilíbrio fiscal, ao lado de outras medidas, como a instalação da Câmara Setorial do Comércio e Serviços.

O lançamento do clone do Programa Nota Fiscal Potiguar foi dada pela própria governadora em sua conta pessoal no microblog Twitter.

A campanha Nota Fiscal Potiguar  já havia sido lançada no governo Robinson Faria (PSD), por meio do decreto nº 27.550, de 29 de novembro de 2017, publicado na edição de 30 de novembro do Diário Oficial do Estado.

Naquela ocasião, foi dito que tratava-se de uma iniciativa voltada para aumentar as receitas do Estado e estimular o combate à sonegação, através do incentivo à emissão de documentos fiscais e de inserção do CPF nas notas, o que poderia resultar em premiações para os consumidores e entidades sociais.

Cadê o prefeito do Assu Gustavo Soares? Amanhã, ele aparece

Resultado de imagem para george soares e o prefeito Gustavo Soares Assembleia
George Soares é um obcecado que só pensa em homenagear o irmão e prefeito Gustavo Soares que administra o Assu via whatassap e como se isso fosse algo inovador

O líder do governo na Assembléia e deputado do PR George Soares, chamado de bajulado da governadora Fátima Bezerra, do PT pelo ex-vice-governador Fávio Dantas, é um politico obcecado que vai homenagear amanha de novo o seu irmão e prefeito do Assu Gustavo Soares, do PR, que ganha R$ 19 mil reais por mês, mora em Natal, tem uma luxuosa clínica de ortopedia particular em Mossoró e vem a Assu um dia ou dois por semana e administra virtualmente o município, para ser homenageado na sessão solene que acontecerá às 10h, desta quinta-feira na Câmara Municipal do Assú.

Enquanto George Soares homenageia o irmão que está ameaçado de ter o mandato cassado por outro homenageado, o juiz eleitoral Marivaldo Dantas, a qualquer momento a pedido do Ministério Público Eleitoral que após a juiza Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas ter reprovado as contas eleitorais da campanha do prefeito do Asssu e da sua vice-prefeita Sandra Alves, com respaldo de técnicos do Forum Municipal e do MPE, após contatar inumeras irregularidades e também a mais grave, recebimento ilegal de doação de empresa, proibido por determinação do STF.

O prefeito do Assú é alvo de protesto e gozação nas redes sociais por ter abandonado a cidade para morar em Natal. Amanha o prefeito Gustavo Soares estará na cidade. Veja abaixo o que está circulando na internet.

Sessão solene homenageará os 167 anos da emancipação política de Mossoró

A Assembleia Legislativa realiza, nesta sexta-feira, 15, sessão solene em homenagem aos 167 anos de emancipação política de Mossoró. Na data que celebra o fato, a cidade se torna sede do Poder Legislativo e recebe a solenidade acontecerá a partir das 19h, no Teatro Lauro Monte, localizado no Centro de Mossoró. A iniciativa é do deputado estadual Allyson Bezerra (SDD).

“Mossoró é conhecida pela sua história de luta e resistência, e essa data de emancipação política não poderia passar despercebida, aproveito a oportunidade para dizer que o nosso mandato sempre estará à disposição de Mossoró“, afirmou o deputado que destacou a importância de relembrar a data para os mossoroenses.

A sessão solene contará com a presença de diversas autoridades locais como políticos e representantes de universidades e instituições de ensino. Entre os homenageados da noite estão Padre Sátiro Cavalcante; o poeta Antônio Francisco; o escritor Davi Leite; o jornalista Emery Costa; o servidor da Ufersa Francimar Honorato dos Santos; o médico Dr. Cure de Medeiros, o pastor José Dantas Filho; membro da Academia Feminina de Letras e Artes de Mossoró (AFLAM) Maria Lúcia Escóssia e o ex-jogador de futebol Odilon Gomes de Almeida.

Assembleia Legislativa se instala em Assu nesta quinta-feira (14)

Nesta quinta-feira (14), a Assembleia se instala na cidade de Assu para comemorar os 184 anos de criação da comarca da cidade. Dando prosseguimento as ações do Legislativo Potiguar de interiorização e proximidade com o cidadão.

A sessão solene, de iniciativa do deputado estadual George Soares (PR), será às 10h, na Câmara Municipal. Criada em 11 de março de 1835, foi a primeira a ser instalada no interior do Estado.

Homenageados 

Aldo De Medeiros Lima Filho (Ordem Dos Advogados Do Brasil)

Cidorgeton Pinheiro Da Silva (Polícia Civil Do Assu)

Daniel Lobo Olímpio (Promotoria Pública Do Assu)

Danielle Sousa Vieira Diniz (Ordem Dos Advogados Do Brasil – Diretoria Assu)

Eudo Rodrigues Leite (Procurador-Geral De Justiça)

Francisco De Assis Souto (Câmara Municipal Do Assu)

Gustavo Montenegro Soares (Prefeito Do Assu)

João Batista Rodrigues Rebouças (Tribunal de Justiça do RN)

Leylane De Deus Torquato (Defensoria Pública Núcleo Do Assu)

Marcus Vinicius Soares Alves (Defensoria Pública Do RN)

Marivaldo Dantas de Araújo (Comarca do Assu / Fórum João Celso Filho)

Tenente-Coronel Francisco De Assis Santos (Polícia Militar – 10º Batalhão Do Assu)

George Soares faz ataques covardes em Ipanguaçu contra ex-secretário Ivan Júnior e Governo Robinson

George Soares fez ataques covardes contra o ex-secretário Ivan Júnior se aproveitando da ausência dele em Ipanguaçu para espalhar mentiras e farofas com a ajuda do secretário Mineiro do PT

O deputado estadual George Soares (PR), vem adotando com o prefeito de Ipanguaçu, Valderedo Bertoldo (PR), e de vereadores da cidade, a política do morde e assopra, como sempre fez para enganar e trair, o ex-governador Robinson Faria, mas por debaixo dos panos manda o seu assessor de gabinete, blogueiro e puxa saco (CLIQUE AQUI E VEJA ) que recebe uma esmola da Câmara de Vereadores do Assu para atacar o prefeito do PR de Ipanguaçu através do vice-prefeito Thales Marinho. 

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé, criança, sapatos e área interna
Ex-prefeito Leonardo Oliveira, não foi alvo dos ataques diretos do deputado George Soares, com medo de puxão de orelhas do secretário Mineiro

George participou nesta terça-feira, 12, e audiência pública na Câmara Municipal para debater a situação das obras de recuperação da parede do açude Pataxó e atacou indiretamente o ex-prefeito Leonardo Oliveira que recebeu autorização do deputado do MDB Nelter Queiroz para representa-lo e o ex-secretário estadual de Recursos Hídricos Ivan Júnior para limpar a barra junto ao prefeito Valderedo e diminuir as suspeitas de jogo duplo político que anda fazendo contra o governo municipal.

O líder do governo e deputado George Soares, cantou de galo na ausência do deputado da bancada governista Nelter Queiroz, que por motivo superior não pode participar da audiência pública.

Em 2016, Patrício Júnior fez o que era mais dificil: perder a eleição para Gustavo Soares

A imagem pode conter: 5 pessoas, incluindo Patricio Junior, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Patrício com aliados na campanha de 2016: o vereador Stélio e o pastor da Assembléia Alfredo Melo

O candidato derrotado a prefeito do Assú Patrício Júnior, do PSD, fez o que mais era mais difícil fazer nas eleições de 2016: perdeu a campanha eleitoral, para o médico e atual prefeito Gustavo Soares, filho do velho cacique e ex-prefeito Ronaldo Soares, por absoluta de interesse de investir financeiramente para obter a vitória que as pesquisas mostravam que podia acontecer, mas o filho do empresário José Patrício, amigo pessoal e compadre de Ronaldo Soares, preferiu não arriscar para perder por pouco de mais de mil votos para o irmão do deputado George Soares.

Os ataques superficiais do ex-prefeito Ronaldo Soares endereçados a Patrício Júnior, filho do seu amigo do peito e compadre José Patrício, que cresceu junto com Gustavo e George Soares, chamando-o de Cabritão, apenas geram mais suspeitas nos bastidores da política do Assu, mas uma disputa com o ex-prefeito Ivan Júnior, o clã dos Soares certamente não terá sucesso nas eleições para prefeito do Assu no próximo ano. A ladainha do ex-prefeito que usa o pseudônimo de Eridu, no blog do puxa saco dos seu filhos e que recebe uma esmola deles para atacar adversários da poderosa família, contra Patrício, já não cola e nem convence nem os presos.

Na realidade, após a derrota, o empresário Patrício Júnior, não demonstrou nenhum apetite político, preferindo se manter na sua atividade comercial, como sempre. Ele disse várias vezes que não queria ser prefeito do Assu, mas acabou aceitando ser candidato e até hoje, essa decisão gera desconfiança, porque ele aceitou se não queria ser. O negócio de Patrício é ganhar dinheiro e não gastar. Para o candidato derrotado, o comércio é uma atividade mais lucrativa do que a política.

Deputado Tomba acha juros de bancos altos, já George Soares mamando não reclama

George Soares aponta que a operação tem custo, mas cumpre as determinações da legislação
George Soares, o cão de guarda da governadora Fátima Bezerra, o deputado que diz amém em troca de regalias e benesses para tudo que ela quer fazer 

Os deputados estaduais repercutiram os números apresentados pelo secretário de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, que projetam uma antecipação de pelos menos R$ 315 milhões, referentes aos royalties dos próximos quatro anos, a um custo de até R$ 85 milhões.

Entre os deputados da oposição, a observação é de que há um custo elevado nesta operação, embora afirmem que os salários atrasados dos servidores estaduais criam uma situação emergencial, segundo a Tribuna do Norte.

Vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa, o deputado Tomba Farias (PSDB) considera que os juros previstos pelo governo na negociação com os bancos “são altos” – o custo para o Estado pode chegar a R$ 85 milhões até o fim de 2002, considerando que o governo estima em R$ 315 milhões o valor a ser antecipado, enquanto o retorno para os bancos ficará em R$ 400 milhões.

Enquanto isso, o líder do governo no parlamento estadual, deputado George Soares (PR), que tem conseguido emprego para seu sogro, pai de sua esposa e outros apadrinhados no Governo do RN, principalmente em Assu e Natal, afirma que o Estado está se esforçando para quitar os débitos de proventos de aposentados e pensionista.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: