Temer vai suspender por cinco anos criação de cursos de medicina no País

Resultado de imagem para Governo vai suspender por cinco anos criação de cursos de medicina no País

O governo federal vai suspender por cinco anos a criação de cursos de Medicina no País. A medida foi sugerida pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, ao presidente Michel Temer e deverá ser formalizada em dezembro, com a publicação de um decreto. A estratégia é adotada após forte pressão de entidades de classe, contrárias ao expressivo aumento das vagas em graduações da área nos últimos anos, sobretudo depois da Lei do Mais Médicos.

A medida foi revelada na sexta-feira (17) pelo jornal Folha de S. Paulo. Nos últimos meses, houve ao menos quatro encontros entre o Ministério da Educação (MEC) e associações de classe para debater o assunto. “A expansão de vagas de forma desordenada pode colocar em risco a qualidade de ensino”, disse Mendonça Filho. “Para aumento de escolas, é preciso haver a infraestrutura necessária e um corpo docente com formação adequada.”

A suspensão sugerida, no entanto, deverá preservar dois editais que estão em andamento. A estimativa é de que pelo menos 35 escolas deverão ser formadas. De um total de 2.305 vagas previstas em todo o País, 710 em 11 cursos foram liberadas para início das atividades em agosto, em 11 cidades de Paraná, Rio Grande do Sul, Rio e São Paulo.

Leia maisTemer vai suspender por cinco anos criação de cursos de medicina no País

Ex-assessor do irmão de Geddel indica ao STF desejo de delatar

O deputado Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, cujo assessor demonstrou interesse em delatar

Ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Brandão indicou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que tem a intenção de negociar um acordo de delação premiada.

Job foi um dos alvos da Polícia Federal em outubro, quando trabalhava como assessor de Lúcio.

A suspeita da PF é de que ele atue como “laranja” do deputado federal. A PF identificou fragmentos de digitais de Job no “bunker” em que foram encontrados R$ 51 milhões. Ele já trabalhou também para Geddel.

Nesta sexta-feira (17), a defesa de Job enviou ao ministro Edson Fachin um pedido para revogar sua prisão domiciliar e para retirar a tornozeleira eletrônica. Na petição, manifestou que o ex-assessor tem o “desejo de colaborar com as investigações”. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisEx-assessor do irmão de Geddel indica ao STF desejo de delatar

CUT lança programa de demissão, e funcionários ameaçam greve

Resultado de imagem para CUT lança programa de demissão, e funcionários ameaçam greve

Funcionários da CUT (Central Única dos Trabalhadores) ameaçaram entrar em greve nesta semana, depois que a entidade iniciou na terça-feira (14) um Programa de Demissão Incentivada (PDI) para enxugar em quase 60% sua folha de pagamento.

A entidade, com 178 empregados, se diz asfixiada pelo governo Michel Temer, que, com a reforma trabalhista, acabou com a obrigatoriedade do imposto sindical. O tributo, que equivale a um dia de trabalho, é um dos principais recursos das centrais.

Embora a cúpula da entidade afirme ter consultada seus trabalhadores sobre os critérios de exoneração, os funcionários chegaram a anunciar a deflagração de uma greve.

O presidente da central, Vagner Freitas, diz desconhecer o movimento. Queixando-se de perseguição política, Freitas informa ainda que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares aderiu voluntariamente ao programa, abrindo mão de um salário de R$ 15 mil. As informações são de CATIA SEABRA, Folha de São Paulo.

Leia maisCUT lança programa de demissão, e funcionários ameaçam greve

Suplente de Cristovam afirma que sexo com adolescente era “relacionamento normal”

O petista Wilmar Lacerda, que assumirá a cadeira de Cristovam Buarque (PPS-DF) no Senado no início de dezembro, afirmou que as relações sexuais que mantinha com uma adolescente de 17 anos era um “relacionamento normal”. O suplente de Cristovam foi denunciado por uma jovem que afirma ter transado com o petista, que a pagava apenas com lanches. O site Metrópoles revelou o caso na noite de ontem (quinta, 1A moradora de Planaltina teria sido aliciada por uma mulher conhecida como Rebeca, responsável por agenciar encontros de jovens bonitas da região com homens ricos do Distrito Federal. A ocorrência foi registrada há um mês, em 17 de outubro, na 31ª delegacia de Planaltina.

Em seu depoimento, a jovem afirmou que se encontrou com o político pelo menos cinco vezes e, apesar da promessa de Rebeca de que receberia altos valores, ele sempre se recusou a dar dinheiro à jovem e pagava apenas as refeições que fazia com ela. A garota também contou a polícia que Lacerda se recusou a usar preservativos.

Em nota divulgada, o político afirmou que manteve uma “relação afetiva” com a adolescente no fim do ano passado, quando estava separado da esposa. Disse ainda que “o relacionamento não ocorria às escondidas ou por meio de pagamento de qualquer espécie” e que a relação com a jovem “não foi ilegal”, pois a mãe dela teria conhecimento dos encontros. Os “lanches” a que a garota se referiu em seu depoimento eram “refeições que fazíamos em locais públicos, como restaurantes e shopping”, prossegue o petista. As informações são de Congresso Em Foco.

Leia maisSuplente de Cristovam afirma que sexo com adolescente era “relacionamento normal”

Justiça federal condena Renan à perda de mandato e de direitos políticos

O juiz Waldemar Carvalho, da 4ª Vara Federal de Brasília, condenou o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) à perda do mandato parlamentar. A sentença, obtida pelo portal UOL nesta sexta (17), foi proferida ontem (quinta, 16) pelo magistrado. Waldemar também suspendeu os direitos políticos do parlamentar por oito anos. Em casos de improbidade administrativa, como este que envolve Renan, cabe decisão na primeira instância até para quem tem diteiro a foro privilegiado.

Ex-presidente do Senado, o peemedebista ainda pode recorrer da decisão, mantendo-se no exercício do mandato até que os recursos sejam julgados. Por meio de nota (íntegra abaixo), Renan já anunciou que contestará a sentença “a quem cabe a palavra final”, ou seja, ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região e, em último caso, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Um dos principais alvos da Operação Lava Jato, o senador é alvo de diversos processos no Supremo Tribunal Federal (STF), como o que apura sua participação em esquema de corrupção para saquear o Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios (ECT). As informações são de Congresso Em Foco.

Leia maisJustiça federal condena Renan à perda de mandato e de direitos políticos

Maia admite apetite para Presidência da República, mas em 2018 tentará reeleição como deputado

Resultado de imagem para rodrigo maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta sexta-feira ter “apetite” para disputar a Presidência da República, mas afirmou quem em 2018 irá se candidatar a deputado federal.

Maia fez o comentário quando justificava sua postura, que considera isenta, na condução das duas denúncias contra o presidente Michel Temer.

“O presidente da Câmara anterior não trabalhou da forma como eu trabalhei. Alguns até crtiticaram ‘ah, o Rodrigo não mostrou apetite para ser presidente’. Eu falei ‘não, eu tenho apetite para ser candidato a presidente –na urna, não na denúncia'”, disse à Reuters em entrevista nesta sexta-feira.

“Eu tenho apetite para ser candidato a presidente no futuro, mas não para tirar o presidente.” As informações são de O Globo.

Leia maisMaia admite apetite para Presidência da República, mas em 2018 tentará reeleição como deputado

Alvaro Dias lança pré-candidatura a presidente em 2018

Alvaro Dias

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) confirmou, na manhã dessa sexta-feira (17), no Rio de Janeiro, a pré-candidatura à Presidência da República para as eleições de 2018. Ao lado dele, o também senador Romário (Podemos-RJ) anunciou a intenção de concorrer ao governo do Estado do Rio de Janeiro, segundo informou o portal UOL. O evento marcou ainda a filiação do deputado estadual Bebeto ao partido. O ex-jogador, que cumpre seu segundo mandato, se desligou do PDT.

Há mais de quatro décadas na gestão pública, Alvaro Dias atacou veementemente a classe política. “Entro nesse desafio com a confiança e a certeza de que podemos mudar esse quadro. Roubaram o Rio de Janeiro, assaltaram o Brasil. O que roubaram lá atrás é o que falta agora nos hospitais e na segurança pública. Portanto, são ladrões e assassinos e têm de ser presos”, disse.

Popularidade

Datafolha. No último levantamento divulgado pelo Datafolha, em 1º de outubro, Alvaro Dias apareceu com uma margem entre 3% e 5% das intenções de votos, em todos os cenários expostos. Em contrapartida, foi um dos candidatos com menor rejeição: 22%, atrás apenas do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa, com 21%.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: