Prefeitura do Assú vai gastar mais de meio milhão com material de expediente e de consumo

Gastança na prefeitura do Assu vai consumir mais de R$ 554 mil

Em plena campanha eleitoral, o prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, fechou contrato milionário com um grupo de sete empresas no valor de R$ 554.863,66  para comprar de material de expediente e de consumo que serão utilizados nas secretária da Prefeitura do Assú.

Eis a lista das empresas e quanto cada uma vai ganhar:

CÂMARA CASCUDO COMÉRCIO DE ATACADO LTDA EPP –  R$ 61.107,55

M.N.FERREIRA – EPP –  R$ 29.718,10

ELIAS AVELINO DOS SANTOS –  R$ 30.645,25

RI DISTRIBUIDORA DO VALE LTDA EPP –  R$ 310.272,88

INDEPENDENCIA COMERCIAL LTDA –  R$ 72.421,10

S B DA SILVA COMERCIO E SERVIÇOS – EPP –  R$ 39.765,47

ESCOLA & ESCRITÓRIO LIVRARIA E PAPELARIA LTDA – EPP –  R$ 10.933,31

Entidades lançam campanha “Unidos Contra a Corrupção”

O Ministério Público Federal (MPF) participou do lançamento da campanha “Unidos contra a Corrupção”, na manhã desta segunda-feira (24), no auditório do UNI-RN. A ação é uma parceria da ONG Transparência Internacional com o MPF e entidades como a Associação dos Magistrados do RN (Amarn), o Movimento Articulado de Combate à Corrupção (Marcco/RN), a Associação do Ministério Público do Estado (Ampern) e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.

O objetivo da campanha é buscar o apoio e a mobilização da sociedade civil em prol da conscientização dos governos e das empresas a respeito das melhores práticas globais de transparência e integridade no combate à corrupção. Durante o lançamento, a representante da Transparência Internacional no Brasil, Ana Luiza Aranha, falou ao público sobre as ações da ONG, presente em mais de 110 países.

Ela explicou como foi o trabalho que levou à estruturação das 70 “novas medidas contra a corrupção”, um conjunto de iniciativas dividido em 12 blocos de propostas, que incluem anteprojetos de lei, propostas de emenda à Constituição, projetos de resolução e outras normas voltadas ao controle da corrupção.

Ana Luiza enalteceu duas importantes vertentes da campanha: a primeira é a coleta de assinaturas no site (https://unidoscontraacorrupcao.org.br/) – que já passam de 414 mil – e a segunda é uma plataforma online também disponível pelo mesmo link, na qual os cidadãos podem identificar quais candidatos aos cargos de deputado federal e senador têm passado limpo, comprometimento com a democracia e concordância com as novas medidas de combate à corrupção.

Leia maisEntidades lançam campanha “Unidos Contra a Corrupção”

Nelter Queiroz visita Ceará-Mirim, Touros e bairros natalenses

O deputado estadual e candidato à reeleição pelo MDB, Nelter Queiroz, cumpriu extensa agenda nesta segunda-feira (25). Na oportunidade, o parlamentar participou de diversos encontros onde pôde prestar contas de seus sete mandatos na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte.

Na companhia do empresário Jurandyr Tahim, a agenda foi iniciada pela comunidade Duas Passagens, localizada entre os municípios de Taipu e Ceará-Mirim. Logo após, o deputado se deslocou até Touros, onde teve encontros no centro da cidade e no distrito Vila Assis, na companhia do vereador Tiago de Zezinho.

Já em Natal, no bairro Pajuçara, loteamento Nova República, Queiroz visitou o projeto social “Guerreiros Team”, importante iniciativa voltada à crianças e adolescentes comandada pelo professor Francisco Josivan. Voltando ao município de Ceará-Mirim, Nelter Queiroz participou de bate-papo organizado por Verynaldo Souza com moradores do bairro Planalto.

Encerrando seus compromissos nesta segunda, o deputado Nelter Queiroz esteve no loteamento Câmara Cascudo, bairro Lagoa Azul, onde conversou com moradores locais e jucurutuenses radicados em Natal, na companhia do conterrâneo Sueldo.

Polícia mata assaltante durante troca de tiros em Assú

Daniel Alves Pereira,  apontado com um dos assaltantes responsável por diversos assalto em residências, posto de gasolina, supermercados, entre outros delitos na cidade de Assu, foi morto na última segunda-feira após um confronto com policiais do 10º BPM, quando assaltava a residencia do comerciante  Batista Guilherme.

Na troca de tiros com a PM, Daniel  que usava colete e uma pistola ponto 40, foi baleado e levado pelos policiais para o hospital de Assu, mas o assaltante já chegou sem vida na unidade hospitalar.

Na operação comandada pelo coronel Assis Santos, a PM também prendeu  Francisco das Chagas Teles Neto, de Mossoró, acusado de comandar um bando pela prática de assaltos em Assú. Ele foi preso com uma arma de fogo e uma chave de um carro roubado em Parnamirim. As informações e fotos são de Focoelho

Prazo para requerer segunda via de título termina nesta quinta-feira

Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. O documento não é o único aceito no pleito de outubro e o eleitor pode se apresentar com outros, desde que seja oficial com foto, como a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou passaporte.

Para solicitar a segunda via do título, o eleitor deve estar em dia com a Justiça Eleitoral, ou seja, não poderá ter débitos pendentes, como multas por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais, como o de mesário, ou ainda ter recebido multas em razão de violação de dispositivos do Código Eleitoral (Lei 4.737/1965), da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e leis conexas. Multas devem ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) emitida pelo cartório eleitoral e podem variar de R$ 1 a R$ 35,14.

Título digital

Eleitores que estiverem com a situação regular também podem optar pela versão digital do título de eleitor que pode ser obtida gratuitamente por meio do aplicativo e-Título, disponível para smartphones gratuitamente nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. Agência Brasil

Leia maisPrazo para requerer segunda via de título termina nesta quinta-feira

Bolsonaro diz que facada que recebeu foi ‘atentado político’

Jair Bolsonaro (PSL) durante entrevista no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde está internado

Em entrevista à rádio Jovem Pan nesta segunda-feira (24), o presidenciável Jair Bolsonaro disse que acredita ter sido vítima de um atentado “planejado” e “político”. O candidato recebeu uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora, em Minais Gerais, no começo do mês.

“No meu entender foi planejado, político, não tenho a menor dúvida. Me tirando de combate, você pega os três, quatro próximos da relação [de candidatos] e são muito parecidos”, disse Bolsonaro, com a fala entrecortada por momentos de choro.

“Ele deu uma facada e rodou. Para matar mesmo. O cara sabia o que estava fazendo. Por milímetros não atingiu veias que eu não teria como resistir”.

Em entrevista à rádio Jovem Pan nesta segunda-feira (24), o presidenciável Jair Bolsonaro disse que acredita ter sido vítima de um atentado “planejado” e “político”. O candidato recebeu uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora, em Minais Gerais, no começo do mês.

Leia maisBolsonaro diz que facada que recebeu foi ‘atentado político’

Segurança é prioridade, mas ninguém sabe como pagar

Exército faz escolta em terminais de ônibus para garantir serviços em Vitória; crise na segurança pública do ES levou caos ao estado – Renato Cabrini – 10.fev.17/Futura Press/Folhapress

Os índices de violência do Brasil bateram níveis recordes, com 64 mil assassinatos em 2017, e a segurança pública se tornou tema central no debate eleitoral.

Em comum, em seus programas de governo os candidatos à Presidência da República puxam para o plano federal o problema da segurança e prometem aumentar investimentos. Não detalham, contudo, de onde sairão os recursos em um momento de restrição orçamentária.

A segurança é a principal bandeira do líder das pesquisas Jair Bolsonaro (PSL), que propõe rever o Estatuto do Desarmamento e reduzir a maioridade penal para 16 anos —essas discussões competem ao Legislativo, o presidente pode apenas propor projeto de lei e articular sua aprovação. O plano é considerado raso por pesquisadores em segurança ouvidos pela Folha.

Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes, por sua vez, trazem planos de governo com estratégias mais detalhadas. Propõem a criação de protocolos nacionais para registro de dados de segurança e a criação de uma polícia para as fronteiras, respectivamente.

Geraldo Alckmin (PSDB) e João Amôedo (Novo) estipulam metas para a redução de homicídios, enquanto Fernando Haddad (PT) fala da atuação da Polícia Federal no combate ao crime organizado.  Flávia Faria e Thiago Amâncio – Folha de São Paulo

Leia maisSegurança é prioridade, mas ninguém sabe como pagar

Haddad descumpriu 9 de 10 metas para a saúde em SP, mostra auditoria

Obra de hospital em Brasilândia, na zona norte de São Paulo, deixada inacabada por Haddad
Obra de hospital em Brasilândia, na zona norte de São Paulo, deixada inacabada por Haddad – Zanone Fraissat – 28.jun.2017/Folhapress,

Ao tomar posse na Prefeitura de São Paulo em 2013, Fernando Haddad (PT) afirmou que a saúde seria uma das prioridades da sua administração e que iria colocar a cidade “na vanguarda do serviço público de qualidade”.

Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Município após o término da gestão, no entanto, mostra que o hoje candidato a presidente não conseguiu cumprir 9 das 10 metas de governo que havia prometido para o setor da saúde na capital paulista.

Haddad, por exemplo, prometeu inaugurar três hospitais (Parelheiros, Brasilândia e Vila Matilde), mas, segundo a auditoria, não entregou nenhum deles, sendo que apenas 50% dos trabalhos previstos foram realizados.

Também afirmou que reformaria e melhoraria 20 prontos-socorros, usando como modelo conceitual as Unidades de Pronto Atendimento, além de implantar 5 novas Upas. Segundo relatório técnico do TCM, realizado entre fevereiro e março de 2017, o prefeito petista cumpriu apenas 22,5% dessa meta.

Leia maisHaddad descumpriu 9 de 10 metas para a saúde em SP, mostra auditoria

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: