fbpx

‘Sumiço’ do prefeito do Assú gera paródia musical sobre irmão de deputado de George Soares

Prefeito Gustavo Soares, irmão do deputado estadual George Soares, líder da governadora Fátima Bezerra, do PT, na Assembléia.

O prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, que mora em Natal e administra a cidade a cidade a distância via WhatsApp para embolsar um total de 19 mil reais por mês dos cofres da Prefeitura do Assú, acabou provocando a geração de uma paródia musical que retrata o descaso e o desleixo do Doutor que investiu na construção de uma luxuosa clínica de ortopedia em Mossoró, onde trabalha também na sua clínica particular cobrando por consulta como faz qualquer médico.

O aúdio com a paródia musical ja está circulando na rede social do WhatsApp, para administrar uma cidade de aproximadamente 60 mil habitantes, que se encontra praticamente abandonada e entregue as baratas.

O super secretário Nuilson Pinto, o Pavão, ainda é o preferido da patota de Ronaldo Soares, mas a irmã do ex-prefeito e cacique chefe da oligarquia, a médica Isabela Soares, que tomar o lugar na cabeça da chapa, já que o prefeito corre o risco de ter mandato cassado e a sua vice-prefeita Sandra Alves, do MDB, por recebimento ilegal de doação de empresa na campanha de 2017, crime proibido pelo STF.

Nelter comemora ampliação do prazo de validade das carteiras de habilitação por Bolsonaro

Resultado de imagem para Nelter comemora ampliação do prazo de validade das carteiras de habilitação
Nelter Queiroz registrará nos anais da ALRN Voto de Aplauso ao presidente Bolsonaro

Durante encerramento dos trabalhos parlamentares na tarde desta quarta-feira (13), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) comemorou anúncio realizado no último sábado (9) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre ampliação do prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Em sua fala, o parlamentar lembrou que a defesa pela ampliação do prazo de validade da CNH foi uma de suas bandeiras em passado recente e que esta modificação na legislação de trânsito será benéfica para o bolso do contribuinte.

Ainda sobre o assunto, Nelter Queiroz registrará nos anais da ALRN Voto de Aplauso ao presidente Bolsonaro pela iniciativa. No documento em questão, o deputado também criticará a indústria das multas instalada por todo o país.

“A certo tempo defendi a bandeira de ampliação do prazo de validade das carteiras de habilitação. Parabenizo o presidente Bolsonaro que está próximo de tornar essa questão uma realidade. Pelo menos nosso povo, que já paga tantos impostos, terá mais tempo com suas habilitações, reduzindo os gastos com este importante documento, que para muitos é uma fonte de renda”, destacou Queiroz.

Tribunal suspende liminar de juiz que determinava ao Governo do RN pagamento de salários

Decisão foi do desembargador João Rebouças — Foto: Tasso Pinheiro/TJRN
Decisão foi do desembargador João Rebouças — Foto: Tasso Pinheiro/TJRN

A Presidência do Tribunal de Justiça deferiu, na tarde desta quarta-feira (13), o Pedido de Suspensão de Liminar, feito pelo Estado do Rio Grande do Norte, para sustar os efeitos da decisão proferida, em primeiro grau, pela Segunda Vara da Comarca de Currais Novos, que estabelecia que o Estado realizasse o pagamento de salários dos servidores da ativa e dos aposentados em obediência à ordem cronológica.

A medida considera a “atual e notória insuficiência de recursos” do Erário estadual para quitar todas as dívidas de maneira simultânea, além de levar em conta também a defesa na qual o Poder Executivo aponta seu esforço na definição de calendário de pagamento que contemple a quitação dos salários referentes ao exercício de 2019, aliado ao compromisso de buscar receitas extraordinárias para a quitação do passivo salarial gerado nos anos de 2017 e 2018.

Neste pronunciamento judicial é lembrado que o Executivo assumiu o compromisso de pagar as folhas salariais em atraso, obedecendo a ordem cronológica da dívida deixada pela administração anterior.

Leia maisTribunal suspende liminar de juiz que determinava ao Governo do RN pagamento de salários

Ministério Público quer que prefeito anule decisões ilegais que reduzem proteção ambiental em Mãe Luíza

Resultado de imagem para prefeito alvaro dias g1 rn

Área faz parte de uma Zona de Proteção Ambiental e decisões tomadas em reuniões apresentam uma série de ilegalidades  

A 45ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente recomendou ao prefeito do Município do Natal Álvaro Dias (MDB) que anule as deliberações tomadas pelo Conselho da Cidade (Concidade/Natal) em oito reuniões ocorridas entre junho e dezembro de 2017.

Outra medida apontada na recomendação é garantir a decisão de extinguir a conferência final do processo de regulamentação das Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs). 

O documento do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) alerta que não é possível se conhecer, com exatidão, a proposta final que foi aprovada pelo Concidade sobre a regulamentação da Zona de Proteção Ambiental 10 – Farol de Mãe Luíza e entorno. 

“Sabe-se apenas que houve diminuição da área protegida. Há trecho de duna sujeito a deslizamento que foi retirado da área de proteção, possibilitando assim se construir no local tido como de risco”, aponta a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Gilka da Mata. Leia a recomendação na íntegra, clicando aqui.

Leia maisMinistério Público quer que prefeito anule decisões ilegais que reduzem proteção ambiental em Mãe Luíza

Governadora Fátima quer anular lei de Kelps que beneficia idosos no RN

Resultado de imagem para deputado kelps lIma

A governadora Fátima Bezerra enviou para a Assembleia Legislativa um projeto que anula uma lei criada pelo deputado Kelps Lima que beneficia idosos nos pagamentos de indenizações vencidas contra o Estado.

Em 2017, Kelps aprovou a Lei Estadual nº 10.166, de 21 de fevereiro de 2017, que dá aos aposentados o direito de receber de forma mais rápida os pagamentos de indenizações que tenha direito, de até 60 salários mínimos, frutos de causas ganhas judicialmente contra o Estado.

Estes pagamentos se dão em forma de RPV (Requisição de Pequeno Valor) e pela Lei devem ser feitos em até 90 dias.

Ontem, 11 de fevereiro, a governadora Fátima enviou para a Assembleia Legislativa um novo projeto que anula a lei de Kelps, baixando o teto dos idosos para 10 salários mínimos.

Leia maisGovernadora Fátima quer anular lei de Kelps que beneficia idosos no RN

Moro cumpre promessa de campanha de Bolsonaro e bate de frente com crime organizado

Após ganhar projeção nacional com decisões jurídicas de forte repercussão sobre réus da Lava-Jato, Moro foi convidado e aceitou o convite de Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça e da Segurança Pública 02/01/2009 Foto: SERGIO LIMA / AFP

O ministro da Justiça, Sergio Moro , debutou no governo atendendo uma promessa de campanha do presidente JairBolsonaro . No segundo dia de trabalho redigiu decreto, editado 15 dias depois, para facilitar a posse de armas.

Depois, atuando no campo das leis, o ex-juiz  apresentou-se como autor de um projeto para alterar a legislação penal, endurecendo regras de cumprimento de pena.

Agora, o governo Bolsonaro patrocina seu primeiro ato como membro do Executivo. Determinou a transferência de presos de segurança máxima para presídios federais . 

Um decreto presidencial, assinado também por Moro e pelos ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) cuidou de reforçar a segurança pública nas localidades onde estão esses presídios, para prevenir reações do crime organizado. O movimento do governo não mira só na segurança, atende pleito do governo de São Paulo, que queria retirar a cúpula de organização criminosa local de presídios estaduais.

A medida do dia do governo ainda mexe com um assunto delicado, em se tratando de política prisional. Uma portaria assinada por Moro restringe as visitas de familiares nos presídios federais. A partir de agora, preso federal só recebe parente no parlatório (onde fica separado do visitante por um vidro) ou por videoconferência. A portaria foi publicada em edição extra do Diário Oficial no mesmo momento em que os presos de São Paulo começavam a ser deslocados para seus novos destinos nos estabelecimentos federais. 

Editados os atos e iniciada a operação que alcançam líderes das organizações condenados e já presos, o governo terá que lidar com o mundo real. O decreto preventivo indica que o Moro e colegas ministros desenharam as ações de hoje planejando-se para tentar evitar que as transferências de presos possam transbordar para a população que vive próximas às cadeias federais.

Francisco Leali – O Globo

Bolsonaro reforça segurança em Mossoró e Porto Velho que receberão Marcola e líderes do PCC

WhatsApp-Image-2019-02-13-at-09.13.45
Em Mossoró, Exército ocupa alojamento da UFERSA

O governo federal soltou um decreto específico autorizando o uso das Forças Armadas no entorno de presídios federais de Rondônia e Rio Grande do Norte para gantir a segurança dos presídios para onde irá parte de cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC). 

O governo de São Paulo transfere na manhã desta quarta-feira, 13, o principal líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, conhecido como ‘Marcola’, e outros 21 membros da cúpula da facção criminosa para presídios federais. A operação teve início na madrugada desta quarta.

Tomaz Silva/Agência Brasil

“Fica autorizado o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem, no período de 13 a 27 de fevereiro de 2019, no Estado do Rio Grande do Norte e no Estado de Rondônia, para a proteção do perímetro de segurança das penitenciárias federais em Mossoró e Porto Velho, em um raio de dez quilômetros”, determina o governo federal.

Publicado no Diário Oficial da União, o documento é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, pelo ministro do gabinete de Segurança Institucional General Heleno , pelo ministro da Defesa Fernando Silva e pelo ministro da Justiça Sergio Moro. Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

Leia maisBolsonaro reforça segurança em Mossoró e Porto Velho que receberão Marcola e líderes do PCC

‘Quebraram o Brasil’, diz Guedes sobre quem pede subsídios

Conheça mais sobre Paulo Guedes, o guru econômico de Bolsonaro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (13) que aqueles que vêm a Brasília em busca de subsídios do governo quebraram o Brasil.

Em recado a empresários, o ministro disse que antes de fazer qualquer pedido de ajuda à União é preciso mostrar o que pode ser oferecido ao país.

“Todo mundo vem pedir subsídios, dinheiro para isso, dinheiro para aquilo. Eu falo: o que vocês podem fazer pelo Brasil? Quebraram o Brasil, quebraram o Brasil”, afirmou. Bernardo CaramFolha de São Paulo

Leia mais‘Quebraram o Brasil’, diz Guedes sobre quem pede subsídios

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: