Raquel pede ao Supremo que mande investigação sobre Blairo para Justiça Federal

Em recurso enviado ao Supremo nesta quarta, 3, a procuradora-geral Raquel Dodge reconheceu a ‘incompetência superveniente da Suprema Corte’ para julgar o Inquérito 4.703, e pediu o envio dos autos para a 5.ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso. No inquérito, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi (PP), é investigado pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

A denúncia contra o ministro e outros nove citados teve como base as investigações da Operação Ararath, e liga Blairo a um suposto acordo político para a compra de duas vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, entre 2009 e 2012 – época em que Blairo exercia o cargo de governador.

O chefe da pasta foi denunciado em maio. De acordo com Raquel, em 2009, enquanto governador de Mato Grosso, Blairo teria participado do esquema de compra e venda de vagas no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A procuradora-geral requer, além da condenação às penas previstas no Código Penal, que seja determinada a perda da função pública e a reparação do dano patrimonial, no valor de R$ 4 milhões.

Ministério Público Eleitoral apreende material irregular em Caraúbas e Pendências

Resultado de imagem para pendencias apreensão de material irregular

Mais de 4 mil panfletos foram apreendidos na residência e em um veículo de um candidato a deputado estadual

O Ministério Público Eleitoral (MPE) cumpriu nesta quarta-feira (3) mandado de busca e apreensão expedido pelo juízo da 36a. Zona Eleitoral, na cidade de Caraúbas/RN. Foram apreendidos 4.231 panfletos com propaganda eleitoral irregular na residência e em um veículo do candidato ao cargo de deputado estadual Jose Idalécio Gomes Fernandes. 

O material de propaganda eleitoral apresenta o ex-presidente Lula como candidato à Presidência da República, embora a aparição dele, na condição de candidato, esteja proibida por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Luiz Inácio Lula da Silva teve o registro de candidatura indeferido pelo TSE, que autorizou, inclusive, os juízes auxiliares da propaganda eleitoral – em todo o país – a mandar apreender qualquer material que constatassem nessa condição, ressalvados, porém, os impressos em que Lula aparece apenas como apoiador, a exemplo do que utiliza o slogan “Haddad é Lula”. 

Em alguns estados foi detectada a continuidade da utilização e da distribuição do material proibido, mesmo depois da decisão do TSE. No Rio Grande do Norte, inúmeras denúncias têm chegado ao Ministério Público Eleitoral, inclusive instruídas com vídeos e fotografias do material verificado. 

Os encaminhamentos dessa apreensão serão adotados no âmbito da investigação, que transcorre na Promotoria Eleitoral da 36ª Zona Eleitoral. 

Pendências

Panfletos com o mesmo conteúdo também foram apreendidos no município de Pendências/RN, como resultado do cumprimento de um mandado de busca e apreensão na manhã desta sexta.

Candidato ao governo, Major Costa e Silva é alvo de ataque a tiros

Major Costa e Silva

O candidato da Democracia Cristã (DC) ao governo de São Paulo, major do Exército Adriano da Costa e Silva – o Major Costa e Silva –, escapou de um ataque a tiros na noite desta quarta-feira, 3. O crime aconteceu na estrada da Cooperativa, no jardim Santo Antônio, em Ribeirão Pires.

Eram 21 horas quando quatro homens em duas motocicletas cercaram o carro do candidato – uma Pajero prata –  e atiraram. O major estava acompanhado por seu motorista, o capitão do Exército Hamilton da Silva Munhoz. As balas acertaram o carro e um dos disparos atingiu o colete a prova de balas do capitão. O major reagiu e atirou nos criminosos, que fugiram.

Durante o tiroteio, o capitão perdeu o controle do carro, que bateu e capotou, indo parar em um córrego. Os dois oficiais do Exército foram socorridos por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros – eles tiveram escoriações leves – e levados até o pronto-socorro Santa Helena. Policiais do 30.º Batalhão da Polícia Militar tentaram localizar os bandidos, mas até às 23 horas nenhum deles havia sido capturado ou identificado.  Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

Leia maisCandidato ao governo, Major Costa e Silva é alvo de ataque a tiros

Assú recebe o seu federal: Fábio Faria

O deputado federal Fábio Faria foi recebido com festa pela população de Assú, nesta quarta-feira (03).

Em carreata pelas principais ruas da cidade, todas calçadas e pavimentadas com recursos trazidos por ele, o federal de Assú recebeu manifestações de apoio e reconhecimento pelo seu trabalho.

Fábio é o campeão de emendas da cidade, foram mais de R$ 13 milhões e já destinou outros R$ 5 milhões no orçamento de 2018.

Trabalho reconhecido. Por onde a carreata passou, os eleitores de Fábio demonstraram carinho. A movimentação terminou com um comício em Linda Flor, onde o deputado prometeu, ao lado de Odelmo e da vereadora Beatriz Rodrigues, destinar parte das emendas do próximo ano para a construção da praça solicitada pela população.

Campanha de Haddad e Lula pagou quase R$ 8 mi a empresas ligadas à Lava Jato

Eleições 2018 - PT

A campanha presidencial do PT pagou quase R$ 8 milhões a empresas próximas do partido que têm conexão com a Operação Lava Jato. As despesas estão registradas nas contas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve a candidatura indeferida, e do substituto dele, Fernando Haddad. 

A campanha do ex-presidente Lula gastou R$ 4,9 milhões para locação de equipamentos para gravação de programas com a Rentalcine —que tem como sócios um réu na Lava Jato e um delator relacionado à Odebrecht no Peru. 

Além disso, Fernando Haddad gastou mais R$ 2,1 milhões com a mesma empresa.

Leia maisCampanha de Haddad e Lula pagou quase R$ 8 mi a empresas ligadas à Lava Jato

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: