Número de suicídios aumentou 10% nos EUA

Uma pesquisa da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, revelou que o número de suicídios aumentou no país nos meses após o ator Robin Williams ter se matado, em 2014. De acordo com o estudo, houve um acréscimo de 10% na quantidade de casos desse tipo. O estudo mostrou ainda que o índice de suicídios por asfixia, método utilizado pelo ator, cresceu 32%, enquanto outras estratégias para tirar a própria vida tiveram aumento de apenas 3%.

As estatísticas estimavam um número de 16.849 suicídios entre agosto e dezembro de 2014, mas o índice de casos relatados chegou a 18.690. O ator foi encontrado morto em sua casa no dia 11 de agosto de 2014, após se enforcar.

Número aumenta após suicídios de celebridades

Os pesquisadores que participaram da investigação apontam que os casos aconteceram, principalmente, entre homens de 30 a 44 anos. Para chegar a essas conclusões, eles analisaram dados mensais sobre suicídio do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), de janeiro de 1999 a dezembro de 2015. Durante essa análise, os cientistas observaram o sexo da pessoa, o método utilizado e a idade. As informações são de O Globo.

Leia maisNúmero de suicídios aumentou 10% nos EUA

Urina de foliões vira adubo para o Jardim Botânico

Banheiros do projeto P4Tree da UFMG, instalados nas ruas de Belo Horizonte durante o Carnaval

A urina de foliões do Carnaval de Belo Horizonte ajudará a adubar o Jardim Botânico da cidade. O projeto para aproveitar a urina coletada em seis banheiros químicos como fertilizante agrícola foi desenvolvido pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e tem a parceria com a Belotur, empresa de turismo da capital mineira.

A ideia é reutilizar o fósforo, elemento químico essencial para o crescimento das plantas, presente na urina. A ação no Carnaval deve render cerca de dez quilos de fertilizante.

No tanque dos seis banheiros que fazem parte da ação piloto do P4Tree, nome do projeto do departamento de química da UFMG, haverá um sachê com pastilhas de serpentino, mineral já usado na agricultura que foi modificado para atrair o fósforo da urina.

Ao final do dia, o sachê é recolhido —o fósforo fica grudado dentro e fora das pastilhas— e a urina é descartada. Depois do Carnaval, o fósforo coletado será desinfectado no laboratório de química da UFMG para que sirva de adubo. As informações são de Carolina Linhares – Folha de São Paulo.

Leia maisUrina de foliões vira adubo para o Jardim Botânico

Temer é recebido com protesto em visita oficial a Roraima

Em frente ao Palácio Senador Hélio Campos, um grupo de cerca de 60 manifestantes pediu a saída do emedebista e se manifestou contra a privatização da Eletrobrás.

O presidente, que participa de reunião sobre a situação dos refugiados venezuelanos, entrou pela entrada privativa com a governadora Suely Campos (PP).

Como a passagem fica nos fundos da sede do governo, ele não passou pelo protesto.

A manifestação foi organizada por uma frente de entidades sindicais, como CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Sintauf (Sindicato dos Técnicos Administrativos da Universidade Federal de Roraima). As informações são de Gustavo Uribe – Folha de São Paulo.

Leia maisTemer é recebido com protesto em visita oficial a Roraima

Folião transporta as “malas de Geddel” durante desfile em Salvador

Folião transporta as 'malas de Geddel' durante desfile em Salvador

A passagem da Mudança do Garcia, bloco mais irreverente do carnaval de Salvador, contou com personagens inusitados.

Um dos foliões dizia transportar uma mala com o dinheiro do ex-ministro Geddel Vieira Lima, numa alusão ao dinheiro encontrado em um apartamento associado ao emedebista.

O bloco desfila no bairro do Garcia e tem como destino final o Circuito Osmar, no Campo Grande, segundo a Folha de São Paulo.

Polícia mata dois morrem após troca de tiros

Armas foram apreendidas após o confronto

Dois homens morreram na madrugada desta segunda-feira (12) após troca de tiros com agentes do 4º Batalhão de Polícia Militar. O confronto ocorreu no loteamento José Sarney, no bairro Lagoa Azul, zona Norte de Natal, por volta de meia noite. Nenhum policial ficou ferido, segundo a Tribuna do Norte.

Segundo informações da Polícia Militar, uma equipe do 4ºBPM estava em patrulhamento na região. Ao avistar a guarnição, dois homens em atitude suspeita dispararam contra os policiais, que revidaram. Um deles chegou a ser socorrido com vida para o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos. O outro morreu no local. Junto com eles, foram apreendidos um revólver e uma pistola de fabricação original.

Adolescente apreendida com cocaína e loló em Apodi

Material apreendido pela PRF em Apodi

Três adultos foram presos e uma adolescente de 16 anos apreendida após serem flagrados com cocaína e loló em Apodi. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o flagrante aconteceu durante uma fiscalização na BR-405 após o motorista do veículo tentar fugir da abordagem.

No carro havia dois casais. Um deles era a adolescente de 16 anos que está grávida. As duas mulheres fingiram mal-estar devido a gestação, tentando escapar da fiscalização. Os policiais as levaram ao Hospital Regional Hélio Morais, em Apodi, onde, além que confirmar a falsidade do estado de saúde alegado, foi feita outra descoberta: as drogas estavam escondidas nas roupas íntimas delas.

Foram encontrados com o grupo 13 porções de cocaína – cerca de 26g – e 21 frascos de 10 ml com a substância proibida conhecida como “loló”, caracterizando porções preparadas para a venda. Também foram encontrados R$ 170. O motorista preso, um homem de 29 anos, foi reconhecido como traficante na região. Todos os envolvidos foram levados para a delegacia de Polícia Civil em Apodi, onde serão investigados os crimes de venda de substância nociva à saúde, tráfico de drogas e associação para o crime.

Crivella viaja para a Europa e não vê desfiles no Rio

Resultado de imagem para crivella viaja no carnaval

O desfile do grupo especial do Carnaval do Rio de Janeiro começou, neste domingo (11), sob protestos dos foliões e sem a presença do prefeito Marcelo Crivella (PRB). Durante a concentração, torcedores estenderam uma faixa com críticas às igrejas. “Até as Igrejas são falsas”, lia-se. A polêmica religião-folia se estende desde que o prefeito, que é bispo licenciado da Universal, se recusou a participar da festa no ano passado e cortou a verba para os desfiles de 2018. 

Este ano, porém, Crivella procurou se mostrar menos avesso à folia. Na sexta-feira, 9, fez vistorias no sambódromo e participou da cerimônia de entrega da chave da cidade para o Rei Momo. Na ocasião, deixou claro que encerrava ali sua participação no Carnaval. “Fiz a minha parte”, declarou à imprensa. Neste domingo, viajou para Frankfurt, na Alemanha. De lá, rumará para a Áustria e, depois, à Suécia, e voltará ao Rio na quinta-feira. Em vídeo publicado no Facebook, o prefeito afirmou que está viajando para visitar a Agência Espacial Europeia.  

A presença do cacique na Sapucaí neste domingo ainda era um mistério. Nos bastidores, havia expectativa de que o prefeito fizesse uma aparição para melhorar a sua imagem diante do público carioca. Mas aliados políticos o aconselharam a não pisar no Sambódromo, onde seria alvo de protestos. As informações são da revista VEJA.

Marcelo Odebrecht entrega nota de pagamento a filme sobre Lula

Marcelo Odebrecht cumpre prisão domiciliar

O empreiteiro Marcelo Odebrecht entregou à Operação Lava Jato uma nota fiscal no valor de R$ 250 mil e um comprovante de pagamento à produção do filme ‘Lula, o filho do Brasil’. O financiamento do longa é alvo de investigação da Polícia Federal.

Marcelo Odebrecht é delator da Lava Jato, cumpre prisão domiciliar em São Paulo. Ele foi ouvido pela PF em dezembro do ano passado quando ainda estava custodiado.

Na ocasião, o empreiteiro ‘se disponibilizou a auxiliar a investigação e a buscar, por meio da sua defesa, junto à Odebrecht S.A., empresa leniente, cópias de registros sobre eventual apoio financeiro dado à produção do filme ‘Lula, o filho do Brasil’.

“O colaborador (Marcelo Odebrecht) também está comprometido a identificar, no âmbito da pesquisa que fará nos registros constantes do seu computador, todos aqueles documentos e informações que possam ser úteis à elucidação deste e de outros fatos investigados”, afirmou a defesa.

A nota fiscal de número 2930 tem data de vencimento de 4 de maio de 2009. Um trecho do recibo indica a discriminação dos serviços.

“Cota de patrocínio da obra intitulada ‘Lula, o filho do Brasil’. Conforme contrato”, aponta a nota emitida pela produtora Filmes do Equador, do cineasta Luiz Carlos Barreto.

A cinebiografia do ex-presidente Lula estreou em 1º de janeiro de 2010 e custou cerca de R$ 12 milhões, segundo informações da Agência Estado.

Leia maisMarcelo Odebrecht entrega nota de pagamento a filme sobre Lula

Ministros do STF têm cota de R$ 51,6 mil para voar

Cada um dos 11 ministros do Supremo terá neste ano uma cota de R$ 51,6 mil para custear passagens aéreas nacionais. É permitido a eles solicitar o auxílio sem necessidade de justificar a natureza da viagem, até mesmo no recesso. A Corte entende que podem despachar eletronicamente de qualquer lugar do País.

2017, a cota era de R$ 50,4 mil por ano. Os ministros Cármen Lúcia, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello não usaram a verba no ano passado. Luiz Fux foi o que mais requereu, R$ 47,2 mil, de janeiro a outubro, último dado disponível.

Destino. Atual presidente do TSE, Fux fez 41 das 44 viagens compradas com a cota para o Rio, seu Estado, o que é permitido pelo Supremo. Sua assessoria justifica: “Toda a família do Ministro se encontra no estado do Rio, inclusive sua Querida Mamãe, esposa e filhos, portanto sua necessidade de deslocamento para tal Cidade.”

Com a palavra. A assessoria de Fux diz, ainda, que “todos os esforços envidados para obter os referidos dados atualizados junto à administração do STF, foram inócuos” devido ao feriado. E que não seria possível checar ontem se ele tinha agenda de trabalho no Rio na ocasião das viagens.

Tá na mão. O STF disse que todos os dados relacionados às viagens dos ministros estão “discriminados no seu portal na internet.” As informações são da Coluna do Estadão.

Um carro-forte é roubado a cada três dias no Brasil

No rastro da crise de violência que se espalhou pelo Brasil, transportar valores nunca foi tão perigoso. Os órgãos de segurança registraram um aumento de 58% no número de ataques a carros-fortes no ano passado, em comparação com 2016: foram 108 casos — um a cada três dias.

Os dados são de relatórios internos do setor de transporte de valores, que informam as ocorrências às autoridades policiais. Os documentos apontam que 90% das ações dos bandidos são feitas por meio do uso de explosivos contrabandeados ou desviados da atividade de exploração mineral. Em dois anos (até setembro de 2017), 85,3 toneladas de explosivos clandestinos foram apreendidos no país em operações federais. O Rio de Janeiro está no topo desse ranking.

As dinamites são usadas para romper o cofre onde é guardado o dinheiro (numerários, no jargão dos vigilantes). Além dos explosivos, as quadrilhas têm sido presas portando armamentos de guerra, como fuzis AR-15 e AK-47. Leia matéria completa aqui

‘Farra’ do crédito de veículos gerou rombo de R$ 22,8 bi para bancos

Crescimento.

O custo da festa do crédito fácil para veículos do começo da década foi alto para as instituições financeiras. Dados inéditos do Banco Central mostram que o setor teve problemas para receber R$ 38,1 bilhões em financiamentos concedidos em 2010 e 2011, quando era possível comprar um carro zero, sem entrada, parcelado em até cem vezes. Bancos já desistiram de cobrar R$ 22,8 bilhões e reconheceram o valor como prejuízo, mas o setor ainda trabalha para receber outros R$ 15,3 bilhões emprestados naquela época.

Após o estouro da crise financeira global em 2008, o governo reagiu para tentar amenizar a maré negativa do exterior. Queda de impostos, redução de juros e liberação de dinheiro aos bancos fizeram parte da receita que permitiu ao País passar os primeiros anos da crise com poucos arranhões. Enquanto o mundo colhia cacos, o Brasil dava sinais de vigor e o setor de veículos virou símbolo do Brasil que consumia cada vez mais.

Tanta confiança mudou profundamente a economia. Enquanto consumidores estavam cada vez mais seguros sobre o futuro, montadoras anunciavam bilhões em novos projetos e bancos afrouxavam parâmetros no crédito. Assim, a concessão de financiamentos para veículos atingiu patamar nunca mais alcançado: R$ 105,3 bilhões emprestados em 2010 e outros R$ 102,5 bilhões em 2011. No ano passado, esse valor foi de R$ 87,3 bilhões. Os bancos liberaram em média R$ 3.339,66 a cada segundo em novos financiamentos naquele período. As informações são de Fernando Nakagawa / O Estado de S. Paulo.

Leia mais‘Farra’ do crédito de veículos gerou rombo de R$ 22,8 bi para bancos

Alves prefeito de Natal é vaiado duas vezes no carnaval

Carlos Eduardo ao cumprimentar o Rei Momo no Carnaval de Natal, em Petrópolis

Carlos Eduardo Alves ficou constrangido com vaia do público

A popularidade do prefeito de Natal do PDT Carlos Eduardo Alves, não está em alta. Com a prisão do seu primo e ex-ministro Henrique Alves, ele investiu dinheiro público no carnaval para reduzir os efeitos do desgaste natural por tabela, mas parece que não foi bem sucedido.

O portal Agora RN, registra que o prefeito foi vaiado no início das festividades do Carnaval de Natal,  no Largo do Atheneu, em Petrópolis,  ao entregar a chave da cidade ao Rei Momo num ato simbólico.

Na abertura do desfile, o prefeito Carlos Eduardo Alves voltou a ser vaiado pela multidão, ao se anunciar como  o ‘prefeito das Kengas’. O clima foi amenizado pela ‘kenga’ Jarita, que pediu ao público mais educação ao evento.

 

Delegados pressionam associação a pedir demissão de Segovia do comando da PF

Delegados da Polícia Federal acharam insatisfatórias as explicações do diretor-geral da corporação, Fernando Segovia, para a entrevista em que opinou sobre a investigação do decreto presidencial que beneficiou operadores de portos. Lembram que esta foi a segunda vez que Segovia apontou fragilidades num inquérito sobre o presidente Michel Temer e pressionam a associação nacional da categoria a pedir em público seu afastamento do cargo se não houver retratação.

Precedente Ao assumir a função, em novembro, Segovia disse que a mala de dinheiro entregue por um diretor da JBS ao ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Temer, era insuficiente como prova de corrupção.

Segunda chance Dirigentes da associação dos delegados decidiram aguardar a resposta que Segovia dará após o Carnaval ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito no STF. Esperam que o diretor-geral admita que errou e deixe claro que o delegado do caso, Cleyber Lopes, não será perseguido.

Palavra final Advogados que acompanham as investigações observam que há no episódio uma supervalorização do poder de Segovia para proteger Temer. Quem vai decidir se as provas são suficientes para levar o caso à Justiça é o Ministério Público, não a polícia, lembram. As informações são da coluna Painel/Folha de São Paulo.

Inquérito sobre portos poupa sigilos bancário e fiscal de Temer

Com a mão no peito, o presidente Temer olha para o público durante cerimônia de posse do novo presidente do TSE, ministro Luiz Fux, no último dia 6

Em investigação, PGR e PF não pediram acesso à movimentação do presidente

Passados quatro meses da abertura do inquérito sobre um decreto do setor portuário, os sigilos bancário, telefônico e fiscal do presidente Michel Temer, de amigos e empresários foram preservados pelos investigadores no caso, a Procuradoria Geral da República e a PF (Polícia Federal).

Na última sexta-feira (9), em entrevista à agência Reuters, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, criticou a qualidade das provas obtidas e indicou que o inquérito poderá ser arquivado.

A consulta aos autos, porém, revela que uma série de medidas não foram tomadas pela PGR e pela PF.

A investigação, que procura saber se Temer recebeu vantagem indevida das empresas da área, se concentrou até agora em aspectos formais, como depoimentos de dez investigados incluindo Temer que negam qualquer irregularidade na edição do decreto. As informações são de Rubens Valente – Folha de São Paulo.

Leia maisInquérito sobre portos poupa sigilos bancário e fiscal de Temer

Motorista morre na colisão de veículos entre os municípios de Assú e Paraú

O Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP) registrou pelo menos a morte de cinco pessoas, vítimas de acidente automobilístico no Rio Grande do Norte. Um dos casos aconteceu na manhã de ontem, na RN-233, entre os municípios de Assu e Paraú, na região Oeste do Estado.

Apesar dos esforços da equipe do SAMU para salvar a vida do motorista Maciel Ferreira, que conduzia o veículo tipo Strada de cor preta e placas NNR-2760, morreu vítima do violento acidente de trânsito na RN-233, na estrada Paraú, após uma colisão frontal com uma S-10 de cor branca com placas de Minas Gerais, conduzida por um homem até o momento não identificado

Um mecânico que vinha na Saveiro como passageiro, sofreu pequenas lesões pelo corpo, tendo á necessidade de ser socorrido para a ambulância do Hospital de Paraú, segundo informações e foto do blogueiro Focoelho.

%d blogueiros gostam disto: