George Soares mentiu feito o diabo e perdeu feio em 2012

Na campanha eleitoral de 2012 na disputa para prefeito do Assu, o deputado George Soares mentiu feito o diabo, mas não conseguiu enganar o povo, mas fez meia dúzia de puxa sacos a perder dinheiro em apostas como venceria Ivan Júnior.

Na época, o prefeito Ivan Júnior venceu com folga. Nunca houve tamanha diferença entre o candidato eleito e o segundo colocado em todas as disputas pela prefeitura municipal.

Ivan Júnior (PP) foi reeleito com uma diferença de mais de 10 mil votos sobre o candidato de oposição, George Soares, do PR. Uma das maiores vitórias proporcionais de todo o Estado. Uma vitória histórica em Assú.

George ainda chora e lamenta a derrota vergonhosa.

Prefeito do Assú comanda ‘quadrilha’ de réus suspeitos de corrupção

O prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR e irmão do deputado estadual reeleito George Soares, comanda a maior ‘quadrilha’ de secretários réus por suspeita de corrupção já encastelado em postos chaves na Prefeitura do Assú da história do município.

o super secretário Nuilson Pinto de Medeiros, vulgo Pavão, braço direito do prefeito Gustavo Soares, é réu em processo de improbidade administrativa, acusado de na companhia do secretário Samuel Fonseca e outros protegidos do governo municipal de desviarem quase R$ 400 mil quando integravam a gestão do ex-prefeito Ronaldo Soares, pai do prefeito e do deputado do PR.

o Empresário Karume Nascimento, antigo sócio do deputado George Soares e integrante da patota de Ronaldo, também integra a lista dos réus acusados de surrupiarem o dinheiro do contribuinte assuense, segundo a denúncia do Ministério Público, continua a prestar serviço ao governo municipal. 

Enquanto os gestores municipais bem intencionados evitam ter réus acusados de corrupção como seus auxiliares, o prefeito Gustavo Soares, caminha na contramão, chamado pessoas suspeitas de todo tipo de crime contra a administração pública para auxiliá-lo. Veja documento

Dinastias políticas são derrotadas na eleição de 2018


A ex-governadora Roseana Sarney
Foto: André Coelho/18-11-2010 / Agência O Globo

O produto era bom, mas não deu certo dessa vez. Assim o senador  João Alberto de Souza  (MDB-MA), eterno comandante do Conselho de Ética do Senado e integrante de uma das dinastias políticas mais longevas do país, analisa a debâcle política das famílias Sarney , Lobão e Muradnas eleições desse domingo.

Como ele, os demais caciques que comandaram a política no Maranhão por décadas, sempre envolvidos em escândalos de corrupção, tentam digerir a estrondosa derrota dos herdeiros do ex-presidente, governador e senador por cinco mandatos José Sarney: a candidata a governadora Roseana Sarney , seu irmãoZequinha Sarney , candidato ao Senado, e ex-ministro e senadorEdison Lobão com seu filho suplente, Edinho .

A enxurrada de votos contra que atingiu os Sarney no Maranhão também sepultou, por hora, outros grupos familiares que sobreviveram à sombra da corrupção em outros estados. A família de Jorge Picciani, que saiu da cadeia para prisão domiciliar, não conseguiu reeleger o ministro do Esporte Leonardo Picciani (MDB-RJ), também investigado na Operação Lava-Jato.

Leia maisDinastias políticas são derrotadas na eleição de 2018

MP Eleitoral representa contra Albert Dickson e Carla “Dickson” por “Voo da Madrugada”

Resultado de imagem para alberto Dickson  e Carla “Dickson”

O Ministério Público Eleitoral representou contra dois candidatos por propaganda irregular, nas cidades de Mossoró e Macaíba, no Rio Grande do Norte. Santinhos de Albert Dickson, candidato a deputado estadual, e Carla “Dickson” Lima, candidata a deputada federal, foram despejados nas proximidades das escolas estaduais Maria Estela Pinheiro, na cidade do Oeste, e Professor Paulo Nobre, no município da Grande Natal. A prática ilegal é conhecida como “Voo da Madrugada”.

Outras três representações referentes a casos semelhantes e envolvendo 23 candidatos, já foram protocoladas pelo Ministério Público Eleitoral, no Rio Grande do Norte, e envolvem “voos da madrugada” promovidos em Natal, Macau e Macaíba: “(…) é ilegal não apenas porque causa poluição ambiental (higiene e estética urbana) e gera riscos de acidentes, em especial a idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, mas também, e principalmente, porque afeta a isonomia entre os candidatos”, aponta o MP Eleitoral.

No caso dos santinhos de Albert e Carla Dickson, o material foi encontrado por servidores do TRE, em Mossoró, e por um policial militar, em Macaíba. O “Voo da Madrugada” desrespeita a Lei 9.504/97 (Lei das Eleições), a Resolução nº 23.551/2017 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Recomendação nº 09/2018 da Procuradoria Regional Eleitoral. Os beneficiados pela propaganda irregular poderão ser condenados ao pagamento de multa que varia de R$ 2 mil a R$ 8 mil.

Íntegra da representação.

Assessoria de Comunicação Social – Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte

MP recomenda anulação de atos da comissão do concurso da Polícia Civil

Resultado de imagem para policia civil rn

Promotoria recomendou também a revogação da portaria que criou a comissão. Degepol tem 10 dias para designar novos integrantes

O Ministério Púbico do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou a anulação de todos os atos decisórios praticados pela comissão do concurso da Polícia Civil. A Promotoria de Defesa do Direito à Segurança Pública e Tutela do Sistema Penitenciário também quer que secretário da Administração e dos Recursos Humanos revogue a Portaria nº 770, de 4 de novembro de 2016, que cria a comissão. Entre as irregularidades detectadas, segundo parecer da Procuradoria Geral do Estado, até mesmo uma estagiária faz parte da comissão.

O MPRN deu prazo de 5 dias para que o secretário da Administração revogue a portaria e anule todos os atos da comissão do concurso. Foi recomendado ainda que a delegada-geral de Polícia Civil (Degepol) adote as providências administrativas necessárias à designação de uma nova comissão. Ela tem 10 dias para tomar essa providência.

A atual comissão é composta por dois servidores da Secretaria da Administração e Recursos Humanos e dois delegados de Polícia. Foram ignoradas as regras de participação dos representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público Estadual e dos servidores eleitos diretamente pelas categorias da própria Polícia Civil. Para o MPRN, a composição da comissão não observa o disposto na Lei Orgânica da Polícia Civil e na Constituição do Estado.

Leia maisMP recomenda anulação de atos da comissão do concurso da Polícia Civil

Bolsonaro supera Haddad em 91% das grandes cidades

O candidato do PSL à Presidência da República nas eleições 2018Jair Bolsonaro, obteve mais votos que Fernando Haddad (PT) em 91% das cidades com mais de 500 mil habitantes no primeiro turno. No total de votos válidos, o militar recebeu cerca de 10 milhões de votos a mais que o petista nas 46 maiores cidades brasileiras: foram 16,7 milhões de votos em Bolsonaro contra 6,9 milhões em Haddad.

Os números mostram uma baixa adesão a Haddad nos grandes centros urbanos e apontam uma dificuldade para a campanha de 2º turno do petista, que só conseguiu ficar à frente de Bolsonaro em quatro cidades desse porte, todas na região Nordeste: Salvador e Feira de Santana, na Bahia; São Luís, no Maranhão; e Teresina, no Piauí. A maior vantagem de Haddad foi na capital baiana, em que chegou a 647,4 mil votos contra 377 mil de Bolsonaro.

A maior vantagem de Bolsonaro em cidades deste porte, proporcionalmente, foi registrada em Londrina, no Paraná, em que Bolsonaro fez 186 mil votos contra 18,9 mil de Haddad. Lá, Ciro Gomes (PDT) ficou em segundo lugar, com 29,4 mil votos recebidos. Em Joinville, Santa Catarina, também uma larga vantagem para o capitão reformado, que somou 230 mil votos. Haddad, em segundo, fez 26,8 mil. Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

Leia maisBolsonaro supera Haddad em 91% das grandes cidades

Natal Norte Shopping é condenado por furto de veículo de cliente

Resultado de imagem para Natal Norte Shopping

A juíza Thereza Cristina Costa Rocha Gomes, da 14ª Vara Cível de Natal, condenou a Associação dos Lojistas do Natal Norte Shopping pelos danos materiais e morais impostos à um consumidor que teve seu veículo furtado de dentro do estacionamento daquele estabelecimento comercial em meados de 2014.

Com isso, a magistrada condenou o shopping a pagar os danos materiais referentes aos objetos furtados do veículo, devendo o valor ser liquidado em momento oportuno. Também condenou o estabelecimento a pagar R$ 4 mil ao autor como compensação pelos danos morais suportados, mais correção monetária e juros de mora.

O autor ajuizou Ação de Indenização por danos morais e materiais contra Natal Norte Shopping Ltda. com o objetivo de ser ressarcido contra o furto de seu veículo ocorrido no estacionamento do Norte Shopping. Requereu, ainda, a condenação do estabelecimento ao pagamento de indenização por danos morais.

Na ação, ele alegou que frequentava habitualmente o estabelecimento Natal Norte Shopping e que no dia 1º de maio de 2014, feriado nacional, estacionou no estacionamento do estabelecimento. Porém, ao retornar ao local que havia estacionado o seu veículo, o mesmo não se encontrava mais no local. Assim, registrou Boletim de Ocorrência no mesmo dia e no dia seguinte o carro foi encontrado depreciado.

Leia maisNatal Norte Shopping é condenado por furto de veículo de cliente

Justiça decreta intervenção na Casa do Estudante de Natal

Resultado de imagem para casa do estudante natal

Interventor nomeado é Durval de Araújo Lima. Ele deverá cadastrar as pessoas que residem na Casa e adotar medidas para que somente estudantes continuem no local

A pedido do Ministério Público do rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar decretou, com tutela de urgência, a intervenção na Casa do Estudante. O interventor nomeado é Durval de Araújo Lima, que será o administrador responsável por gerir temporariamente a entidade. Entre as medidas que devem ser adotadas imediatamente pelo interventor, está a elaboração de cadastro atualizado das pessoas que residem na Casa do Estudante. 

Pela decisão da 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal, somente deverão permanecer residindo na instituição “quem efetivamente comprovar a condição de associado e estudante regularmente matriculado no ensino regular médio ou superior, com a comprovação de frequência”. 

O interventor Durval de Araújo Lima, que será remunerado pelo Governo do Estado, deverá identificar os associados da Casa do Estudante, com a devida comprovação mediante fichas de associação. Ele tem que apresentar à Justiça e ao MPRN relatório bimestral da administração provisória contendo todas as informações e detalhamento de todas as atividades desenvolvidas. 

Leia maisJustiça decreta intervenção na Casa do Estudante de Natal

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: