Quatro prefeitos do Vale do Açu receberam em quase dois anos mais de R$ 41 milhões da Petrobrás

O prefeito de Pendências Fernando Medeiros, do MDB, foi o que menos recebeu recursos da Petrobrás

Em menos de dois anos, os prefeitos das cidades do Alto do Rodrigues (Abelardo Rodrigues – DEM), Carnaubais (Thiago Meira – PSDB), Assú (Gustavo Soares – PR) e Pendências (Fernando Antônio Bezerra de Medeiros – MDB), embolsaram dos cofres da Petrobrás no período de janeiro de 2017 a abril de 2018, mais de R$ 41 milhões como pagamento de repasses de royalties.

Resultado de imagem para prefeito abelardo rodrigues

O prefeito do Alto Abelardo Rodrigues, do DEM, foi o que mais arrecadou entre os prefeitos da região

O município do Alto do Rodrigues é grande campeão de arrecadação com valor superior a R$ 14 milhões. A cidade de Carnaubais ficou em segundo lugar com o prefeito Thiago Meira (PSDB) recebendo mais dinheiro do que o prefeito do Assú Gustavo Soares (PR).

Alto do Rodrigues   R$14.274.414,12
Carnaubais R$12.872.561,02
Assù R$12.742.430,14
Pendências  R$ 3.188.047,98

Republicado por incorreções na matéria. As informações sobre repasses dos valores do royalties são do site do Tesouro Nacional

Gustavo e George Soares podem ficar com Agripino mas vetam Carlos Eduardo

Resultado de imagem para agripino e george soares

Deputado George Soares pode estar tramando aplicar golpe no senador José Agripino

Apesar do senador e candidato a reeleição José Agripino, do DEM, ter atendido a solicitação do deputado estadual George Soares, para garantir emenda parlamentar no valor de R$ 1.654.893,00, destinado para a construção de uma creche na comunidade rural de Ubarana, no município de Ipanguaçu, assim como também ter vindo a Assú para subir no palanque e pedir votos na época para ajudar o seu irmão Gustavo Soares, se eleger prefeito do Assú, os dois políticos do clã Soares, não compareceram e não prestigiaram a visita do senador democrata a cidade natal do poeta Renato Caldas.

Para justificar a sua ausência, o deputado estadual George Soares (PR) alega que estava participando neste sábado (12), do Segundo Encontro Regional do Partido da República, na cidade de Caicó, mas o seu irmão e atual prefeito Gustavo Soares, sumiu e deixou o senador José Agripino a ver navios, a exemplo do seu pai e ex-secretário estadual de Agricultura do governo Jajá que também não compareceu e não prestigiou o evento político que contou com a presença do pré-candidato a governador Carlos Eduardo, do PDT.

Na cidade de Assú, a justificativa de aliados da oligarquia Soares/Montenegro para o não comparecimento do trio do clã Soares, foi a presença do ex-prefeito de Natal e pré-candidato ao Governo pelo PDT. O PR está namorando com o PSD do governador Robinson Faria e não ficaria bem fita aparecer com Carlos Eduardo, sobrinho do senador do MDB, Garibaldi Filho.

Agripino ganha ‘ingratidão e traição’ do prefeito do Assu e do deputado do PR

Agripino foi quase um pai para Ronaldo Soares, tirando-o da sua insignificância e anonimato para projetá-lo com destaque na política estadual e agora recebe a ingratidão e traição dos seus filhos

O prefeito do Assú Gustavo Soares e o seu irmão, deputado estadual George Soares, ambos do PR e filhos do ex-secretário estadual de Agricultura Ronaldo Soares, que se gabava de ser agripinista fiel, numa demonstração clara de ingratidão e traição, não prestigiaram hoje a visita a cidade do senador José Agripino, apesar de terem assumido compromisso na campanha eleitoral de 2016, quando o senador democrata esteve no palanque do clã dos Soares, para apoiá-lo agora em 2018.

Com o pré-candidato ao Governo, Carlos Eduardo Alves, a tiracolo, Agripino visitou a casa do ex-vice-prefeito do Assú Dinarte Diniz, quando José Maria de Medeiros era prefeito, para participar neste sábado de uma reunião com prefeitos do Vale e do Médio Oeste.

No grupo que participaram do evento, estavam os gestores municipais: Abelardo (Alto do Rodrigues), Manoel Veras (Campo Grande), Valderedo (Ipanguaçu), Alaor (Itaja), Thiago e a vice Marineide (Carnaubais), Haroldo (Felipe Guerra) e vários vereadores de municípios da região.

Justiça mantém presos prefeitos do PSB e PSDB

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, MaurícioKato, decidiu manter presos, por tempo indeterminado, os prefeitos de Mauá, Átila Jacomussi (PSDB), e de Mongaguá, Artur Prócida (PSDB), alvos da Operação Prato Feito, que mira desvios na merenda escolar. Eles estavam presos provisoriamente – prazo de cinco dias prorrogáveis -, e, com as determinações, passam a ser encarcerados preventivamente.

Na casa de Prócida, a Polícia Federal encontrou os montantes de R$ 4.613.610 e mais US$ 216.763 em dinheiro vivo. Ele foi preso em flagrante por crime de lavagem de dinheiro.

Já em Mauá, onde os federais fizeram dois flagrantes, Jacomussi foi flagrado com R$ 87 mil em dinheiro vivo e seu secretário de Governo, João Gaspar (PRP), com R$ 588.417.

A Operação Prato Feito foi deflagrada nesta quarta-feira, 9, investiga 65 contratos suspeitos, cujos valores totais ultrapassam R$ 1,6 bilhão, em 30 cidades de São Paulo – entre elas, a capital.

A PF pediu a prisão de 62 investigados, mas a Justiça Federal autorizou apenas buscas. Os dois prefeitos foram encarcerados em flagrante.

Prefeito do Assú Gustavo Soares deixa de cumprir maioria das promessas da campanha

Depois de quase dois anos das promessas feitas em praça pública durante a campanha eleitoral de 2016 para conquistar o voto do assuense, o prefeito Gustavo Soares, não cumpriu a maioria da ilusão vendida a população nas portas das casas e nos palanque das ruas, com o aval do seu irmão, deputado estadual e candidato á reeleição, George Soares.

A maior parte das promessas feitas por Gustavo Soares com o apoio do deputado do PR, George Soares, não foi cumprida ou teve realização parcial. O irmão do parlamentar listou mais de 40 propostas a serem implantadas e desse total, cumpriu algumas, duas ou três, mas não o restante.

Entre as que não conseguiu tirar do campo das intenções estão a de fazer concurso público para criação da guarda municipal em apoio a segurança e proteção ao patrimônio público.

Pelo contrário. Este ano, o prefeito do Assú contratou agora em abril por R$ 878,4 mil uma empresa de Natal, a RN Segurança Ltda – ME para a prestação de serviços de vigilância e segurança armada. Quase dois anos depois, Gustavo Soares hoje tem reprovação popular recorde

Nesse período, o prefeito não adotou medida relevante de combate à corrupção e rompeu a tradição para escolher uma equipe de secretários que na sua maioria réus pela prática de improbidade ou respondem a processos contra a administração na Justiça.

Enciumado, prefeito do Assú Gustavo Soares demite aliado do deputado Kelps Lima

Resultado de imagem para kelps e luiz assu

O secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Assú Luiz Carlos Gonçalves de Oliveira, o popular ‘Luiz da Funerária’, pessoal ligada ao deputado estadual Kelps Lima, foi demitido ontem pelo prefeito Gustavo Soares,  irmão do deputado estadual e candidato á reeleição pelo PR George Soares, após a desistência do parlamentar do Solidariedade de disputar o Governo do RN e adotar novamente o projeto de reeleição nas eleições deste ano para permanecer na Assembléia Legislativa.

Luiz da Funerária que vinha se destacando no governo, foi alvo da inveja e ciumeira que acabou contribuindo para a sua exoneração, depois que fundiu os projetos Rebuliço e Noite da Boêmia, de autoria do ex-prefeito Ivan Júnior, em apenas um, a Feira da Lua que tem garantido o mesmo sucesso e a simpatia popular dos outros dois do passado.

No entanto, Luiz da Funerária foi derrubado do cargo, depois que o clã dos Soares que alimentava ficar com aliados de Kelps engajados na reeleição de George, perdeu a esperança com a notícia de que o ex-secretário, não iria mais apoiar o projeto do deputado do PR. Em Assú, Kelps conta com o apoio de dois vereadores: João Paulo e Francisco de Assis Souto, o Tê.

Natal tem pior índice de dados abertos em estudo da FGV

Ponte Newton Navarro, em Natal (Foto: Ney Douglas)

Natal ficou em última posição entre as oito cidades avaliadas pela Fundação Getúlio Vargas no que diz respeito à transparência. A Diretoria de Análise de Política Públicas (FGV DAPP) e Open Knowledge Brasil (OKBR) lançaram nesta semana o Índice de Dados Abertos para Cidades edição 2018. Além da capital potiguar, foram avaliadas Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador-BA, São Paulo-SP e Uberlândia-MG

O levantamento é uma ferramenta de avaliação e identificação de gargalos nas políticas municipais de transparência, com o objetivo de orientar a administração pública em relação ao seu aprimoramento. O estudo avaliou 136 bases de dados referentes às oito cidades escolhidas.

Na média, os municípios obtiveram uma nota de 65%, variando entre 43% e 84%. Mas apenas 25% das bases de dados avaliadas obtiveram nota máxima, ou seja, estavam plenamente de acordo com a definição de dados abertos.

O diagnóstico é uma evolução da iniciativa pioneira realizada em 2017, em que se avaliou a situação dos dados abertos de Rio de Janeiro, São Paulo e Brasil. Neste ano, a capital paulista apresentou a maior pontuação geral, de 84%, e também a que teve o maior percentual de bases totalmente abertas, 47% delas. Rio de Janeiro teve a segunda maior pontuação (75%), seguido por Belo Horizonte (73%), Porto Alegre (68%), Brasília (68%), Salvador (55%), Uberlândia (53%) e Natal (43%) – confira o ranking completo abaixo.

Segundo avaliou a FGV, os percentuais indicam que ainda há muito espaço para aprimoramento. Ao todo, foram detectados 429 problemas dos quais 62% são de usabilidade e 38% de processo, reiterando a necessidade de bases de dados mais adequadas ao uso dos dados e transformação destes em informação, para além da publicização. As informações são do GI RN.

Leia maisNatal tem pior índice de dados abertos em estudo da FGV

Petrobrás exige que funcionários informem dados de patrimônio e renda

Resultado de imagem para Petrobrás exige que funcionários informem dados de patrimônio e renda

Petrobrás intimou seus funcionários a informar o patrimônio e a renda declarados à Receita Federal anualmente. Até então, a exigência era feita apenas aos que ocupam cargos de chefia – gerentes e diretores.

Mas, neste ano, foi estendida para os 62,7 mil empregados da controladora e subsidiárias. A medida gerou protesto dos empregados e, agora, o sindicato avalia uma posição para levar à diretoria. O Tribunal de Contas da União (TCU) diz que a extensão da exigência a todos os contratados está em linha com as suas normas. Mas advogados trabalhistas avaliam que a exigência é inconstitucional.

Na intranet, a direção da empresa comunicou na última terça-feira que o prazo de entrega dos dados do Imposto de Renda de 2017 é o dia 30 de junho para quem não ocupa cargo de chefia. Já os gerentes e diretores têm que liberar as informações imediatamente.

A empresa argumenta que pretende com isso atender instrução do Tribunal de Contas da União (TCU). Mas, até então, a própria petroleira entendia que a obrigatoriedade valia apenas para os altos funcionários.  Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

Leia maisPetrobrás exige que funcionários informem dados de patrimônio e renda

Maiores bancos do país lucram R$ 17,4 bi no ano

s

Os grandes bancos de capital aberto no país conseguiram, pela primeira vez desde o começo da crise, em meados de 2015, entregar resultados maiores que os gastos com calotes em um trimestre.

Embora o motor para o ponto de inflexão tenha sido, principalmente, a trégua da inadimplência nas grandes empresas, o fato de a maioria dessas instituições ter conseguido expandir suas carteiras de crédito a despeito de um trimestre sazonalmente fraco é um sinal de que o volume de empréstimos pode compensar, ainda que em parte, a queda da Selic (juros básicos da economia) ao longo do ano.

Juntos, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil apresentaram lucro líquido de R$ 17,406 bilhões de janeiro a março, cifra 11,44% maior do que a registrada um ano antes, de R$ 15,6 bilhões.

Leia maisMaiores bancos do país lucram R$ 17,4 bi no ano

%d blogueiros gostam disto: