George Soares vai ter que engolir Ivan Júnior no palanque de Fátima do PT

Vereadores da oposição em Assú anunciaram apoio a Fátima do PT e o ex-prefeito Ivan Júnior deverá anunciar em breve apoio também a senadora e parceira da sua gestão no município.

Apesar da resistência radical do vice-presidente do PR e deputado estadual George Soares e do seu irmão, o prefeito do Assu Gustavo Soares para impedir uma aliança política da candidata a governadora do PT Fátima Bezerra com o suplente de deputado estadual Ivan Júnior, os irmão vão ter que engolir o  ex-prefeito do Assú no palanque da senadora petista em Assú.

Os tres vereadores  do Assú Xavier, Valdson e Delkiza, que apoiaram Ivan Júnior e o seu primo Rafael Motta para deputado federal, anunciaram hoje o apoio a Fátima Bezerra no segundo turno. O apoio do ex-secretário de Recursos Hídricos do RN Ivan Júnior deverá acontecer em breve, já que as conversas estão bem adiantadas para o anúncio oficial.

O deputado estadual George Soares e o seu irmão, o prefeito do Assú, trabalham contra o PT e a eleição de Fátima. Eles liberaram a vice-prefeita do Assu Sandra Alves e meia dúzia de secretários da Prefeitura do Assú para apoiar o rival de Fátima e candidato a governador pelo PDT Carlos Eduardo Alves, no primeiro e agora no segundo turno, na reta final da campanha.

PT de Macau trabalha contra Fátima

No jogo político, as alianças entre diferentes partidos, políticos e grupos são, por via de regra, peça importante para o sucesso eleitoral de toda e qualquer empreitada política. É fato notório e sabido por todos aqueles que se aventuram na política; Menos, ao que parece, para o pequeno grupo de fanáticos Petistas macauenses. Este formado por em sua maioria, sindicalistas e suplentes de suplentes, acha-se autosuficiente e independente – embora tenham demorado décadas até conseguirem eleger um vereador – é vaidoso e radical por natureza.

No mais novo surto de preciosismo e mediocridade, divulgaram uma suposta nota – que ninguém assinou – em que o diretório macauense afirma que “NÃO ACEITA O APOIO DO PREFEITO MUNICIPAL TULIO LEMOS” e que esta posição “Teria recebido total apoio da coordenação da campanha estadual de Fátima Bezerra”, embora ninguém do diretório estadual ou da coordenação na campanha de Fátima Bezerra tenha assinado a nota, que sequer foi impressa.

Os fanáticos do PT macauense como o Ver. Cláudio Gia e Araújo desprezam diversos fatos como por exemplo:

1- O Prefeito Tulio Lemos sempre nutriu uma enorme simpatia pela candidata Fatima e seu grupo político estadual, e em momento algum usou seu “patrimônio político” CONTRA a candidatura ao governo de Fatima Bezerra. Diversos amigos e funcionários seus, militantes e eleitores dela, e do PT, ficaram à vontade para manifestar público apoio a causa petista.

2- A própria candidata Fátima Bezerra ligou para o Prefeito Tulio Lemos pedindo seu apoio nesta semana e se disse lisonjeada, caso o apoio venha a se concretizar.

3- No episódio do rompimento entre o atual governo estadual de Robinson Faria e o Partido dos Trabalhadores, o Prefeito Tulio Lemos (responsável direto do governo estadual em Macau) foi enfático ao defender a permanência de boa parte dos cargos cedidos ao PT, na cidade de Macau. Entre eles está a mulher do próprio Araújo, que hoje, por vaidade e num grave e explícito sintoma de ingratidão o rejeita.

4- O Vereador Cláudio Gia está aliado com o que há de mais reacionária e opressora na política macauense, ficando ao lado dos patrões, e fez uso deste mesmos patrões e seu dinheiro para se eleger. Também como empresa Salinor, em episódio que este recebeu uma repentina doação da empresa no valor de 10 mil reais e que estranhamente o fez calar-se diante de um problema ambiental causado pela empresa; E assim sempre faz, quando está em jogo seus interesses pessoais. Deixando claro que sua ligação com o partido é meramente simbólica.

5- O apoio ou não, em hipótese alguma cabe a panelinha local aceitar ou rejeitar, a eleição é estadual, e a decisão deve, por via de regra, vir de cima pra baixo, tal qual foi a decisão que descartou a candidatura do Ver. Cláudio Gia à Assembléia Legislativa.

6- É inevitável esclarecer que o eleitor quer que o seu projeto e candidato obtenha êxito na eleição, sem rejeitar apoio de outras lideranças e sem dar chiliques, diferentemente do que a seita macauense insiste que pode (sem poder) fazer.

7- O governo Tulio Lemos é justo e não possui nenhum processo por corrupção, logo, é inusitado perceber que este governo possa ser rejeitado por pessoas e vereadores que fraudaram a prefeitura de Macau enquanto eram funcionários num passado recente, fez uso, através de familiares de compra de votos de pessoas carentes em assentamentos, e também que participa de negociatas a fim de retirar do poder um governo legítimo através de um golpe na câmara municipal, como é o caso do Vereador Cláudio Gia; Deixando claro assim, que a ligação destes, com o PT é meramente fingida, dissimulada e motivada pela sede desesperada pelo poder.

Por tanto, fica provado que a luta destes falsários ideológicos é pessoal e pensando num projeto de poder municipal, ignorando o futuro político da Senadora Fátima Bezerra, pondo em risco a eleição estadual e pior, sem a autorização ou direcionamento da candidata, já que ela pessoalmente fez apelo ao Prefeito de Macau através de ligação.

Por fim, considerando que a vaidade é o princípio da corrupção, não é demais afirmar que seria o Prefeito Tulio Lemos quem deveria rejeitar o apoio e a colaboração destes indivíduos. E, é fato que independente deles, vai apoiar a eleição de Fátima Bezerra para o governo do RN

PSB anuncia apoio à eleição de Fátima Bezerra

O PSB do Rio Grande do Norte anunciou, na manhã deste sábado (13), apoio à candidatura ao Governo do Estado da senadora Fátima Bezerra (PT). O anúncio foi feito na sede do Diretório Estadual do partido, em Natal, pelo seu presidente, o deputado federal Rafael Motta, e contou com representações de 70 municípios.

“Apesar de existir um entendimento nacional entre os partidos, essa é uma escolha com motivações locais. Conheço Fátima e nós defendemos muitas bandeiras juntos, em Brasília. Além disso, a cada discussão interna, na legenda, o apoio à sua candidatura saia mais fortalecido. Os socialistas querem dar esse voto nela”, disse Rafael.

O deputado federal reeleito, que preside o PSB no RN, referiu-se às representações dos 70 municípios que foram pessoalmente ao partido manifestar apoio à Fátima Bezerra. São prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais que chegam para somar na eleição da senadora como governador do Estado.

Fátima Bezerra disse que estava muito à vontade em caminhar ao lado do PSB. “Este partido tem uma história de luta em defesa da democracia. Temos muitas afinidades, muitas bandeiras em comum. Inclusive, já era para estarmos juntos desde o primeiro turno. O apoio do PSB fortalece a nossa caminhada rumo à vitória”, falou Fátima.

Papa expulsa da igreja mais dois bispos chilenos ligados a abuso sexual

Encontro do papa Francisco com a cúpula da Igreja chilena no Vaticano em maio

O papa Francisco expulsou da Igreja Católica outros dois bispos chilenos por abuso sexual.

A medida foi divulgada pelo Vaticano neste sábado (13), depois de Francisco ter recebido o presidente chileno, Sebastián Piñera, em audiência privada. 

Os bispos Francisco José Cox Huneeis, arcebispo emérito de La Serena, e Marco Antonio Ordenes Fernández, arcebispo emérito de Iquique, receberam a maior punição da Igreja Católica “como resultado de atos manifestos de abuso”, informou a Santa Sé. 

Leia maisPapa expulsa da igreja mais dois bispos chilenos ligados a abuso sexual

Eu não havia combinado isso ai, diz Bolsonaro sobre encontro com Doria

Brazil's right-wing presidential candidate for the Social Liberal Party (PSL) Jair Bolsonaro gestures during a press conference in Rio de Janeiro, Brazil on October 11, 2018. - The far-right frontrunner to be Brazil's next president, Jair Bolsonaro, stumbled Wednesday by spooking previously supportive investors, while a spate of violent incidents pointed to deep polarization caused by the election race. (Photo by Mauro Pimentel / AFP)

Um dia depois de João Doria (PSDB) ter perdido a viagem para tentar encontrar Jair Bolsonaro (PSL), o presidenciável negou que tenha combinado encontro com o tucano.

“No tocante ao Doria quero agradecer apoio dele. Eu não havia combinado isso aí. Não sei quem combinou. Eu encontro com ele sem problema nenhum, bato papo com ele sem problema nenhum.”

Doria fez um bate-volta de São Paulo ao Rio de Janeiro na sexta-feira (12), numa tentativa de participar da gravação de vídeo de Bolsonaro.

O movimento do tucano irritou dirigentes do PSL, que decidiu se manter neutro no segundo turno em todos os estados, exceto nos três em que tem candidatos: Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

“Eu sei que ele [Doria] é uma oposição ao PT. Somos oposição ao PT e eu sei que o outro lado França tem apoio velado do PT. Em todo momento, em desejo boa sorte ao Doria.”

Bolsonaro está gravando vídeos neste sábado (13) para o programa eleitoral gratuito, que teve início na véspera. Talita Fernandes – Folha de São Paulo

Bolsonaro não declarou apoio a Carlos Eduardo, primo de Henrique Alves

Apesar de pegado carona na onda do crescimento eleitoral da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro e ter declarado apoio ao capitão reformado do exército, o candidato a governador do RN pelo PDT e ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, não recebeu até agora uma declaração de que terá apoio de Bolsonaro para governador na disputa com a candidata do PT Fátima Bezerra.

Um jingle da Campanha Bolsonaro que tem como título “Brasil que a gente ama”, mostra o ex-ministro do Turismo Henrique Alves, primo do candidato Carlos Eduardo Alves, como um dos políticos citados por corrupção e que ajudaram destruir o país. Veja abaixo vídeo:

Câmara de Vereadores do Assú gasta mais de R$ 993 mil com INSS

A Câmara Municipal do Assú vem gastando uma fortuna com recolhimento
de encargos da contribuição previdenciária dos 15 vereadores, funcionários e dezenas de cargos comissionados ao Instituto Nacional de Seguridade social – INSS.

O presidente e vereador João Wálace, pagou no ano passado, um total de R$ 622.056,72. Este ano, a Câmara de Vereadores do Assú já torrou até agosto, a quantia de R$ 370.980,28 totalizando em quase dois anos, R$ 993.037,00.

O ‘Davi’ que tirou a vaga de Romero Jucá no Senado nestas eleições

Mecias de Jesus (PRB) foi deputado estadual em RR por dois mandatos - Foto: Platao/ALRR

“Foi uma disputa de David contra Golias”, compara Mecias de Jesus (PRB), de 56 anos, senador eleito por Roraima que, por 426 votos, deixou Romero Jucá, presidente do MDB, fora da Casa que ocupava desde 1995. Em entrevista ao Estadão/Broadcast, ele disse que quer mudar a lei de imigração, defendeu a redução da maioridade penal e a flexibilização da posse de arma.

Maranhense, Jesus foi deputado estadual por Roraima por cinco mandatos e presidente da Assembleia Legislativa do Estado por oito anos. É pai do deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB-RR). Ele disse que não quer ser conhecido como o homem que derrotou Jucá, mas não perde a chance de atacá-lo.

Jesus chegou a liderar as pesquisas de intenção de voto no Estado, mas a divulgação de um vídeo de campanha em que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) pedia votos para o candidato Chico Rodrigues (DEM) acabou alavancando sua candidatura. Rodrigues, que era da mesma chapa de Jucá, terminou em primeiro na disputa, com 22,7% dos votos válidos. Jesus obteve 17,4%. Lorenna Rodrigues e Lu Aiko Otta, O Estado de S. Paulo

Leia maisO ‘Davi’ que tirou a vaga de Romero Jucá no Senado nestas eleições

Votação pífia de Walter Alves em Assú mostra fragilidade do MDB

Resultado de imagem para sandra, arnobio e helder
Gustavo Soares é um predador político desumano igual ao pai

A vice-prefeita do Assú Sandra Alves e o seu marido, o presidente do diretório municipal do MDB, Helder Alves, estão com os pés e as mãos amarradas pelo deputado estadual reeleito George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares que lutam para derrotar o candidato a governador do casal, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves.

Antes, um partido forte com dois vereadores, o MDB do Assú, após se aliar a oligarquia Soares, não tem uma cadeira no legislativo assuense e hoje corre o risco de sumir do mapa eleitoral do município, com uma vice-prefeita que não apita em praticamente nada e como recompensa do seu esforço e da boa vontade em ajudar a cidade, não recebem o reconhecimento merecido.

Combinado ou não com George e Gustavo que dizem apoiar Fátima do PT, a luta do MDB do Assu caminha para um insucesso eleitoral. Garibaldi já está de fora do Senado e a votação pífia do deputado Walter Alves em Assú, com 555 votos, demonstra toda a fragilidade política do grupo que se tornou refém do clã dos Soares.

No governo do PT, o MDB do Assú não terá espaço nenhum, mas George e Gustavo Soares, terão espaço político se Carlos Eduardo for eleito. Todo mundo da época lembra que o astucioso pai do deputado e do prefeito, liquidou com todos os seus vice-prefeitos: Zeca Abreu e Zé Wilson, assim como outros vice-prefeitos do grupo: Junot de Doutor Nelson e Dinarte Diniz. Até seu primo Domicito, candidato a prefeito, foi vítima da predadora oligarquia.

Garibaldi fica em quarto lugar entre os candidatos a senadores mais votados em Assú

Garibaldi tirou votação pífia em Assu

O vice-presidente do PR e deputado estadual eleito George Soares e o seu irmão, o prefeito do Assú Gustavo Soares, que dizem mandar e desmandar em Assú, enganaram direitinho o senador derrotado Garibaldi Alves, do MDB, que acabou em quarto lugar entre os candidatos mais votados na terra do clã dos Soares  com  5.845 votos.

Em 2010, Garibaldi conquistou 18.889 votos. Este ano, ele perdeu mais de 13 mil votos em comparação, mesmo com o apoio dos irmãos Soares que controlam com mão de ferro a Prefeitura do Assú que tem um orçamento mensal de R$ 9 milhões e anual de mais de R$ 100 milhões. Apesar de apostar na força da oligarquia que tem 10 vereadores e centenas de cargos comissionados, Garibaldi foi traído.

Garibaldi também contou com o apoio da vice-prefeita do Assú Sandra Alves e de toda tropa do MDB, mas a senadora eleita do PHS Zenaide Maia, irmã do presidente do PR e da panela política do clã Soares, obteve 16.024 votos, ficando em primeiro lugar.

O segundo lugar ficou com o Capitão Styvenson, da Rede que sem apoio das principais lideranças políticas do Assú: George Soares e Ivan Júnior, obteve  9.607 votos.

O terceiro candidato a senador mais votado em Assú,  Jácome do Podemos contou com o apoio do ex-prefeito e suplente de deputado estadual Ivan Júnior. O quinto lugar coube a Geraldo Melo, do PSDB,  com 5.242 votos e que também tinha apoio de Ivan Júnior.  
 

TSE manda retirar do ar vídeo que ataca STF

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)

O ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendeu pedido da defesa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e mandou retirar de circulação vídeos atribuídos à campanha do candidato que atacam membros do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão é desta sexta-feira, 12. Segundo a defesa do candidato, a campanha não tem “qualquer responsabilidade pela confecção e divulgação” do material.

No vídeo, aparecem imagens dos ministros Alexandre de MoraesRicardo LewandowskiCelso de MelloDias ToffoliMarco Aurélio Mello e Gilmar Mendes. “Quem trabalha tá ferrado, nas mãos de quem só engana. Feito mal que não tem cura, estão levando à loucura, o país que a gente ama”, diz trecho da música associada ao vídeo.

Segundo os advogados de Bolsonaro, a mídia “prejudica a imagem” do candidato, porque o coloca em “linha de colisão com a atuação do Poder Judiciário brasileiro”. “Induzindo o internauta a concluir que o mesmo seria antidemocrático e que, caso eleito, não respeitaria a atuação e decisões emanadas do dito Poder, o que não é verdade, considerando que o candidato Representante sempre respeitou as decisões não só desse sodalício, mas de todos os juízos e tribunais pátrios”, afirma a defesa. O vídeo chegou a ser visto por integrante da Corte, segundo apurou o Broadcast Político.

Bolsonaro tem apoio de 15 candidatos a governador e Haddad tem 3

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tem a preferência de candidatos a governos estaduais em quase todas as regiões, perdendo para Fernando Haddad (PT) apenas no Nordeste, tradicional reduto petista. Tal mapa de apoios segue o mesmo padrão dos resultados dos dois candidatos à Presidência nas urnas no primeiro turno.

Não se trata de mera coincidência, mas sim de estratégia eleitoral. Em alguns casos, os políticos regionais contrariam a direção nacional do próprio partido para aproveitar o bom momento de Bolsonaro, que ficou com 46,03% dos votos no primeiro turno, contra 29,28% de Haddad.

Dos 28 palanques disponíveis nos 14 estados que terão segundo turno para governo, o candidato do PSL já conta com o apoio de 15 candidatos, sendo que três são do mesmo partido. Por enquanto, Haddad conseguiu apenas três manifestações públicas de apoio para este turno, incluindo a da única candidata do PT. São dez candidatos que ainda não definiram apoio ou se declararam neutros.

Entre os candidatos aos governos estaduais, há uma tendência a seguir o discurso do presidenciável que obteve mais votos na região, aponta Eduardo Grin, cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV). UOL

Doria tenta se reunir com Bolsonaro no Rio, mas presidenciável não aparece

Doria chega ao Rio para se reunir com Bolsonaro, que não foi ao encontro

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, tentou em vão, nesta sexta-feira, 12, se reunir com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) na casa do empresário Paulo Marinho, na zona sul do Rio de Janeiro.

Pela manhã, o tucano disse que se reuniria com o capitão reformado, a quem declarou apoio na disputa presidencial, mas Bolsonaro não apareceu no local, onde iria gravar programas para o horário eleitoral.

“Da nossa parte, não foi agendado absolutamente nada com o Jair”, afirmou o presidente do PSL, Gustavo Bebianno. “Não haverá esse encontro.”.  Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

Leia maisDoria tenta se reunir com Bolsonaro no Rio, mas presidenciável não aparece

Universal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

Resultado de imagem para Universal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

A Igreja Universal do Reino de Deus rebateu, em nota divulgada nesta sexta-feira, 12, as críticas do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad ao líder da igrejaEdir Macedo. Em entrevista ao participar de uma missa católica na zona sul de São Paulo, por ocasião do feriado de Nossa Senhora Aparecida,

Haddad criticou o apoio do bispo à candidatura de Jair Bolsonaro, do PSL. “Bolsonaro é o casamento do neoliberalismo desalmado representado pelo Paulo Guedes, que corta diretos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo”, afirmou Haddad. No evento, o petista também chegou a discutir com uma fiel que o chamou de “abortista”.

“Com sua fala criminosa, o ex-prefeito de São Paulo desrespeita não apenas os mais de 7 milhões de adeptos da Universal apenas no Brasil, mas todos os brasileiros católicos e evangélicos que não querem a volta ao poder de um partido político que tem como projeto a destruição dos valores cristãos”, disse a Igreja em nota.

“Quando o Bispo Edir Macedo apoiou o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-presidente Lula, o apoio era muito bem-vindo. Agora, quando o líder espiritual da Universal declara que seu candidato é Jair Bolsonaro, o Bispo Macedo deve ser ofendido de forma leviana?” Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

Leia maisUniversal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

%d blogueiros gostam disto: