Ciro e PT descartam aliança

Ciro Gomes

Cercado de indagações sobre uma possível aliança com o PT, o pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou neste sábado (5) que é quase nula a chance de ter alguém do partido na posição de vice em sua chapa. “Acho que é próxima de zero”, disse ele sobre a hipótese de uma parceria no primeiro turno com a legenda do ex-presidente Lula.

“Claro que seria (bem-vindo um apoio do PT). Imagine um camarada que precisa de todos os votos do país para governar. Só que eu sou um homem vivido. A natureza do PT, e eu entendo isso, respeito, é ter seu próprio candidato.”

O ex-ministro participou em Guarulhos do congresso nacional do PDT Diversidade, o grupo LGBT do partido. Discursou para uma plateia de correligionários que incluía lideranças gays, lésbicas e transexuais.

No palco do evento, o presidenciável disse que seu programa de governo terá ações para combater o preconceito. Discriminar alguém “pela mera questão da orientação sexual”, discursou, “é medieval”.

Leia maisCiro e PT descartam aliança

Maia diz que decisão do STF sobre foro privilegiado é “incompleta” e “seletiva”

Resultado de imagem para rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), chamou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de restringir o foro privilegiado de deputados e senadores a crimes cometidos no exercício do mandato ou em função dele, de “incompleta” e “seletiva”. “Não é justo que o Supremo interprete que não há a necessidade de foro para uns e continua existindo a necessidade para outros”, disse Maia ao Blog do jornalista Josias de Souza.

“Estranhei a seletividade do Supremo”, ressaltou. Ainda ontem (quinta-feira, 3), Maia determinou a instalação da comissão que vai discutir uma proposta de emenda à Constituição que trata sobre o tema. A decisão foi tomada por meio de ato da Presidência. Os deputados foram indicados pelas lideranças de seus partidos na Câmara.

Na próxima quarta-feira (9), o colegiado será oficialmente instalado, quando ocorrerá a eleição do presidente e relator da matéria. Se aprovada em dois turnos pelos deputados, a emenda poderá acabar com o foro privilegiado concedido aos agentes públicos que cometerem crime comum.

Leia maisMaia diz que decisão do STF sobre foro privilegiado é “incompleta” e “seletiva”

Presidente da Eletrobrás tenta subir próprio salário para R$ 77 mil

Resultado de imagem para Presidente da Eletrobrás tenta subir próprio salário para R$ 77 mil

Pleito de Wilson Ferreira Jr. de elevar seu ordenado, que hoje é de R$ 52,3 mil, foi rejeitado

O presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Jr., que está à frente do processo de privatização da estatal, solicitou um aumento do próprio salário em 46,4%, no momento em que corta custos da estatal para deixá-la mais atraente para ser vendida. O pleito, feito em documento ao qual o Estadão/Broadcast teve acesso, depois confirmado pela empresa, foi enviado em 14 de março à Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais.

Além do aumento do presidente, o pedido incluía, em porcentagens um pouco menores, o aumento da remuneração dos presidentes das subsidiárias – incluindo distribuidoras que estão na lista de venda – e de diretores e representantes dos conselhos fiscal e de administração.

A Eletrobrás confirmou que enviou documento à Sest com o pedido, mas disse que ele não foi aceito. “Apesar do pleito das empresas Eletrobrás, o ministério se manifestou à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e à Eletrobrás pela manutenção dos mesmos valores aprovados no período 2017-2018, não concedendo, portanto, o reajuste. A mesma orientação foi seguida nas assembleias de cada uma das empresas controladas”, disse a Eletrobrás. Denise Luna, O Estado de S.Paulo

Leia maisPresidente da Eletrobrás tenta subir próprio salário para R$ 77 mil

%d blogueiros gostam disto: