Virou zona: Advogado do RN quer disputar prévias contra Alckmin no PSDB

Resultado de imagem para Agora, além de Arthur Virgílio, advogado do RN quer disputar prévias contra Alckmin no PSDB

Um advogado do Rio Grande do Norte protocolou no TSE, na terça (12), ofício em que registra a intenção de disputar prévias no PSDB com o governador Geraldo Alckmin (SP) para ser candidato a presidente, segundo a coluna Painel, da Folha de São Paulo.

José Geraldo Forte também entregou o documento no diretório nacional tucano, em Brasília. Diz que, “por meio das prévias para a escolha do nosso candidato em 2018”, o PSDB “alcançará unidade nunca antes vista em um partido na história da política brasileira”.

Tenente Ananias receberá Microcrédito e 15 novos poços

Anúncio ocorreu durante a realização do programa Vila Cidadã no município

A cidade de Tenente Ananias, na região Oeste, distante 420 quilômetros de Natal, recebeu nesta quinta-feira, 14, o projeto Vila Cidadã que leva à população serviços essenciais nas áreas da educação, cidadania e lazer. Foi a 28ª edição do projeto, que já passou por 21 municípios e seis bairros de Natal.

Em Tenente Ananias, a ação aconteceu na Escola Estadual Demócrito de Souza. Trezentas pessoas receberam carteiras de identidade e CPF. Já o Detran ofereceu serviços como abertura do primeiro processo de habilitação e informações sobre registro de veículos. Também foi feita intermediação de emprego pelo Sine-RN, cadastro de artesãos, repassadas informações sobre o Microcrédito do Empreendedor, realizadas consultas sobre programas habitacionais e a Secretaria Estadual de Saúde prestou serviços como medição de pressão, teste de glicemia e ações do DST/AIDS.

No evento, o governador Robinson Faria disse que “este é um governo que sai dos gabinetes e vai às ruas, vai ao encontro povo, daqueles que mais precisam” e destacou que “o Vila Cidadã leva serviços essenciais do Estado para o povo onde ele está”.

Leia maisTenente Ananias receberá Microcrédito e 15 novos poços

Receita paga último lote da restituição nesta sexta-feira

Imposto de Renda

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (15) o sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2017. O lote contempla cerca de 1,9 milhão de contribuintes, que vão receber R$ 2,88 bilhões.

A Receita também paga R$ 231,4 milhões a 141,4 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2016, mas estavam na malha fina. Considerando os lotes residuais e o pagamento de 2016, o total gasto com as restituições chega a R$ 3,11 bilhões para 2.038.984 contribuintes.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones.

As restituições têm correção de 6,19%, para o lote de 2017, a 100,48% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a data de entrega da declaração até agora.

Leia maisReceita paga último lote da restituição nesta sexta-feira

Brasil tem 30 milhões de obesos, mas só 2% se tratam

Obesidade

Diante do crescimento da população com plano de saúde que tem excesso de peso ou obesidade, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou nessa quinta-feira (14) o Manual de Diretrizes para o Enfrentamento da Obesidade na Saúde Suplementar Brasileira.

Pesquisas mostram que 53,7% das pessoas que têm seguro de saúde estão acima do peso – em 2008, ano do primeiro levantamento, eram 46,5%. Já os obesos representam, hoje, 17,7% desse universo e 17% da população brasileira.

No total, o país tem 30 milhões de pessoas com obesidade, mas apenas 10% delas são diagnosticadas e só 2% recebem tratamento adequado.

A diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Karla Coelho, explica que o objetivo do manual é compor uma orientação criteriosa, na qual as operadoras possam se basear para a melhoria da qualidade de vida de seus beneficiários.

Leia maisBrasil tem 30 milhões de obesos, mas só 2% se tratam

Michel Temer terá que usar sonda por até três semanas

Michel Temer

Após passar por um procedimento cirúrgico, o segundo em dois meses, o presidente Michel Temer terá de usar uma sonda na uretra por um período de duas a três semanas, informou nesta quinta-feira (14), a equipe médica do peemedebista. O Palácio do Planalto afirmou que o presidente deve ter alta nesta sexta-feira (15), do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, mas, por recomendação médica, terá de adiar a viagem que faria à Ásia em janeiro.

A previsão inicial era de que Temer teria alta ainda nesta quinta, mas o Planalto ressaltou que a recuperação poderia levar até 48 horas. A equipe médica informou, em entrevista coletiva, que a permanência do presidente no hospital é por segurança.

Em nota, a assessoria de Temer afirmou que os médicos que o acompanham avaliaram que ele tem tido “boa recuperação” após uma cirurgia de baixo risco para corrigir um “estreitamento uretral”. As informações são da Agência Estado.

Leia maisMichel Temer terá que usar sonda por até três semanas

Bolsonaro questiona se Brasil tem soberania sobre Amazônia

Em visita a Manaus nesta quinta-feira (14), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) questionou se o Brasil ainda tem a soberania sobre a Amazônia por causa das terras indígenas, às quais comparou a zoológicos, segundo a Folha de São Paulo.

“Será que a Amazônia ainda é nossa? Em 1982, a Argentina falou que as Malvinas eram deles. Perderam. Hoje em dia, ouso dizer que dificilmente a Amazônia é nossa.”

O presidenciável afirmou que, para “salvar ao menos parte da Amazônia”, é preciso buscar parcerias com países democráticos como os EUA para a exploração dos recursos minerais. Ele também defendeu fixação de preços de minérios como o nióbio para a exportação.

A uma plateia de simpatizantes, no auditório de um hotel, Bolsonaro defendeu a exploração mineral em terras indígenas e disse que a demarcação de grandes áreas, como a dos ianomâmis, “poderão ser novos países dentro do Brasil.” “Como é que pode um índio na Bolívia ser presidente, e o nosso aqui, por pressão do governo, condená-lo a ficar preso dentro de uma terra indígena como se fosse algo no zoológico? O índio é um ser humano, nosso irmão.”

Leia maisBolsonaro questiona se Brasil tem soberania sobre Amazônia

Lula se matou como símbolo, diz FHC em debate sobre crise no Brasil

PODER - Sao Paulo - SP - Lançamento do livro: Brasil, Brasileiros - Por que Somos assim?, organizado e publicado pela Fundaçao Astrogildo Pereira e pela Verbena Editora. Na foto, dialogo entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador Cristovam Buarque.14/12//2017 Foto: Marlene Bergamo/FolhaPress -017

Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tem dito que não gostaria de ver Lula (PT) preso e que seria “chato” um ex-presidente ir parar na cadeia, mas deu a entender nesta quinta-feira (14) que o petista já teve seu maior castigo: está morto politicamente, na visão do tucano.

“O Lula, ele mesmo se matou, como símbolo. De tudo que ele representava, de novo, de puridade, não sei o quê. Como é que vai representar hoje, com tantas evidências na outra direção?”, afirmou.

Condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro no caso do tríplex em Guarujá (SP), Lula teve o julgamento de seu recurso no Tribunal Regional Federal da 4ª Região marcado para o dia 24 de janeiro.

Para o tucano, “o que está aparecendo” sobre o adversário contraria “a esperança de uma nova ética, de um novo tipo de comportamento” que o petista dizia significar. “[Lula] se matou no sentido político”, disse FHC em debate na fundação que leva seu nome, na região central de São Paulo. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisLula se matou como símbolo, diz FHC em debate sobre crise no Brasil

Teles no Brasil também vão pedir mudança de neutralidade de rede

Esta foto de arquivo realizada em 09 de outubro de 2015 mostra uma tela de computador exibindo a página do Facebook com as novas opções de "Reações" como uma extensão do botão "como", para dar às pessoas mais maneiras de sinalizar facilmente como elas se sentem. O Facebook foi multado em 1,2 milhões de euros em 11 de setembro de 2017 por um responsável espanhol pela proteção de violações das leis de privacidade.

As empresas de telefonia aguardarão as discussões da reforma da Previdência, em fevereiro, para pedir a Michel Temer a revisão do decreto que hoje garante a isonomia na internet (neutralidade de rede), princípio que impede as teles de cobrar mais dos clientes para determinados serviços digitais.

A estratégia foi adotada depois da decisão do Federal Communications Commision (FCC), a agência de telecomunicações dos EUA, que nesta quinta-feira (14) derrubou as regras que antes impediam tratamentos diferenciados na oferta de internet ou “microgestões” pelas teles do tráfego de dados em suas redes.

A decisão já tinha sido antecipada pelo próprio presidente do FCC. Indicado por Donald Trump, Ajit Pai afirmou, há cerca de dez dias, que queria ter a agenda de desregulamentação da internet aprovada até meados deste mês. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisTeles no Brasil também vão pedir mudança de neutralidade de rede

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: