Robinson Faria cumpre nesta quarta agenda de trabalho em Mossoró

Resultado de imagem para governador robinson em mossoro

Nesta quarta-feira (04), o governador Robinson Faria estará em Mossoró para cumprir uma série de compromissos.

Na agenda pela manhã, às 8h30 acontece a inauguração da sede do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) e em seguida a apresentação do Programa para Revitalização da Atividade de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (REATE), no Garbos Recepções.

Às 14h30  o governador segue para Serra do Mel para entregar equipamentos e veículos para a associação de apicultura APISMEL.

A inauguração da sede do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), às 16h30, encerra os trabalhos, em Mossoró.

Robinson ganha folego político com empréstimo de R$ 698 milhões

Resultado de imagem para robinson na alrn

Com o empréstimo de R$ 698 milhões aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte a pedido do Governo do Estado à Caixa Econômica Federal, o governador Robinson Faria, ganha novo fôlego financeiro e mais tempo na disputa pela reeleição nas eleições do próximo ano, para colocar a casa em ordem, sanando os graves problemas de segurança e saúde pública do RN.

Apesar do dinheirão aprovado pelos deputados, Robinson terá pouco tempo cumprir todas as promessas feitas em praça pública na campanha eleitoral de 2014 e ganhar novamente a confiança do eleitorado para continuar a governar. Com a aprovação do empréstimo, os deputados mostram que confiam na capacidade do governador reverter essa precária situação que ameaça seu projeto de reeleição.

Senado recua e decide esperar STF sobre caso Aécio

aécio

O Senado Federal recuou e decidiu adiar votação para 17 de outubro de análise de medidas cautelares impostas pela Primeira Turna do Supremo Tribunal Federal (STF) ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Senadores aguardarão decisão de julgamento no STF  – marcado para dia 11 – que vai analisar se há necessidade de autorização do Senado e Câmara para medidas cautelares contra parlamentares.

Assim, as medidas determinadas por três ministros continuam a valer e Aécio não pode exercer função de senador e deve ficar em casa à noite.

As bancadas do PSDB, do PRB e PTC votaram contra o adiamento. Os outros partidos, incluindo PT e PMDB, votaram pelo adiamento da votação.

Instabilidade transforma conquistas em moeda de troca, diz Marina Silva

SAO PAULO SP BRASIL 03.10.2017 - Seminario Segundo Forum Economia LimpaRealizado no Tucarena,rua Monte Alegre, 1024 PerdizesABERTURA Marina Silva Rede, ex ministra do Meio Ambiente e exsenadoraFoto Reinaldo Canato / Folhapress

A instabilidade política fomenta o avanço de pautas conservadoras no Congresso, disse a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva nesta terça-feira (3), após participar do 2º Fórum de Economia Limpa, realizado pela Folha.

Segundo Marina, governos fracos transformam as agendas estratégicas de direitos humanos, direito ambiental e defesa dos povos indígenas em moeda de troca. “A agenda ambiental vem sendo sacrificada há muito tempo. Não é à toa que tivemos mudanças no Código Florestal e que, pela segunda vez, temos regularização de áreas que foram ilegalmente ocupadas”, disse.

A porta-voz nacional da Rede Sustentabilidade disse que o trabalho da Operação Lava Jato serviu de suporte para duas denúncias “muito bem fundamentadas” contra o presidente Michel Temer (PMDB) e que não seria republicano por parte dos congressistas tomar uma decisão política que o absolva.

O prosseguimento da primeira denúncia foi rejeitado em agosto pelos deputados. A segunda está tramitando na Casa, ao mesmo tempo que Temer se articula para também barrá-la. As informações são de BRUNO MIRRA, Folha de São Paulo.

Leia maisInstabilidade transforma conquistas em moeda de troca, diz Marina Silva

Governador prestigia celebração pelos Protomártires que serão canonizados no Vaticano

O governador Robinson Faria participou nesta terça-feira (03), ao lado da secretária Julianne Faria, das homenagens aos mártires de Cunhaú e Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante. No Monumento dos Mártires, o Governador assistiu à missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, e concelebrada por padres da Arquidiocese de Natal. No próximo dia 15, em celebração presidida pelo Papa Francisco, os mártires irão se tornar 30 novos santos brasileiros.

“Essa celebração é uma demonstração de respeito à tradição em torno dos Mártires. Esta data é uma referência de fé para o Rio Grande do Norte, principalmente neste momento em que teremos os nossos santos, os Santos Mártires, os Protomártires do Brasil”, disse Robinson.

Dom Jaime falou da importância dos Mártires para a Igreja Católica e para o povo potiguar, reforçando que no próximo dia 15 de outubro todos devem estar juntos, unidos na canonização dos mártires.  “Celebrar os nossos protomártires significa reverenciar o legado e a dedicação de todos que lutaram por essa causa”, disse o Arcebispo.

Leia maisGovernador prestigia celebração pelos Protomártires que serão canonizados no Vaticano

Senado aprova fim das coligações e cria cláusula de barreira

BRASILIA, DF, BRASIL, 29-08-2017, 20h00: A deputada Shéridan (PSDB-RR), relatora de uma parte da Reforma Política, no plenário da câmara dos deputados. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER)

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (3) a votação de um projeto que acaba com as coligações para a eleição do Legislativo e cria regras para barrar legendas com baixo desempenho nas urnas.

O texto foi aceito por unanimidade dos senadores presentes, com 58 votos, e segue agora para promulgação.

Depois de vários meses de impasse sobre o tema, o projeto foi aprovado em dois turnos de forma expressa, em menos de 30 minutos.

Pelo texto, a cláusula de barreira passa a ser aplicada já a partir das eleições do ano que vem. Já o fim das coligações é previsto apenas para 2020.

A autoria inicial da PEC (proposta de emenda à Constituição) é dos senadores tucanos Ricardo Ferraço (ES) e Aécio Neves (MG). Na Câmara, a relatora foi a deputada Shéridan (PSDB-RR). As informações são da TALITA FERNANDES, Folha de São Paulo.

Leia maisSenado aprova fim das coligações e cria cláusula de barreira

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: