fbpx

Uso em excesso de tablets e smartphones aumenta risco de depressão e suicídio

Adolescentes que passam muitas horas diárias usando computadores, tablets e smartphones têm maior probabilidade de apresentar quadros de depressão e comportamentos suicidas, revela estudo realizado por pesquisadores das universidades estaduais de San Diego e da Flórida. A descoberta serve de alerta para que pais monitorem o chamado tempo de tela dos filhos.

— O aumento nos problemas de saúde mental entre adolescentes é alarmante — alertou Jean Twenge, professora na Universidade Estadual de San Diego, líder da pesquisa publicada nesta terça-feira no periódico “Clinical Psychological Science”.

Em parceria com Thomas Joiner e Megan Rogers, da Universidade Estadual da Flórida, Twenge e a graduanda Gabrielle Martin analisaram dados de questionários respondidos anonimamente por mais de 500 mil adolescentes e cruzaram os números com estatísticas sobre suicídios do Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. As informações são de O Globo.

Leia maisUso em excesso de tablets e smartphones aumenta risco de depressão e suicídio

Procuradoria pede bloqueio de R$ 154 milhões de Jorge Picciani e do filho

sergio picciani

O Ministério Público Federal, na 2ª Região, pediu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) o bloqueio de R$ 154,46 milhões do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB) e de um dos filhos dele, Felipe Picciani. Os dois são alvos da operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato. Jorge Picciani foi levado a depor e Felipe foi preso pela Polícia Federal, segundo a Agência Estado.

“Mostra-se necessária e urgente a decretação de ordem judicial para determinar o bloqueio dos ativos em nomes dos representados, incluindo pessoas jurídicas vinculadas diretamente envolvidas nos atos de corrupção e as que se relacionam com a lavagem de ativos, conforme já explicitado na medida cautelar de afastamento do sigilo bancário e fiscal e reconhecido ante o deferimento do pedido”, requereu a Procuradoria da República ao desembargador Abel Gomes. O Ministério Público Federal quer que o bloqueio atinja ainda as empresas da família Picciani.

Leia maisProcuradoria pede bloqueio de R$ 154 milhões de Jorge Picciani e do filho

Saúde do RN pode entrar em colapso, mas em Assu George Soares que reduzir salários dos médicos

Enquanto o secretário estadual de Saúde Pública, George Antunes afirma que a saúde pública do Rio Grande do Norte entrará em colapso caso não haja a contratação de 553 profissionais temporários em 2018, o deputado estadual George Soares e o prefeito do Assú Gustavo Soares, se mobilizam junto com o coordenador financeiro do Sindicato dos Servidores Municipais – SINDESP, Eurian Nóbrega, para reduzir os salários dos médicos do município.

Segundo Antunes, o processo seletivo para isso está em risco porque o orçamento previsto para a sua realização no ano que vem foi reduzido de R$ 13 milhões para R$ 3 milhões há cerca de 20 dias pela Secretaria de Planejamento (Seplan). A mudança inviabiliza a admissão destes.

“Eu não estou sendo alarmista, eu estou sendo sincero: se esse processo seletivo não acontecer, a saúde do Estado vai entrar em colapso”, declarou George Antunes. “Vai haver desassistências, serviços fechando por falta de profissionais. Não temos mais enfermeiros para trabalhar, não temos mais técnicos.

Os poucos que se disponibilizam para dar horas extras e plantões já estão esgotados fisicamente dada a carga de trabalho”, completou. Com informações da Tribuna do Norte.

Em Natal, bandidos armados fazem arrastão em bar

 

Um bar na Avenida Abel Cabral, em Nova Parnamirim, na Grande Natal, foi alvo de um arrastão na noite desta segunda-feira (13). Pelo menos três bandidos, todos armados, chegam ao estabelecimento andando e assaltaram os clientes. Câmeras de segurança registraram o crime (veja o vídeo acima).

‘Nos órgãos de controle não temos cumprido funções’, diz Gilmar sobre supersalários

Gilmar Mendes

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes criticou, nesta segunda-feira, 13, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Segundo afirmou, em entrevista à Radio BandNews, os órgãos de controle do Judiciário não têm cumprido suas funções de controle dos chamados supersalários.

“Nós mesmos nos órgãos de controle não temos cumprido nossas funções. O CNJ não tem exercido controle para se evitar que se pague esses megasalários. Também o CNMP, que tem inclusive encontrado mais fundamentos para equiparações”, afirmou, em entrevista ao programa do jornalista Reinaldo Azevedo na Rádio BandNews.

Gilmar havia sido questionado se era “razoável” a liminar concedida por Marco Aurélio Mello, também ministro do STF, que garantiu pagamento retroativo dos últimos seis anos a 218 juízes do Rio Grande do Norte. O desembolso do tribunal foi de R$ 39,5 milhões.“Nós realmente corremos o risco de no futuro não muito distante ver a população se rebelar contra esses órgãos”, apontou o ministro.

Leia mais‘Nos órgãos de controle não temos cumprido funções’, diz Gilmar sobre supersalários

Justiça manda prender Pucinelli, ex-governador de MS

A Polícia Federal, a Controladoria-Geral da União e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 14, a Operação Papiros de Lama, quinta fase da Lama Asfáltica. Há um mandado de prisão contra o ex-governador do Mato Grosso do Sul André Puccinelli  (PMDB).

A investigação tem como objetivo desbaratar um esquema que desviou recursos públicos por meio do direcionamento de licitações públicas, superfaturamento de obras públicas, aquisição fictícia ou ilícita de produtos, financiamento de atividades privadas sem relação com a atividade-fim de empresas estatais, concessão de créditos tributários com vistas ao recebimento de propina e corrupção de agentes públicos.

Os prejuízos causados pelo esquema aos cofres públicos, segundo a PF, levando-se em consideração as fraudes e as propinas pagas a integrantes da organização criminosa passam dos R$ 235 milhões. Os recursos desviados passaram por processos elaborados de ocultação da origem, resultando na configuração do delito de lavagem de dinheiro. As informações são de O Estado de São Paulo.

PF prende filho de presidente da Assembléia do Rio em Minas

Resultado de imagem

O empresário Felipe Picciani, filho do presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), foi preso nesta terça-feira (14) em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, segundo o portal “G1”. O pai foi levado para depor. Ambos são alvos da operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato

A ação mira ainda os deputados estaduais Paulo Melo (PMDB) e Edson Albertassi (PMDB) e outras dez pessoas por corrupção e outros crimes envolvendo a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), segundo a Agência Estado.

Os pedidos são da segunda instância da Procuradoria da República. Há ordem para buscas no gabinete de Jorge Picciani. Também estão na mira da operação o empresário Jacob Barata Filho, o “Rei do Ônibus”, e o ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor) Lélis Teixeira.

Leia maisPF prende filho de presidente da Assembléia do Rio em Minas

PF apura desvio de R$ 380 milhões na Caixa

A Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal cumpre na manhã desta terça-feira, 14, 10 mandados de busca e apreensão no âmbito da operação batizada de Back Bone. Cerca de 50 policiais estão envolvidos na ação que tem como alvo supostos desvios em contratos da área de Tecnologia da Informação(TI) da Caixa Econômica Federal.

O nome da operação faz referência um termo comumente utilizada no setor de informática que significa sistema central ou espinha central. O Estado apurou que os desvios alvos da investigação alcançam a casa dos R$ 380 milhões.

De acordo com a investigação, o grupo criminoso seria por empregados da Caixa, empresários da área de TI e uma empresa de consultoria pertencente a um ex empregado da CEF. As informações são de O Estado de São Paulo.

Leia maisPF apura desvio de R$ 380 milhões na Caixa

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: