Justiça suspende propaganda de Marinho com participação de Lula

Luiz Marinho no Poder e Política

O TRE-SP (Tribunal Regional de São Paulo) concedeu decisão liminar neste sábado (1º) para retirar do ar propaganda eleitoral de Luiz Marinho (PT) ao governo de São Paulo.

O pedido foi feito pelas coligações do governador Márcio França (PSB) e de João Doria (PSDB), devido à aparição do ex-presidente Lula na peça petista.

O juiz auxiliar da propaganda Afonso Celso da Silva considerou que o material traz Lula por tempo superior ao que permite a legislação eleitoral. Com isso, peças de rádio e TV ficam suspensas, sob pena de R$ 10 mil.

De acordo com a a representação da coligação São Paulo Confia e Avança,  de França, parte importante da propaganda na TV foi narrada por Lula, sem a presença de Marinho. Por isso, seria ultrapassado o limite legal de 25% do total para apoiador. Folha de São Paulo

Leia maisJustiça suspende propaganda de Marinho com participação de Lula

No rádio, na TV e nas ruas, PT desafia TSE e mantém Lula como candidato

Este é Fernando Haddad (PT)

Segundo defesa, não deu tempo de mudar programas; Haddad diz que ex-presidente segue na disputa

No primeiro dia de campanha já com a candidatura de Lula indeferida, o ex-presidente ainda apareceu como o nome do PT à Presidência nos programas eleitorais e na campanha de rua de seu vice, Fernando Haddad (PT), ao longo deste sábado (1º).

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em sessão encerrada já na madrugada deste sábado, barrou o registro do ex-presidente e decidiu que ele só pode aparecer no horário eleitoral na condição de apoiador, não na de candidato.

O que se viu, no entanto, foi a menção a Lula como o cabeça da chapa nos programas levados ao ar no rádio pela manhã e à tarde. No vídeo exibido no horário eleitoral da TV, no início da tarde, o partido disse que “entrará com todos os recursos para garantir o direito de Lula ser candidato”.

O programa televisivo não identificou explicitamente nem Lula nem Haddad como o candidato a presidente. O ex-prefeito de São Paulo, que no momento está impedido de ser apresentado na propaganda como vice de Lula, apareceu reiterando “um juramento de lealdade a Lula” e prometendo “não descansar”.

Na sequência, a letra do jingle dizia: “É o Lula, é Haddad, é o povo, é o Brasil feliz de novo”. O ex-presidente apareceu tanto em imagens quanto em narrações.

Leia maisNo rádio, na TV e nas ruas, PT desafia TSE e mantém Lula como candidato

Fábio Faria comemora aniversário durante inauguração da casa 55 em Natal

O deputado federal, Fábio Faria, que comemora aniversário neste sábado, recebeu hoje, uma grande demonstração de carinho e apoio popular, quando falou durante inauguração da Casa 55.

Segundo ele, o povo reconhece sua incansável luta, assim como a do governador Robinson, para o Rio Grande do Norte não parar.

“Peço a cada potiguar que reflita sobre todo esse cenário de crise que o Brasil atravessa e veja o quanto já conseguimos avançar com obras e ações importantes”.

Casa 55 em Natal e caravana em Monte Alegre marcam sábado

Os dois compromissos são importantes na campanha rumo à governadoria porque marcam a estreia de Robinson Faria e Tião Couto na Grande Natal

Para os candidatos da Coligação Trabalho e Superação, o sábado (1º) está sendo de compromissos importantes para a campanha de Robinson Faria (PSD) governador e Tião Couto (PR) vice, assim como o candidato a senador Geraldo Melo. Eles participaram no final da manhã da inauguração da Casa 55, o comitê da campanha, em Natal e finalizam o dia com a realização da Caravana da Verdade, na cidade de Monte Alegre, na região Metropolitana. Os eventos são importantes porque marcam a estreia do corpo a corpo de Robinson com os eleitores da capital e região. 

A Casa 55 passa a funcionar a partir de hoje na avenida Miguel Castro, na esquina com a rua Jaguarari, no bairro de Lagoa Nova. No local, os eleitores poderão conhecer melhor as propostas dos candidatos da coligação, além de receberem material e se engajarem nas ações da campanha. 

A inauguração do espaço foi bastante prestigiada e contou com a participação de apoiadores, lideranças e eleitores, que lotaram avenida com as cores dos 13 partidos que formam a coligação. Foi uma verdadeira onda azul, fazendo a Festa 55. Durante a solenidade de inauguração, Robinson ressaltou a trajetória de seu vice, Tião Couto, mencionando os desafios e vitórias conquistadas pelo empresário mossoroense. “Para mim é uma honra ter Tião ao meu lado. Quero a população potiguar conheça a vida e a história desse homem”.

Robinson também lembrou a situação financeira em que os antigos gestores políticos deixaram o Rio Grande do Norte. “O povo sabe que, quando eu assumi o governo, em janeiro de 2014, o estado já estava falido, um dos mais quebrados do Nordeste. Mesmo assim, não tive medo de enfrentar a crise. Escutei o povo, tentei, acertei, errei, mas aprendi”. 

Ele também pediu à população para assistir aos debates na TV, conhecer suas obras, analisar suas propostas, comparar com os demais candidatos e votar consciente. Bastante aplaudido, Tião Couto criticou as velhas oligarquias que governaram o RN. “Deixaram o nosso Estado arruinado. Basta lembrar que a última governadora usou o fundo previdenciário para pagar os servidores estaduais”, observou.

MONTE ALEGRE

A agenda dos candidatos prossegue com a realização da Caravana da Verdade na cidade de Monte Alegre. Robinson vai ao encontro dos moradores para levar as propostas do plano de governo para os próximos quatro anos. A concentração está marcada para as 18h, na Lagoa do Quirambu. De lá, eles seguem até o Centro da cidade, onde está programado um comício, por volta das 19h.  Essa é primeira vez que a Caravana da Verdade é realizada em um município da Grande Natal e vai ditar o ritmo da campanha de Robinson Faria na região, inclusive nos bairros da capital.

Nelter Queiroz participa de movimentação em Equador

“Incrível”, foi assim que o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) classificou a noite desta sexta-feira (31) em Equador. Após carreata que percorreu ruas da cidade, o parlamentar encerrou sua agenda em Equador após reunião com a presença da população local, da prefeita Noeide, do vice Joady, do empresário Djalma Patrício e dos vereadores José Dirceu (presidente da Câmara), Rogério de Barrinho, Mil de Gino, Mariano de Belizo e Rau Guedes. Também presentes na movimentação o ex-prefeito de Santana do Seridó, Adriano Gomes e o presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Parelhas, Humberto Gondim.

De acordo com o novo apoiador do deputado, o empresário Djalma Patrício, “Nelter é a solução dos problemas de Equador”, “é um homem de palavra” e “sempre está pronto para sanar as necessidades do município”. Representando os vereadores de Equador, o presidente da Câmara, José Dirceu, frisou ações de Nelter em prol do município, principalmente, na área da segurança, uma vez que o parlamentar viabilizou recentemente uma viatura para a Polícia Militar local.

Em tom de agradecimento, foi assim que a prefeita Noeide se dirigiu a população de Equador e ao deputado Nelter. “Além do serviço prestado ao nosso município em diversas áreas, como na infraestrutura, educação, saúde e segurança, dentre outras, Nelter se faz presente constantemente em Equador durante o ano inteiro, principalmente, na hora que mais precisamos”, disse a chefe do executivo municipal, destacando a importância da atuação do parlamentar em prol dos mais humildes.

“A população nos recebeu calorosamente por onde passamos. Cada abraço, aperto de mão e olhar sincero nos motivam fortemente para continuarmos aguerridos na luta pela melhoria da vida de todos os norte-rio-grandenses”, destacou Nelter, que em seu discurso prestou contas de seu mandato, apresentando leis de sua autoria e ressaltando a importância de sua permanência na Assembleia Legislativa para o Estado do Rio Grande do Norte.

Sem dinheiro das empresas, pesquisas eleitorais também diminuíram

Apesar da grande incerteza eleitoral, números indicam que o mercado de pesquisas encolheu significativamente depois que STF decidiu proibir as doações empresariais

Não foram apenas os marqueteiros, as gráficas e os produtores de cavaletes que expõem fotos de candidatos retocadas em programas de computador. A proibição de contribuições vindas de pessoas jurídicas teve repercussões até mesmo no mercado de pesquisas, a despeito da forte incerteza que cerca o pleito de outubro.

De acordo com dados fornecidos pelo TSE, é possível verificar que a crise no mercado de pesquisas já se fez sentir quando comparamos as eleições municipais de 2016 – as primeiras após a decisão do STF de vetar as doações de empresas – com as realizadas em 2012. Neste ano parece acontecer o mesmo, como pode ser visto no gráfico abaixo.

Mesmo levando em conta que os dois meses em que tradicionalmente são realizadas muitas pesquisas (setembro e outubro), quando tomamos os dados mensais percebemos uma tendência clara: o desempenho de 2018 está em média 50% abaixo do que foi observado quatro anos atrás. E isso pode ser medido tanto tem termos de receita dos institutos de pesquisa quanto do número de entrevistas realizadas. Bruno Carazza – Folha de São Paulo

Leia maisSem dinheiro das empresas, pesquisas eleitorais também diminuíram

No rádio, Lula aparece candidato e Bolsonaro vira alvo de Alckmin

Trajetória de Lula

O primeiro programa eleitoral de rádio dos candidatos à Presidência da República, transmitido neste sábado (1º), teve Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT e críticas do tucano Geraldo Alckmin a Jair Bolsonaro (PSL).

Na madrugada, os ministros do TSE decidiram por 6 votos a 1 barrar a candidatura de Lula com base na Lei da Ficha. A aparição do petista como presidenciável nesta manhã, entretanto, não indica desrespeito à decisão da corte, uma vez que a Justiça compreendeu que não haveria tempo para substituir o material que seria transmitido.

O programa do PT foi aberto com um alerta para a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU, dizendo que ele poderia participar da disputa. “Lula é candidato a presidente, sim”, afirmou o programa.

Haddad apareceu na propaganda como candidato a vice-presidente, dizendo que muitos imaginavam que o partido e o povo iriam abandonar Lula. Géssica Brandino – Folha de São Paulo

Leia maisNo rádio, Lula aparece candidato e Bolsonaro vira alvo de Alckmin

PT diz que TSE comete ‘violência’ contra Lula e anuncia que vai recorrer

Ainda com o julgamento do indeferimento da candidatura do ex-presidente Lula em andamento, o PT divulgou no fim da noite desta sexta-feira uma nota reconhecendo a derrota no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O partido considerou uma “violência” a decisão da maioria dos ministros de indeferir a candidatura, e prometeu recorrer “aos tribunais” para que a candidatura seja permitida.

“Diante da violência cometida hoje (31) pelo Tribunal Superior Eleitoral contra os direitos de Lula e do povo que quer elegê-lo presidente da República, o PARTIDO DOS TRABALHADORES afirma que continuará lutando por todos os meios para garantir sua candidatura nas eleições de 7 de outubro.

Vamos apresentar todos os recursos aos tribunais para que sejam reconhecidos os direitos políticos de Lula, previstos na lei e nos tratados internacionais ratificados pelo Brasil. Vamos defender Lula nas ruas, junto com o povo, porque ele é o candidato da esperança”, diz a nota do partido. O GLOBO

Leia maisPT diz que TSE comete ‘violência’ contra Lula e anuncia que vai recorrer

Capital Styvenson abre mão do programa eleitoral e faz propaganda na internet

Resultado de imagem para capitao styvenson

O candidato a senador pela Rede de Sustentabilidade, Capital Styvenson, líder das últimas pesquisas de opinião divulgadas e registradas junto à Justiça Eleitoral, usou o seu Facebook para informar que o programa eleitoral dele será mesmo, na internet, e acrescenta: “onde vocês podem interagir e a propaganda é realmente gratuita”.

O candidato a senador Capital Styvenson, recebeu apenas cinco mil reais do fundo partidário para sua campanha. A candidata Telma Gurgel, do PSOL, recebeu R$ 2.270,00 para a disputa por uma das duas vagas no RN.

O senador e candidato a reeleição Garibaldi Alves Filho, do MDB, abocanhou um total de R$ 2 milhões.

A candidata a senadora pelo PHS, Zenaide Maia, embolsou R$ 400 mil. O candidato a senador Geraldo Melo, do PSDB, recebeu doação de R$ 500 mil e o candidato a senador do Podemos Antônio Jácome, ficou com R$ 500 mil.

Ja Magnólia Figueiredo, candidata a senadora pelo Solidariedade, já tem na conta um total de R$ 180 mil.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: