fbpx

Prefeito do Assú engana até o Tribunal de Contas do Estado

O prefeito do Assú Gustavo Soares, irmão do deputado do PR e líder do governo do PT na Assembléia, George Soares, vem despeitando a lei e não cumpriu a promessa garantida no Termo de Ajustamento de Gestão entre o Município de Assú e o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado – TCE, para a diminuição de despesa com pessoal, em razão do grave comprometimento da receita municipal com o custeio.

De acordo com o relatório do TCE, quanto à Meta 1, referente à exoneração de comissionados e funções gratificadas, constata-se que a Prefeitura de Assú demonstrou a exoneração de 13 (treze) servidores comissionados de classe I e a posterior nomeação de 14 (quatorze) servidores de classe II, de forma a alcançar a economia mensal de R$ 8.717,28 (oito mil, setecentos e dezessete reais e vinte e oito centavos), muito aquém do valor de economia de R$65.503,56 (sessenta e cinco mil, quinhentos e três reais e cinquenta e seis centavos) prevista na Cláusula Terceira do TAG.

Segundo o TCE do RN, cumpre ressaltar, ademais, que a mesma Cláusula previu a diminuição de cargos para o número de 155 (cento e cinquenta e cinco), assim como o número de funções para 24 (vinte e quatro). Ocorre, todavia, como se verifica pelos documentos de fls. 17/19, evento 1, do Fls.4 documento n.º 10185/2018, que o número de comissionados passou a ser de 189 (cento e oitenta e nove). Não basta para o cumprimento da presente cláusula, desta feita, a diminuição dos valores remuneratórios no montante estipulado, mas também a própria diminuição do número de cargos dessa natureza.

Puxa saco blogueiro de deputado George Soares ganha mais do que reporter bajulador da Princesa

O mais famoso puxa saco blogueiro em Assú do deputado do PR George Soares, Emanoel, ganha quase o dobro do seu colega e bajulador do parlamentar e irmão do prefeito Gustavo Soares da Princesa FM Jarbas Rocha.

A empresa e emissora Princesa FM, ganha mais de R$ 500 por dia, um total de R$ 19 mil por mês e a bagatela de quase R$ 200 mil ao ano. O sufoco financeiro da Princesa FM acabou com o socorro da Prefeitura do Assú.

A folha de pagamento dos funcionários e do diretor Lucilio Filho, já não causa mais dor de cabeça na Rádio chamada de imparcial pelo próprio Lucilio que ainda adota um ar de superioridade sobre os outros profissionais, querendo ser o melhor e mais justo de que todo mundo na cidade.

Isso no mínimo é uma grande piada que ninguém mais acredita, mas que Lucilio teima em jurar em nome de Deus. VEJA AQUI QUANTO GANHA JARBAS, O REPORTER IMPARCIAL, DO GABINETE DE GEORGE SOARES

Benes apoia pacote Anticrime e reforça luta pela redução da maioridade penal

Em seu primeiro pronunciamento, em plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, na tarde desta terça-feira (26), o deputado Federal Benes Leocádio reforçou as bandeiras de sua atuação como membro do Legislativo Federal. Ao longo do discurso, o parlamentar destacou seu trabalho na defesa de pautas municipalistas, manifestou apoio ao Pacote Anticrime e reafirmou defesa pela mudança na Constituição Federal no que trata da redução da maioridade penal.

“Faço questão de manifestar meu apoio às novas políticas de segurança pública, cujo o escopo é a redução dos indicies da criminalidade e violência no país. Entre as medidas propostas destaco a necessidade de alterar a redação do art. 228 da Constituição Federal para adequar a idade de inimputabilidade pena à nova realidade demográfica brasileira e combater a criminalidade, que seria de 16 anos, sem exceção”, disse o deputado afirmando que a proposta é desejo da maioria dos brasileiros.

Benes também declarou defesa ao Pacote Anticrime, apresentado pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, para endurecer a legislação brasileira em segurança pública, sustentando que as debates sobre o projeto devem aprimorar a matéria. “Não tenho dúvida que a discussão do projeto, No Senado e na Câmara, encaminhará as melhores soluções, de modo a promover o Estado brasileiro de instrumentos efetivos de contenção da ordem, sem o desrespeito ao ordenamento vigente”, frisou Benes.

O deputado falou ainda, sobre sua identificação e trabalho pelas causas municipalistas. “É nas cidades que vivenciamos cotidianamente os gravíssimos problemas nacionais da atualidade, como a desigualdade social e a violência urbana, bem como a carência de serviços públicos essenciais como saúde e educação. Daí meu interesse por iniciativas municipalistas, no sentido de aumentar a autonomia municipal em todos os aspectos”.

Emanoel o blogueiro ganha mais no gabinete de George do que o imparcial reporter Jarbas Rocha

Prefeito do Alto Abelardo abandona deputado Ricardo Motta por George Soares

Abelardo abandonou um velho amigo e deputado Ricardo Motta

Com o cerco fechado contra o ex-presidente da Assembléia Legislativa do RN e deputado do PSB, Ricardo Motta, pai do deputado federal Rafael Motta (PSB), acusado no STF dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa por desviar mais de R$ 19 milhões do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Norte (Idema/RN) e envolvido também outras acusações quando exercia a presidência da Casa, foi abandonado por um velho amigo e companheiro de muitas lutas no passado, o prefeito do Alto do Rodrigues Abelardo Rodrigues, do DEM, que agora apoia o deputado do PR e líder do governo do PT George Soares.

O atual prefeito Abelardo Rodrigues, exerceu o cargo de secretário  geral da Assembléia Legislativa do RN, durante vários anos de mandatos do ex-presidente do Poder Legislativo e deputado estadual Ricardo Motta, além de ser apontado como homem de extrema confiança do pai do deputado federal Rafael Motta.

Na época, Abelardo mandava e desmandava na Casa e hoje, o deputado do PSB Ricardo Motta está envolvido até o pescoço em denuncias e acusações de todo tipo de roubalheira e corrupção.

Sinpol faz queixas contra o Governo do RN ao deputado estadual Dr. Bernardo

Os presidente e vice-presidente do SINPOL-RN, Nilton Arruda e Edilza Faustino, foram ao gabinete do deputado estadual Dr. Bernardo Amorim, na manhã desta terça-feira (26), para falar sobre a ação movida pelo Ministério Público para retirada do ADTS dos Policiais Civis, alertando que esse processo é uma ameaça real de diminuição salarial e que a categoria não irá aceitar perdas.

No encontro, a Diretoria do SINPOL-RN, revelou que a governadora Fátima Bezerra, do PT,  ainda não sinalizou em receber o SINPOL-RN e até precisou procurar o deputado George Soeres, líder do Governo na Assembleia Legislativa, pra conseguir agendar uma reunião com o vice-governador. O Sindicato apresentou algumas pautas dos Policiais Civis e Servidores da Segurança ao parlamentar.

Outro ponto da reunião foi a situação precária da Polícia Civil do Rio Grande do Norte que, atualmente, tem um dos menores efetivos do Brasil e um dos piores salários.

Leia maisSinpol faz queixas contra o Governo do RN ao deputado estadual Dr. Bernardo

Governo de Fátima não demonstra interesse na situação da Polícia Civil do RN

O vice-governador Antenor Roberto, recebeu nesta segunda-feira (25), a diretoria do SINPOL-RN para tratar do processo do Adicional por Tempo de Serviço dos Policiais Civis, bem como de outras pautas.

A Diretoria tenta articular junto ao Governo do Estado um acordo para que os Policiais Civis não sofram nenhum tipo de prejuízo na ação movida pelo Ministério Público para retirada do ADTS. Todos os detalhes da reunião do SINPOL-RN com vice-governador serão repassados na Assembleia Geral, realizada em conjunto com a Assesp-RN, marcada para esta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, na sede do Sindicato, a partir das 15h.

“Convocamos todos a participarem, pois o cenário não é favorável e, mais uma vez, precisaremos nos unir para mostrar força. Teremos que lutar para não sofrermos ainda mais. O Governo não tem demonstrado interesse em impedir que tenhamos redução salarial, então, não podemos ficar calados esperando pelo pior”, afirma Nilton Arruda, presidente do SINPOL-RN. Assessoria Sinpol

Fux nega foro a ministro do Turismo por caso de laranjas

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que é Investigado no caso dos laranjas do PSL

O ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou o pedido do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, para que a investigação sobre candidatas laranjas do PSL aberta em Minas Gerais passe a tramitar no Supremo.

Para Fux, a jurisprudência do Supremo diz que supostos crimes eleitorais cometidos por candidatos à reeleição, como é o caso do ministro em 2018, não devem ser investigados na corte.

Segundo ele, o entendimento do tribunal é “no sentido de inexistir vinculação com o mandato parlamentar quando a investigação tem por objeto ilícitos exclusivamente eleitorais praticados, em tese, por parlamentar, não nesta qualidade, mas sim na condição de candidato em pleito eleitoral”.

Folha revelou no dia 4 de fevereiro que o ministro do governo de Jair Bolsonaro patrocinou um esquema de candidaturas laranjas nas últimas eleições com repasse do dinheiro público de campanha para contas de empresas ligadas a ex-assessores de seu gabinete na Câmara. Reynaldo Turollo Jr. –  Folha de São Paulo

Leia maisFux nega foro a ministro do Turismo por caso de laranjas

Alvo da Receita, Gilmar recebe ligação de Bolsonaro para discutir vazamento

O presidente Jair Bolsonaro conversou nesta terça-feira, 26, com o ministro Gilmar Mendes pelo telefone sobre o vazamento de investigação com citações a agentes públicos por parte da Receita Federal.  O Estado apurou que o presidente disse que estava preocupado com o ocorrido e pediu ao ministro sugestões de medidas para solucionar a crise.

A conversa foi intermediada pelo secretário especial da Receita, Marcos Cintra, que passou o telefone para Gilmar. Como revelou o Estado, o secretário pediu hoje à Polícia Federal que instaurasse um inquérito para apurar o vazamento dos dados da investigação contra o ministro e outras autoridades.

Além de Gilmar, também estão na mira de um grupo especial da Receita Roberto Maria Rangel, mulher do presidente do Supremo, Dias Toffoli.

Assim como no caso de Gilmar, a mulher de Dias Toffoli foi alvo de uma investigação preliminar da Receita Federal. Segundo apurou o Estado, a análise dos dados não resultou na abertura de um procedimento formal de fiscalização contra os dois. Até 2007, Toffoli foi sócio da mulher no escritório de advocacia Toffoli & Rangel Associados, em Brasília.  Fabio Serapião – O Estado de São Paulo

Leia maisAlvo da Receita, Gilmar recebe ligação de Bolsonaro para discutir vazamento

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: