fbpx

Controle de combustível na frota em Ipanguaçu preocupa prefeito do Assú

Resultado de imagem para prefeito Gustavo Soares Assu
Prefeito Gustavo Soares ficou preocupado e teme a ‘moda pega’

O prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, ficou muito preocupado com a implantação do cartão magnético para controlar o abastecimento de combustível na frota de veículos da Prefeitura de Ipanguaçu e telefonou para o seu colega e prefeito Valderedo Bertoldo reclamando por ele implantar esse sistema de controle de combustível.

Porque essa preocupação do prefeito de Assú em deixar completamente transparente o consumo de combustível???

Renan imprime na gráfica do Senado livro de 500 páginas sobre sua vida

Livro de Renan já começou a ser distribuído a senadores e deputados Foto: Amanda Almeida

Em campanha entre os colegas para viabilizar sua candidatura à Presidência doSenado , Renan Calheiros (MDB-AL) mandou imprimir, na gráfica da própria Casa, exemplares de um livro, com quase 500 páginas com a sua versão sobre os fatos que viveu publicamente, para distribuir a parlamentares.

Quatro vezes presidente da Casa, ele diz que “a palavra de ordem desses tempos é reinvenção”. Na apresentação, Renan ataca a imprensa, defende o uso inteligente das redes sociais e avalia que a última legislatura foi “demolida pelas urnas”, porque “não compreendeu ou quis compreender o que está acontecendo”. 

Os livros começaram a ser distribuídos a senadores e deputados, como sugestão de “leitura de férias”. A eleição para a Presidência da Casa ocorre, em geral, no primeiro dia útil da legislatura, em 1º de fevereiro. A data, porém, ainda não foi confirmada. Renan assina o texto de apresentação, no qual diz que é preciso “correr contra o tempo” para se comunicar com os novos colegas e com a sociedade.  Amanda Almeida  – O Globo

Leia maisRenan imprime na gráfica do Senado livro de 500 páginas sobre sua vida

Prefeito de Ipanguaçu obedece ao Ministério Público e implanta controle de combustível

Para escapar de um processo de improbidade administrativa, o prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, que gastava dinheiro público no abastecimento de combustível sem nenhum controle, vai atender a recomendação do Ministério Público e contratou por mais R$ 59 mil reais a empresa paulista Neo Consultoria e Administração de Benefícios , de BARUERI/SP para prestar os serviços durante um 01 (um) ano. VEJA AQUI

A empresa paulista vai fazer o gerenciamento do abastecimento de combustíveis, através de um sistema informatizado e integrado com utilização de cartão magnético com chip ou cartão com tarja magnética, do abastecimento da frota de veículos e máquinas da Prefeitura de Ipanguaçu.

Tribunal de Justiça declara inconstitucional lei sobre pensão a vereadores de Mossoró

Câmara empossa membros da Mesa Diretora para novo biênio

O Pleno do TJRN, à unanimidade de votos, declararou a não recepção das Leis nº 20/1978 e nº 28/1979 pela Constituição Estadual de 1989, bem como declararam a inconstitucionalidade, da Lei nº 454/1989, do Município de Mossoró, por afronta aos artigos 26, 123 e 124, da Constituição do Estado do Rio Grande do Norte, as quais estabeleceram pensão vitalícia a ex-vereador daquele município.

O julgamento se refere à Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental n° 2017.005215-9 e teve efeitos “Ex tunc”, que se aplicará desde o início do processo que lhe deu origem, em caráter retroativo.

De acordo com a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), tais normas concederam benefício previdenciário indevido, provocando desorganização financeira e fiscal no Município, violando assim preceitos fundamentais da ordem constitucional vigente.

Leia maisTribunal de Justiça declara inconstitucional lei sobre pensão a vereadores de Mossoró

Obra de R$ 245 mil reais da Prefeitura do Assú piora problemas da população

Prefeito Gustavo Soares quando visitava obra do canal de águas pluviais na Avenida Senador João Celso Filho em outubro do ano passado

A chuva de aproximadamente 30 milímetros que caiu ontem em Assu, mostrou toda a fragilidade da maquiagem de obras do governo municipal e a incompetência e incapacidade administrativa do prefeito Gustavo Soares, do PR.

A obra que custou R$ 245.768,09 aos cofres da Prefeitura do Assú para a recuperação e ampliação da estrutura de escoamento d’água, para
aperfeiçoar o funcionamento do canal de águas pluviais na Avenida Senador João Celso Filho, não resolveu a situação e agravou ainda mais o problema. VEJA AQUI

A população do Assu que está abandonada pelo prefeito Gustavo Soares e anda revoltada com o descaso do governo, enviou vídeo ao Blog do VT com imagens dos problemas causadas pelas chuvas com a obra mal feita.

 

General ministro quer militares fora da reforma da Previdência

ctv-crm-general-santos-cruz

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, engrossou na terça-feira, 8, o coro dos que querem ver os militares fora da reforma da Previdência. Santos Cruz foi além e disse haver outras categorias com peculiaridades que devem ser levadas em conta nessa discussão.

“Militar é uma categoria muito marcante, de farda. Militares, policiais, agentes penitenciários, Judiciário, Legislativo, Ministério Público possuem características especiais, que têm de ser consideradas e discutidas”, disse o ministro.

O assunto, no entanto, ainda está sob análise de Bolsonaro, que é capitão reformado do Exército e tem sete militares na equipe. A equipe econômica defende uma proposta “consistente e duradoura” e avalia que o texto precisa incluir todas as carreiras, inclusive militares. Seria uma forma de mostrar que todos, sem exceção, seriam atingidos, inclusive a categoria da qual o presidente faz parte. Vera Rosa, Felipe Frazão e Leonencio Nossa, O Estado de S.Paulo

Leia maisGeneral ministro quer militares fora da reforma da Previdência

Bolsonaro alega risco e determina que PF amplie segurança de Moro

Sergio Moro, da Lava Jato ao Ministério da Justiça

O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta terça-feira (8) que a Polícia Federal tome providências para ampliar a segurança pessoal do ministro Sergio Moro (Justiça).

A informação consta em despacho assinado por Bolsonaro e publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

“Diante de informações sobre situações de risco decorrentes do exercício do cargo de titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, determino à Polícia Federal providências no sentido de garantir, diretamente ou por meio de articulação com os órgãos de segurança pública dos entes federativos, a segurança pessoal do Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública e de seus familiares”, diz o texto. Talita Fernandes – Folha de São Paulo

Leia maisBolsonaro alega risco e determina que PF amplie segurança de Moro

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: