Gilmar evita comentar nova prisão de Barata e Lélis Teixeira

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), evitou comentar, nesta terça-feira, a Operação “Cadeia Velha”, deflagrada pela Polícia Federal no Rio de Janeiro. Entre os alvos estão os empresários do setor de tranportes Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira, que foram beneficiados por dois habeas corpus, concedidos por Gilmar em dois dias seguidos, em agosto.

Em setembro, a Segunda Turma do Supremo manteve a decisão de Gilmar, deixando Lélis e Barata fora da prisão.

— São decisões da turma, vamos aguardar, eu não conheço a fundamentação, vamos aguardar as informações — declarou Gilmar.

Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira foram presos em julho no âmbito da Operação Ponto Final, que investiga o pagamento de propina por parte de empresários de ônibus a políticos. Em agosto, após o habeas corpus de Gilmar, passaram a cumprir recolhimento domiciliar.

Financiamento de quase R$ 3 milhões para Val Marchiori no Banco do Brasil foi irregular, diz TCU

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que o Banco do Brasil concedeu irregularmente um financiamento à socialite e apresentadora de TV Val Marchiori. O relatório diz que os gestores da instituição descumpriram normas internas ao liberar R$ 2,79 milhões para uma empresa da qual ela é sócia. O caso foi revelado em 2014.

O documento, obtido pela “Folha de S.Paulo”, propõe que os ministros do TCU apliquem multas de até R$ 58,2 mil a 13 gestores do banco por, supostamente, darem pareceres favoráveis à concessão do crédito, “sem fazer as análises técnicas necessárias”. O Ministério Público de Contas sugere as mesmas sanções.

O julgamento foi iniciado em setembro, mas foi suspenso por um pedido de vista. Os recursos foram liberados em 2013, durante a gestão de Aldemir Bendine – preso pela Lava Jato –, que era amigo de Marchiori.

Cavalo passa a noite preso em delegacia do sertão de Sergipe

Cavalo passa a noite em delegacia após dar coice em veículo

Um policial militar de Sergipe autorizou, no domingo, 12, a prisão de um cavalo. O animal ficou detido por 18 horas na delegacia de Nossa Senhora Aparecida, no sertão do Estado, após dar um coice em um veículo durante uma cavalgada que acontecia na cidade.

O capitão Vagno Passos, que prendeu o cavalo, disse que ele “foi utilizado como meio para cometer o crime de dano”. “E foi conduzido à delegacia para que fosse realizar o procedimento.” O oficial não explicou exatamente qual seria o procedimento e garantiu que o cavalo não foi maltratado.

Nesta terça-feira, 14, a Secretaria de Segurança Pública do Estado determinou o afastamento do capitão Passos. As informações são da Agência Estado.

Leia maisCavalo passa a noite preso em delegacia do sertão de Sergipe

Meirelles diz que só em março decidirá sobre candidatura

Resultado de imagem para meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, repetiu nesta terça-feira (14) que está focado no trabalho à frente do ministério e que só tomará a decisão sobre uma eventual candidatura nas próximas eleições no fim de março. “Tenho dito que sou candidato a colocar o Brasil para crescer como ministro da Fazenda. E eu tenho o princípio profissional de me concentrar na minha missão, no que eu estou fazendo. O futuro nós vamos considerar na hora adequada, não gasto tempo pensando no que eu vou fazer no ano que vem”, afirmou Meirelles, em entrevista à rádio Jovem Pan.

O ministro voltou a dizer que o Brasil saiu da maior recessão da sua história e lembrou que o país já está crescendo. Questionado se o prazo para a desincompatibilização do cargo de ministro – que se encerra no fim de março – não seria cedo para se ter resultados concretos sobre um crescimento mais firme da economia, Meirelles respondeu que não está considerando a essa altura “coisas que poderão acontecer ou não em abril”. “Quando abril chegar, vamos olhar essa situação geral e aí vamos tomar a decisão no momento adequado”, completou.

Leia maisMeirelles diz que só em março decidirá sobre candidatura

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: