Amigo do Rei pode indicar o ministro das Cidades

Resultado de imagem para deputado Alexandre Baldy e maia

O deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO), próximo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), entrou na lista dos cotados para assumir a pasta das Cidades. Ele avalia se filiar ao PMDB ou ao PP. Os peemedebistas dizem que ele é um bom nome para o ministério.

Perfil. Baldy tem trânsito em todos os partidos da base por seu perfil discreto e agregador. São frequentes jantares na casa dele reunirem políticos de vários partidos. O aniversário do presidente Temer foi comemorado lá.

Segunda opção. Se perder a queda de braço pelo Ministério das Cidades, peemedebistas dizem que não há hipótese de não indicarem um nome para a Secretaria de Governo, ocupada pelo ministro Antonio Imbassahy, do PSDB.

Só que… O presidente Temer avisou a interlocutores que, se fizer mudanças na Secretaria de Governo, vai colocar alguém de sua relação pessoal. As informações são da Coluna do Estadão.

Com situação difícil, Rogério Marinho poderá desistir do Senado

Resultado de imagem para rogério marinho

Com os efeitos práticos da Reforma Trabalhista que começa a aparecer aos poucos e podem prejudicar os trabalhadores, a situação eleitoral do deputado federal Rogério Marinho, do PSDB, para disputar uma vaga de senador nas eleições do próximo, está piorando.

A ameaça de que o trabalhador poderá perder até a aposentadoria, entre outros malefícios, fragilizam o tucano Rogério Marinho, que atuou como relator da mudança na legislação e tem se mostrado amigo intimo dos empresários.

Nos bastidores comentam que ate para disputar a reeleição está complicado para Rogério Marinho e para o Senado, o bicho pegou. Nesse caso, o tucano do RN, deverá adiar o sonho de senador e desistirá da disputa no próximo ano.

PMDB entra na disputa por pasta das Cidades

O PMDB entrou na disputa pelo Ministério das Cidades. O líder na Câmara, Baleia Rossi, diz que, se forem comparados os ministérios que o partido ocupa com os do Centrão, não há como Michel Temer deixar de contemplar a legenda, segundo a Coluna do Estadão.

“Se você olhar para a Esplanada, não há como não vir para o PMDB. Existe uma expectativa da bancada pela importância e capilaridade e pelo PMDB não ter nenhum ministério de ponta”, afirma ele. Com orçamento de R$ 15,4 bilhões, a pasta comanda programas com impacto nas bases eleitorais, como moradia.

No palitinho. Apesar da avaliação, o líder do PMDB pondera que a solução tem de ser pacífica. “Não dá para a base brigar”, diz ele. A pasta também é cobiçada por PP, DEM e PSD.

Execução de projetos do Governo Cidadão é apresentada em Brasília a diretores do Banco Mundial

O status de 478 obras entre pequenas, médias e grandes, que vêm sendo executadas no Rio Grande do Norte dentro do projeto Governo Cidadão, foi apresentado a representantes do Banco Mundial pelo governador Robinson Faria, na noite desta quinta-feira (16), durante audiência em Brasília. Participaram da reunião o secretário de Estado de Gestão de Projetos, Vagner Araújo, a gestora da Governo Cidadão, Ana Guedes, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, e o diretor do Banco, Martin Reiser, e o coordenador de Operações Paul Procee.

O objetivo do encontro com representantes da cúpula do Banco foi atualizar os diretores sobre o estágio avançado de execuções de projetos, como o saneamento de São Miguel do Gostoso, que ultrapassou os 50%, tendo sido iniciado em junho.

Outras ações em execução são as estradas do Melão, em Baraúnas, da Castanha, em Serra do Mel, a reestruturação da pista entre Jucurutu e Caicó, e a estrada da Produção, de Cerro Corá para Lagoa Nova. Juntas, perfazem R$ 200 milhões.

Leia maisExecução de projetos do Governo Cidadão é apresentada em Brasília a diretores do Banco Mundial

Trabalhador intermitente pode perder aposentadoria

Ronaldo Fleury

Trabalhadores contratados sob o novo regime intermitente criado pela reforma trabalhista que tiverem remuneração inferior ao salário mínimo poderão ficar sem direito à aposentadoria e a benefícios da Previdência. O problema é reconhecido pelo governo e, para tentar contornar a situação, a medida provisória (MP) 808, editada na última terça-feira, criou a possibilidade de recolhimento previdenciário adicional, a ser pago pelo próprio trabalhador. Sindicatos prometem pressão para que o Congresso mude a regra.

O contrato intermitente não prevê carga horária mínima e o empregado atua apenas quando é convocado. Segundo especialistas, a modalidade deve ser usada em categorias com demanda irregular por mão de obra na semana, como garçons. Pela lei, esses empregados devem receber pela hora ou dia pelo menos o valor proporcional ao salário mínimo: R$ 4,26 pela hora ou R$ 31,23 pelo dia de trabalho.

Por essas características, é possível que um empregado com carteira assinada na modalidade intermitente termine o mês com renda inferior a um salário mínimo. Como o valor do contracheque é a base de cálculo para os encargos sociais, o empregador recolherá, nesses casos, menos que a atual contribuição mínima ao INSS e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Leia maisTrabalhador intermitente pode perder aposentadoria

Bolsonaro terá de pagar R$ 100 mil a Maria do Rosário, decide STJ

Jair Bolsonaro

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça manteve a condenação do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) a indenizar a deputada Maria do Rosário (PT-RS) em R$ 100 mil por dizer que não a “estupraria” porque ela “não merece”, “é muito ruim”, “é muito feia”. O colegiado negou embargos do parlamentar, que deu as declarações durante entrevista.

Bolsonaro afirmou publicamente, na Câmara do Deputados, em vídeo postado em sua página pessoal no YouTube e em entrevista ao jornal Zero Hora, que não estupraria Maria do Rosário pois ela não mereceria, “porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece”

Em primeiro grau, a sentença condenou Bolsonaro a indenizar a deputada em R$ 10 mil e a postar a decisão em sua página oficial no YouTube, sob pena de multa diária. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou a publicação da retratação de Bolsonaro em jornal de grande circulação, em sua página oficial no Facebook e em sua página no YouTube. As informações são da Agência Estado.

Leia maisBolsonaro terá de pagar R$ 100 mil a Maria do Rosário, decide STJ

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: