Centrão usa caso de Flávio Bolsonaro para pressionar presidente eleito

Resultado de imagem para rodrigo maia

O desgaste do senador eleito e atual deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) não apenas respinga no futuro governo com a falta de explicações sobre a movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de um ex-assessor como já começa a virar instrumento de pressão até mesmo por potenciais aliados do Palácio do Planalto.

Informados de que a oposição planeja coletar assinaturas, a fim de abrir uma CPI para tratar do assunto, integrantes do Centrão cobram esclarecimentos do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e de seu filho.

Em campanha pela reeleição, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou no circuito e, aproveitando o bom trânsito que tem com os oposicionistas, pediu a colegas do PT e do PCdoB que não estiquem a corda na briga pela comissão parlamentar de inquérito.

Maia está de olho no aval do PSL de Bolsonaro para ser reconduzido ao cargo. Até agora, porém, o partido do presidente eleito não dá sinais de que vá apoiá-lo. Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

Leia maisCentrão usa caso de Flávio Bolsonaro para pressionar presidente eleito

Bolsonaro desautoriza filho e descarta debate sobre pena de morte

O presidente eleito Jair Bolsonaro em transmissão pelo Faceboo Foto: Reprodução do Facebook

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse neste domingo, por meio do Twitter , que a pena de morte não será um assunto tratado em seu governo e que sequer foi trazido por sua campanha durante a corrida eleitoral.

Em entrevista ao GLOBO publicada neste domingo, o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair, defendeu a possibilidade de pena de morte para traficantes de drogas, a exemplo do que ocorre na Indonésia, e para autores de crimes hediondos.

“Em destaque no Jornal O Globo de hoje informou que, em meu governo, o assunto Pena de Morte será motivo de debate. Além de tratar-se de cláusula pétrea da Constituição, não fez parte de minha campanha”, afirmou no Twitter. O Globo

Reeleito com 1,8 milhão de votos e provável futuro líder do PSL na Câmara, Eduardo disse ao GLOBO que um plebiscito pode ser usado para consultar os brasileiros, apesar da vedação explícita da Constituição.

Leia maisBolsonaro desautoriza filho e descarta debate sobre pena de morte

Eduardo Bolsonaro quer exceção para implantar pena de morte

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), deputado federal mais votado do Brasil Foto: Jorge William / Agência O Globo

O deputado federal mais votado do Brasil, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), defendeu ,em entrevista ao GLOBO , a possibilidade de pena de mortepara traficantes de drogas, a exemplo do que ocorre na Indonésia, e para autores de crimes hediondos.

Filho mais atuante do presidente eleito, Jair Bolsonaro , desde a eleição em outubro, reeleito com 1,8 milhão de votos e provável futuro líder do PSL na Câmara, Eduardo disse que um plebiscito pode ser usado para consultar os brasileiros, apesar da vedação explícita da Constituição.

Hoje, o texto constitucional trata a impossibilidade da pena de morte como uma cláusula pétrea, que não pode ser alterada mesmo com uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

— Eu sei que é uma cláusula pétrea da Constituição, artigo 5º etc. Porém, existem exceções. Uma é para o desertor em caso de guerra. Por que não colocar outra exceção para crimes hediondos? — questionou Eduardo. Vinicius Sassine – O Globo

Leia maisEduardo Bolsonaro quer exceção para implantar pena de morte

Princesa FM protege George Soares e detona Agripino

George Soares e o seu pai, Ronaldo Soares, falaram coisas escabrosas da Princesa em 2012. Lucílio e Jarbas Rocha, nunca contestaram as denúncias graves feitas na época

O departamento de jornalismo da Princesa FM, responsável pela divulgação de notícias no jornal matutino e informativos da emissora, tem dois pesos e duas medidas. A direção atual precisa pedir explicação ao atual editor de jornalismo da Princesa FM para explicar que diabos de imparcialidade é essa.

A Princesa FM gerenciada pelo seu diretor Lucílio Filho, protegeu o deputado estadual George Soares, ao não divulgar matéria do Ministério Público, sobre uma ação que move contra o prefeito de Carnaubais Thiago Meira, acusado de convocar de reunião com a participação de funcionários para pedir votos na campanha eleitoral para deputados.

Já o senador José Agripino, não teve a mesma sorte de George Soares, filho de sócios da emissora: ex-prefeito Ronaldo Soares e a ex-secretária Rizza Montenegro. O Jornal da Manhã não perdoou o atual senador do DEM e detonou o parlamentar que não foi reeleito, acusado de abrigar um funcionário fantasma no seu gabinete

NOTA DO BLOG: Na campanha eleitoral de 2012, o atual deputado estadual George Soares e o seu pai, ex-prefeito Ronaldo Soares, atual sócio da Princesa FM, andavam nas ruas do Assú, acusando a emissora e o seu diretor Lucilio Filho, de terem sido comprados e etc. Nunca ouvi e a população do Assú também não, os atuais repórteres paladinos da rádio dizerem um pio contra os dois, na época.

Ação do DEM no STF pode fazer 27 deputados federais eleitos perderem a vaga

Uma ação movida pelo DEM no Supremo Tribunal Federal (STF) ameaça rachar a aliança do Centrão. O processo pode fazer com que 27 deputados federais eleitos em outubro percam a vaga para outros candidatos, uma vez que questiona as novas regras sobre a divisão de cadeiras remanescentes na Casa aprovadas na minirreforma eleitoral.

Se o dispositivo for derrubado, o DEM subiria de 29 para 30 deputados; o PRB de 30 para 32. Porém, a ação rifaria Paulinho da Força (SD-SP), um dos líderes do Centrão, que perderia o mandato para Douglas Belchior (PSOL-SP).

A sós. Durante o jantar de confraternização do DEM, quarta, os presidentes da legenda, ACM Neto, e do PRB, Marcos Pereira, conversaram reservadamente sobre a ação. Interlocutores dizem que Pereira foi à festa para tentar convencer o DEM a pedir ao STF prioridade no julgamento.

Leia maisAção do DEM no STF pode fazer 27 deputados federais eleitos perderem a vaga

Vereador Stélio quer acabar com malandragem do prefeito do Assú

Resultado de imagem para vereador stelio e o prefeito gustavo soares

O tempo de malandragem do prefeito do Assú Gustavo Soares, que ganha R$ 15 mil por mês dos cofres municipais e deveria ter dedicação exclusiva no serviço público, mas trabalha apenas algumas horas em um único dia da semana para assinar papéis no seu gabinete, vai acabar.

 O vereador Stélio Márcio de Sá Leitão anunciou numa entrevista no programa Panorama do Vale da Princesa FM que vai registar e documentar essa falta administrativa do prefeito do Assú Gustavo Soares. O diretor da emissora e entrevistador Lucílio Filho, não demonstrou nenhuma preocupação com a ausência do gestor que ganha um salário alto praticamente sem trabalhar, mas com o tratamento dispensado ao vereador.

O radialista temendo talvez alguma represália do pessoal do gabinete do prefeito Gustavo Soares, indagou ao vereador e se você não for bem recebido lá. Prontamente, Stélio respondeu não acreditar que eles façam isso. Escute abaixo trecho da entrevista:

João de Deus retirou R$ 35 milhões de contas bancárias após primeiras denúncias

Na quarta-feira, João de Deus afirmou aos jornalistas que provará sua inocência Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Ainda sem conseguir localizar o paradeiro do médium João de Deus , investigadores identificaram movimentações recentes nas contas bancárias em nome dele. Segundo estes investigadores, na quarta-feira passada, dia 12, quando as primeiras denúncias de abuso sexual já eram conhecidas, foram retirados cerca de R$ 35 milhões de contas bancárias em nome de João de Deus.

A descoberta destas operações fez com que a Polícia de Goiás e o Ministério Público do estado acelerassem o processo para pedir a prisão do médium. O dinheiro foi retirado de aplicações que João de Deus tem em instituições bancárias. Depois das denúncias, vizinhos relataram que ele não mais voltou à sua casa em Abadiânia .

A ordem de prisão contra o médium já está disponível em sistema do Conselho Nacional de Justiça. Assim, qualquer autoridade policial no país pode efetuar sua prisão, caso o localize em outro estado. Para o MP, João de Deus é oficialmente considerado foragido da Justiça . A Polícia Civil, que vem negociando a apresentação do médium, ainda evita usar esse termo. Patrik Camporez – O Globo

Leia maisJoão de Deus retirou R$ 35 milhões de contas bancárias após primeiras denúncias

Bolsonaro terá de concluir transposição da água do São Francisco

Trecho da obra do Eixo Norte da transposição do rio São FranciscoMais de 2.000 km após a sua nascente, o rio São Francisco se aproxima da elevação da chapada do Araripe, que se entende do Ceará a Pernambuco. Diante do obstáculo, o rio forma uma baía, faz uma curva à direita e, nesse sentido, margeia Bahia, Sergipe e Alagoas até se encontrar com o mar.

Assim, o rio conhecido como o da integração nacional deixa de percorrer o semiárido, área de forte desigualdade social e baixos índices de desenvolvimento humano.

É nessa região, no município de São José de Piranhas (PB), onde as árvores da caatinga são muito secas e a terra levanta uma nuvem de poeira a cada veículo que que passa, que mora o agricultor Francisco dos Santos, 33.

Com uma cisterna em casa, abastecida a cada 20 dias, ele espera que a obra de transposição do São Francisco alivie a seca que o obriga a ir ao Maranhão e ao Pará em busca de empregos temporários. Fabrício Lobel e Bruno Santos -Folha de São Paulo

Leia maisBolsonaro terá de concluir transposição da água do São Francisco

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: