Ex-prefeito e primo dos Soares apoia Beto Rosado para federal

O deputado estadual do PR George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, não vestiram completamente a camisa de João Maia. O principal porta voz da oligarquia Soares, ex-prefeito José Maria, apoia a reeleição de Beto Rosado.

O ex-prefeito do Assu José Maria, liberado pelos dois primos, é o principal defensor do projeto reeleição do deputado federal Beto Rosado, do PP.

Apesar de João Maia ter doado R$ 300 mil para a campanha de George Soares, o clã dos Soares está deixando aberta a porteira para Agripino e Beto Rosado que tem apoio de dezenas de pessoas que exercem cargo comissionado na Prefeitura do Assú.

Oligarquia dos Soares não fecha a ‘porteira’ para Agripino em Assú

Resultado de imagem para george e agripino

O ex-governador e atual senador José Agripino, do DEM, não tem o apoio explicito do clã dos Soares, na disputa para deputado federal, mas o deputado estadual George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, não vão quebrar lança para tomar voto de Agripino em Assú.

Nas eleições de 2014, Felipe Maia, filho de Agripino obteve 709 votos, mas a votação do atual senador e candidato a deputado federal do DEM, deverá triplicar  após conversa que o velho cacique e chefe da oligarquia Soares teve com o ex-governador de quem foi seu secretário estadual de Agricultura.

Este ano, o clã dos Soares se dividiram para se manter no poder a qualquer custo. Até o deputado George Soares que votou contra o projeto das sobras do dinheiro do Executivo, Legislativo e Judiciário, diz apoiar Fátima Bezerra, do PT.

Enquanto isso, os irmãos Soares aprovam e mandam o MDB do Assú apoiar a candidatura do candidato Carlos Eduardo Alves para o Governo do RN.

Vanessa anuncia hoje na Princesa o nome do deputado federal do grupo de Ivan Júnior

O candidato a deputado estadual pelo PSD Ivan Júnior é o entrevistado de hoje do programa Sala de Redação, na Princesa FM, que começa ao meio dia. 

A entrevista é aguardada com muita expectativa pela população, já que a médica Vanessa Lopes que se encontra em hospital de São Paulo após procedimento bem sucedido, participará por telefone, para anunciar e pedir o apoio ao nome do candidato a deputado federal em Assú e região.

Ivan Júnior garantiu que não pode deixar de atender ao pedido de sua esposa e vai acompanhá-la qualquer que seja o nome escolhido para ocupar o lugar dela na disputa para a Câmara dos Deputados.

Nos bastidores políticos comentam que o candidato a deputado federal Benes Leócadio será o escolhido de Vanessa Lopes. 

Falta de atividade física prejudica 47% da população do Brasil

Homem faz exercícios junto a professor de educação física
Pesquisa da OMS mostra que região da América Latina e Caribe é tem a maior taxa de sedentarismo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que as taxas mundiais de inatividade física continua elevada —27% das pessoas não fazem exercícios. Enquanto isso, na América Latina e no Brasil, o sedentarismo cresce.

A pesquisa levou em conta dados de quase 2 milhões de pessoas de 168 países. A OMS classifica como atividade física insuficiente os casos em que a pessoa dedica menos de 150 minutos semanais aos exercícios de intensidade moderada ou menos de 75 minutos aos intensos.

A meta da OMS é que até 2025 a taxa de sedentarismo diminua 10%.

Desde 2002, a taxas de inatividade no Brasil cresceu mais de 15%. As informações mais recentes, de 2016, usadas na pesquisa mostram que 47% dos brasileiros não se exercitam o suficiente. Folha de São Paulo

Leia maisFalta de atividade física prejudica 47% da população do Brasil

‘Morte passou a dois milímetros de mim’, diz Jair Bolsonaro

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira, 7, que a morte passou “a dois milímetros” dele. A declaração do presidenciável, esfaqueado no abdômen em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na tarde de ontem, aparece em um vídeo gravado e divulgado pelo pastor evangélico Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus, durante uma visita no hospital Albert Einstein, em São Paulo, para onde o candidato foi transferido na manhã de hoje.

“Se é que a gente pode falar em distância, a morte esteve distante dois milímetros de mim. A faca passou dois milímetros da minha [veia] cava, eu perdi dois litros de sangue que foram drenados. Se fosse mais três minutos o atendimento, o pessoal diz que eu tinha morrido, é um milagre”, disse Bolsonaro, com dificuldades de falar, ao lado de Malafaia (veja abaixo, a partir de 41 segundos).

Na visita ao candidato do PSL à Presidência, acompanhada também pelo senador Magno Malta (PR-ES) e filhos de Bolsonaro, Silas Malafaia fez orações pelo candidato e disse que “não vai ser essa cambada aí que é contra valores de família, bem-estar da nação que vai destruir o nosso país não”.  João Pedroso de Campos – Revista Veja

Leia mais‘Morte passou a dois milímetros de mim’, diz Jair Bolsonaro

Bolsonaro não fará mais campanha política nas ruas, diz filho

Bolsonaro é carregado por apoiadores em Juiz de Fora, Minas Gerais

deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), candidato a senador nas eleições 2018 e filho mais velho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta sexta-feira, 7, à noite que seu pai “inevitavelmente” não vai poder mais fazer campanha de rua.

O presidenciável está internado no Hospital Israelista Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia após ter sido esfaqueado nesta quinta-feira, 6, em Juiz de Fora, Minas Gerais. Especialistas ouvidos pelo Estado estimam que recuperação de cirurgia como a do candidato leva de um a dois meses.

Segundo Flávio, Bolsonaro deve dar as orientações sobre a estratégia da campanha daqui em diante, mas deve se concentrar nas redes sociais. Ele admitiu a possibilidade de os filhos representarem o pai em eventos de rua. 

“Vou tratar disso com ele amanhã (sábado) porque hoje (sexta) foi um dia cansativo para ele. Mas é inevitável, ele não vai mais poder fazer campanha em rua e vai usar os canais dele nas redes sociais, que são o forte dele. Agora a estratégia, como vai ser a cada momento a gente não conversou ainda”, disse Flávio. Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

Leia maisBolsonaro não fará mais campanha política nas ruas, diz filho

Autor do atentado a Bolsonaro diz que agiu por motivos pessoais e a mando de Deus

Adelio Bispo de Oliveira, 40, responsável pelo ataque contra Jair Bolsonaro (PSL)

Responsável por ter esfaqueado o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Adelio Bispo de Oliveira, 40, afirmou que a ação foi feita por motivos pessoais e declarou que o agrediu a mando de Deus, segundo informações da Polícia Militar.

Em depoimento na delegacia, Oliveira afirmou que saiu de casa com uma faca escondida para acompanhar a comitiva, já com a ideia de utilizá-la contra o deputado.

Oliveira foi filiado ao PSOL de Uberaba (MG) de 2007 a 2014 e em julho visitou escola de tiro de Santa Catarina frequentada por dois filhos do candidato, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ).

A assessora da “.38 Clube e Escola de Tiro” Julia Zanata, que é mulher de um dos donos da empresa, disse que há registro da ida de Bispo em 5 de julho deste ano.

Leia maisAutor do atentado a Bolsonaro diz que agiu por motivos pessoais e a mando de Deus

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: