fbpx

Canais na internet ganharam dinheiro com fake news sobre Covid, informa Google à CPI

Canal do jornalista Alexandre Garcia

Natália Portinari

Dados sigilosos enviados pelo Google à CPI da Covid mostram que canais no YouTube, entre eles de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, ganharam dinheiro disseminando notícias falsas sobre a pandemia antes que seus vídeos fossem apagados da rede social. A pedido da comissão, a empresa de tecnologia forneceu uma lista de 385 vídeos removidos pelo Youtube ou deletados pelos próprios usuários após serem identificados como disseminadores de desinformação sobre formas de tratamento para a Covid-19 ou a pandemia. A listagem foi acompanhada de quanto cada publicação rendeu aos donos dos canais até saírem do ar.

O jornalista Alexandre Garcia encabeça a relação, com 126 vídeos tirados do ar por ele próprio ou pela plataforma que haviam rendido quase R$ 70 mil em remuneração pela audiência e publicidade. Gustavo Gayer (R$ 40 mil), Notícias Política BR (R$ 20,7 mil), Brasil Notícias (R$ 17,7 mil), completam as primeiras colocações. Ao todo, os usuários ganharam US$ 45 mil, o equivalente a R$ 230 mil.

Desde o início da pandemia, responsáveis por canais que tiveram conteúdo removido pela plataforma refutam ter publicado desinformação de forma deliberada. Em alguns casos, afirmam ser vítima de censura pelas empresas de tecnologia.

O Google forneceu dados sobre 385 vídeos de 34 canais identificados como disseminadores de notícias falsas no Brasil. Destes, 90 publicações não geraram renda aos administradores. A empresa frisou, em sua resposta à CPI, que os vídeos em questão se encontram fora do ar, alguns deles por desrespeitarem os termos de uso da plataforma.

Grande parte é de vídeos com propagandas de drogas comprovadamente ineficazes contra o coronavírus, como a ivermectina e a cloroquina, denunciando um suposto complô contra o uso desses medicamentos da parte de opositores de Jair Bolsonaro.

-

Procurado, o Google disse que não pode comentar o que foi enviado à CPI “pois se tratam de dados sujeitos a sigilo, nos termos da lei aplicável”. “O Google apoia consistentemente o trabalho das autoridades, produzindo dados em resposta a pedidos específicos, desde que sejam feitos respeitando os preceitos constitucionais e legais previstos na legislação brasileira.”

Leia maisCanais na internet ganharam dinheiro com fake news sobre Covid, informa Google à CPI

Vale sustentável preservando a biodiversidade local


O Projeto Vale Sustentável continua atuando de forma incisiva no processo de recuperação ambiental da microrregião do Vale do Açu. Nesse primeiro semestre de 2021, foram reflorestados 30 hectares de áreas degradadas no Assentamento Professor Maurício de Oliveira, situado no município de Assú-RN.

Além da recuperação dessas áreas o projeto vem atuando na preservação dos ecossistemas existentes nesse espaço, através do cercamento das áreas de reserva legal e preservação permanente.

Desse modo, foram construídos um total de 2 mil metros de cerca com cinco fios de arame para evitar que os animais de grande e médio porte adentrem a área e possam prejudicar o desenvolvimento das mudas.

A ação foi realizada pelos próprios moradores do assentamento com parceria da ANEA, através do patrocínio da Petrobras, gerando renda e atendendo os anseios da população que era proteger a floresta e a biodiversidade existente nessa área.

Para o técnico responsável, Luciano Bezerra, “até o momento já recuperamos 30 hectares que estavam degradados, hoje podemos contar que foram plantados já 15 mil mudas, sendo 39 espécies de plantas nativas e algumas já correndo risco de extinção. É um avanço bastante promissor e futurista para todos do assentamento, tendo em vista que a área tem também um grande potencial para crescimento em diversas escalas”, pontuou com bastante entusiasmo.

O projeto é uma realização da ANEA, com o patrocínio da Petrobras por meio do programa Petrobras socioambiental.

Comissão do Voto Impresso faz novos debates na próxima semana

A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19,que torna obrigatório o voto impresso, realiza três audiências públicas na próxima semana.

A proposta exige a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil. Pelo texto, essas cédulas poderão ser conferidas pelo eleitor e deverão ser depositadas em urnas indevassáveis de forma automática e sem contato manual, para fins de auditoria.

A proposta teve a admissibilidade aprovada em dezembro de 2019 pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Segunda
Na segunda-feira (14), os deputados ouvirão:
– o procurador do Maranhão e conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Daniel Blume;
– o advogado do PDT Marcos Ribeiro de Ribeiro;
– o especialista em segurança digital Márcio Teixeira; e
– o professor da Universidade Federal de Minas Gerais Jeroen Antonius Maria Van de Graaf.

Essa reunião será realizada no plenário 1, a partir das 15 horas, a pedido da autora da PEC, deputada Bia Kicis (DF); e dos deputados Edilázio Júnior (PSD-MA), Pompeo de Mattos (PDT-RS) e Filipe Barros (PSL-PR), que é o relator da proposta.

Terça
Na terça (15), o debate será retomado no mesmo plenário, a partir das 14 horas. Desta vez com os seguintes convidados:
– o governador do Maranhão, Flávio Dino;
– o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior;
– o empresário na área de Tecnologia da Informação Djalma Inácio da Silva; e
– o professor da Universidade Federal do ABC e professor colaborador de Segurança de Dados da Universidade de São Paulo, Mário Alexandre Gazziro.

Esse debate foi sugerido pelos deputados Bia Kicis, Arlindo Chinaglia (PT-SP), Carlos Veras (PT-PE), Odair Cunha (PT-MG) e Carla Zambelli (PSL-SP).

Quinta
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Nelson Jobim, é um o convidado da terceira audiência da semana, que está marcada para quinta-feira (17), às 14 horas, no plenário 2.

Jobim será ouvido a pedido dos deputados Arlindo Chinaglia, Odair Cunha e Carlos Veras.

A comissão especial é presidida pelo deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), e composta por 34 titulares e 34 de suplentes.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

‘Motociata’ de Bolsonaro reúne milhares em São Paulo

Em ritmo de campanha, Bolsonaro intensifica agenda de viagens com comícios  - Jornal O Globo

Milhares de motociclistas participam na manhã deste sábado da chamada “motociata” com o presidente Jair Bolsonaro.

Intitulada “Acelera para Cristo”, a manifestação bolsonarista teve início na região de Santana, na zona norte de São Paulo, e irá terminar no obelisco do Ibirapuera.

Segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública, cerca de 6,3 mil policiais foram mobilizados para trabalhar no acompanhamento do ato.

Ao chegar na concentração do ato, na praça Campo de Bagattele, o presidente, sem máscara, gerou nova aglomeração e posou para selfies com apoiadores.

Na última quinta-feira,  Bolsonaro afirmou que Marcelo Queiroga vai assinar um parecer desobrigando quem já foi infectado por Covid, ou vacinado, de usar máscara.

‘Sobram estudos mostrando que kit-covid não funciona’, diz Natalia Pasternak à CPI

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19.  Os parlamentares requerentes da audiênica, citam a trajetória pública e acadêmica nacional e internacional dos profissionais nas justificativas, afirmando que os cientistas têm condições de esclarecer o país sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de covid-19.  Em pronunciamento, à mesa, microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak.  Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A cientista Natalia Pasternak, microbiologista da Universidade de São Paulo (USP), mostrou nesta sexta-feira (11) em projeções no telão uma série de estudos científicos reconhecidos, de diversas partes do mundo, mostrando que a cloroquina e outros medicamentos do chamado “tratamento precoce” não funcionam contra a covid-19.

— A cloroquina, infelizmente, nunca teve plausibilidade biológica para funcionar. O caminho pelo qual ela bloqueia a entrada do vírus na célula só funciona in vitro, em tubo de ensaio, porque nas células do trato respiratório, o caminho é outro. Então ela já nunca poderia ter funcionado. Ela nunca funcionou para viroses. A cloroquina já foi testada e falhou pra várias doenças provocadas por vírus, como zika, dengue, chikungunya, o próprio Sars, Aids, ebola… Nunca funcionou — asseverou a cientista.

Pasternak acrescentou no telão outros estudos, detalhando como se deram as pesquisas sobre a cloroquina, devido à pressão política de alguns países em torno dela. Estas pesquisas demonstraram a impossibilidade de o medicamento ter eficácia contra a covid-19.

— A cloroquina já foi testada em tudo! Foi testada em animais, em humanos. Foi testada de todas as formas e não funcionou. Inclusive de ‘tratamento precoce’, que são os estudos de PEP e PrEP. PEP é a exposição profilática pós-exposição, ou seja, a pessoa foi exposta ao vírus e já começa o tratamento — não dá pra ser mais precoce do que isso. Não funcionou! Aí a gente teve os PrEP, que é profilático. ‘Vamos dar para profissionais de saúde’, porque eles são muito expostos: também não funcionou! Estamos há pelo menos 6 meses atrasados em relação ao resto do mundo, que já descartou a cloroquina — lamentou.

Efeitos colaterais

A pesquisadora ainda abordou que o chamado “kit-covid”, além de não funcionar contra a covid-19, pode ter consequências mais graves para quem o consome.

Leia mais‘Sobram estudos mostrando que kit-covid não funciona’, diz Natalia Pasternak à CPI

Lançada na pandemia, plataforma já gerou oportunidades de trabalho para 15 mil potiguares

Com a expectativa de registrar em 2021 a 14ª maior taxa de desemprego do mundo,  o Brasil segue apresentando um cenário desafiador para quem busca oportunidades de trabalho e renda. Em meio a esse quadro, uma plataforma com DNA potiguar tem sido a saída encontrada para mais de 15 mil trabalhadores potiguares que conseguem alcançar uma renda até três vezes maior do que o mercado convencional. Além de gerar oportunidades de emprego, a Iwof consegue reduzir em até 50% as despesas das empresas com folha de pessoal.

Desenvolvido inicialmente nos Estados Unidos, no ano de 2019, o projeto foi lançado no início da pandemia no Rio Grande do Norte, justamente buscando auxiliar o cenário desafiador de desemprego. “A pandemia só aumentou o desemprego que já era muito preocupante no nosso país. Nossa plataforma traz a solução para o empregador e empregado. As empresas oferecem as vagas e os trabalhadores escolhem aqueles serviços que se encaixam no seu perfil profissional”, explica Kedson Silva, CEO da plataforma.

Baseado na tecnologia 4.0, a Iwof é a única ferramenta do mundo que oferece oportunidades para mão de obra especializada. A startup oferta soluções para o trabalhador desempregado ou mal remunerado, e para empresas que enfrentam desafios para honrar os compromissos com altas despesas com a folha pessoal. Usuários da Iwof costumam ter uma remuneração até três vezes maior do que no método tradicional de trabalho, enquanto as empresas conseguem reduzir suas folhas em até 50%.

“O processo todo é muito simples. O trabalhador faz o cadastro na plataforma e aguarda a oferta de vagas para as oportunidades que são compatíveis com as suas habilidades profissionais. Caso ele seja selecionado, realiza o treinamento na própria plataforma e segue para realizar o serviço no dia e horário combinado pelo empregador. As empresas economizam tempo e dinheiro com processos de recrutamentos. Outra grande vantagem para o empresário é ofertar vagas para demandas específicas. Por exemplo, se uma empresa sabe que o seu movimento é mais forte no fim de semana, ela pode recrutar interessados para aquele período específico”, destaca Kedson Silva.

Iwof recebe aportes e inicia expansão pelo Nordeste

O sucesso meteórico da plataforma atraiu a atenção de fundos de investimentos e o próximo passo é a expansão nacional. “A chegada dos fundos de investimento comprovam o potencial de crescimento da Iwof. Agora, seguiremos os nossos planos de expansão, trabalhando inicialmente pelo Nordeste e depois seguindo para outras regiões do país”, comemora o CEO da plataforma.

Fonte: Portal Grande Ponto

Ezequiel apresenta requerimentos com série de ações para região salineira

A população do município de Areia Branca, na região Salineira do estado, poderá ser beneficiada a partir de uma série de requerimentos apresentados pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Os documentos foram endereçados a governadora Fátima Bezerra (PT).

Um dos ofícios solicita o aumento do efetivo policial e melhores condições de trabalho para a Polícia Militar do município. “Esta é uma das principais reivindicações, haja vista que o número de agentes está reduzido, além de não possuírem condições adequadas de trabalho, devido à falta de equipamentos. Esses pleitos são as expectativas e anseios da população em relação à segurança pública”, disse o parlamentar.

Outra reivindicação foi para o envio de uma ambulância com UTI para atender a demanda da população de Areia Branca. Segundo Ezequiel, “os moradores precisam com urgência de uma ambulância para transportar os enfermos e atender os chamados que demandem este tipo de atendimento especializado. Boas condições de saúde é um fator fundamental para o melhor desenvolvimento social de um município e sem um veículo apropriado para transportar seus enfermos ou acidentados para um hospital ou outro centro com melhores condições hospitalares, a saúde fica comprometida”.

Já na área da educação, o parlamentar requer a a reforma das escolas estaduais localizadas no município e, também, a recuperação da quadra de esportes da Escola Estadual Desembargador Soares. “As Escolas Estaduais no município de Areia Branca, região Salineira do Estado, estão em insatisfatórios estados de conservação, com rachaduras nas paredes, goteiras no telhado e com a parte hidráulica e elétrica deterioradas. Portanto, apelo ao Governo do Estado, por meio de sua Secretaria de Educação, que seja realizada a reforma nas escolas do município, com a finalidade de incentivar o maior interesse e melhor rendimento dos alunos da rede estadual”, disse.

Por último, o presidente da Assembleia ainda solicitou a perfuração e instalação de poços tubulares na mesma cidade. “O mais importante é termos água para resolver o problema da falta de abastecimento que assola as comunidades rurais. A perfuração de poços tubulares no município de Areia Branca se faz necessária, uma vez que o objetivo é prevenir os problemas que poderão surgir, caso o colapso no abastecimento dágua da cidade esteja sob ameaça”, completou.

Além da governadora Fátima Bezerra, os requerimentos também foram encaminhados para os secretários das áreas envolvidas de acordo com cada solicitação.

Doação de sangue é tema da nova campanha da Assembleia

A cada 15 minutos uma pessoa precisa de sangue no Brasil. No Rio Grande do Norte, os números são semelhantes e a necessidade ainda maior em razão da pandemia da Covid-19 que provocou no último ano o distanciamento social entre pessoas. Por isso, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte lança nesta sexta-feira (11) a campanha de conscientização e incentivo à doação de sangue.

“Os estoques de doação de sangue caíram 70% provocando um colapso na rede de saúde. Isso é a realidade da rede pública e privada também. Falta sangue para pacientes de todas as idades em procedimentos cirúrgicos e tratamentos de patologias de saúde que precisam de transfusão de sangue em todo o Estado”, argumenta o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Em números absolutos, o Hemonorte Dalton Cunha possuía, em média, estoque com 700 bolsas de sangue. Porém, com a queda significativa no número de doações em todo o Brasil e no Rio Grande do Norte, o Estado conta com aproximadamente 300 bolsas armazenadas. O quantitativo é insuficiente para a demanda e pode inviabilizar procedimentos cirúrgicos e tratamentos de patologias de milhares de pacientes que precisam da transfusão de sangue. Por isso, o Legislativo Estadual montou estratégia para a conscientização da população.

Dados do Hemocentro do Rio Grande do Norte (Hemonorte) relatam que uma bolsa de sangue através de doação pode salvar até quatro vidas. Em tempos normais, o estoque considerado satisfatório para os centros de doação de sangue é de 600 a 800 bolsas. Hoje, o Estado conta com menos de 300 bolsas.

Já no Centro de Doação de Sangue, Hemovida, a média deveria ser de 1.100 doadores e a média de recebimento é de 700 a 800 bolsas.

Em razão da pandemia não haverá o lançamento tradicional da campanha com audiência pública e sim, vídeos que serão publicados nas redes sociais da @assembleiarn. O primeiro vídeo, do lançamento da campanha será do presidente da Casa, Ezequiel Ferreira alertando sobre a importância do tema.

Na próxima segunda, 14 de junho, será lembrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. O material será divulgado nos canais da Casa, tanto na TV Assembleia (canal 10.3) quanto nas redes sociais, com as hashtags #DOESANGUEHOJE e #COMPARTILHEVIDA.

A necessidade de doação de sangue no Brasil é alarmante: a cada 15 minutos, uma pessoa precisa de sangue. E no período de pandemia, a realidade piorou pelos cuidados com as pessoas em ficar em casa e ainda procurar centros de doação de sangue. “Precisamos conscientizar e mobilizar as pessoas para o ato fundamental de doar sangue. O que antes era um ato comum em períodos normais, tornou-se cada vez mais raro na pandemia. O nosso alerta é para a doação de sangue hoje”, comenta o presidente Ezequiel.

Nelter Queiroz solicita ao Governo do RN redução da carga horária semanal de servidores que tenham filhos, que sejam responsáveis por pessoas e/ou que tenham dependentes portadores de comorbidades

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) encaminhou expediente ao Governo do Estado, via Gabinete Civil e Secretaria de Administração, solicitando a redução da carga horária semanal de servidores públicos estaduais – sem compensação de horário, sem prejuízo do exercício do cargo e sem prejuízo de sua remuneração – que, neste momento de pandemia, tenham filhos, que sejam responsáveis por pessoas e/ou que tenham dependentes portadores de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 80% das pessoas com Covid-19 se recuperam da doença sem precisar de tratamento hospitalar, ou seja, uma em cada seis pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 ficam gravemente doentes e desenvolvem dificuldade de respirar. Entretanto, idosos e pessoas com comorbidades têm maior risco de ficar gravemente doentes se contraírem o coronavírus. Dados da OMS também demonstraram que o diabetes, a doença renal crônica e outras pneumopatias crônicas são as comorbidades que trazem maior risco de hospitalizações e mortes em caso de Covid-19.

“Desta forma, nosso mandato busca oferecer condições mínimas para que os servidores públicos estaduais, responsáveis por pessoas com comorbidades, possam concentrar esforços e dedicar cuidados especiais aos seus, uma vez que estes servidores, muitas vezes, não dispõem de recursos financeiros necessários para a contratação de profissionais para acompanhar as pessoas sob sua responsabilidade”, destacou o parlamentar.

COMORBIDADES RECONHECIDAS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE

• Diabetes mellitus;
• Pneumopatias crônicas graves;
• Hipertensão arterial resistente (HAR);
• Hipertensão arterial;
• Doença renal crônica: estágio 3 ou mais e/ou síndrome nefróticalmunocomprometidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV, doenças reumáticas em uso de corticoides,
pessoas com câncer);
• Hemoglobinopatias graves (anemia falciforme e talassemia maior);
• Obesidade Mórbida: índice de massa corpórea (IMC)=40;
• Síndrome de Down;
• Cirrose hepática;
• Doenças cardiovasculares: insuficiência cardíaca, cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miorcadiopatias e pericardiopatias, doença da aorta, doença dos grandes vasos, fístulas arteriovenosas, hematomas da aorta e demais grandes vasos, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto (arritmias e insuficiência cardíaca), comprometimento miocárdio e próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
• Doenças neurológicas crônicas: acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico,
ataque isquêmico transitório, demência vascular, doenças neurológicas crônicas que
impactem na função respiratória, paralisia cerebral, esclerose múltipla, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, deficiência neurológica grave.

Lei de Ezequiel Ferreira que beneficia pequenos produtores rurais é sancionada pelo governo estadual

O deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do RN, teve mais uma Lei de sua autoria sancionada pelo Governo do Estado, a Lei 10.925. A legislação isenta imóveis rurais de pequeno porte da outorga do direito de uso dos recursos hídricos voltados para o consumo humano, a dessedentação animal e a produção agrícola.

“Agora, com essa nova Lei, estão dispensados da outorga do direito de uso sobre os recursos hídricos os imóveis rurais de pequeno porte cuja utilização tenha por objetivo o consumo humano, a dessedentação animal e a exploração de pequenas áreas com atividades agrícolas, pecuárias, aquícolas e de pesca. Matéria muito importante e de grande alcance social”, disse o parlamentar.

De acordo com a legislação, a dispensa diz respeito à vazão de exploração recomendada que não exceda 5.000 L/h (cinco mil litros por hora). Além disso, a exploração e a vazão dizem respeito ao consumo de água proveniente de açudes e poços.

Ainda segundo o texto da norma, a dispensa de outorga não se aplica aos casos de captação de água subterrânea em zonas de formação sedimentar que venham a ser consideradas como aquíferos estratégicos, assim definidos em regulamento do Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn).

“Para que consigam essa dispensa, os produtores devem comprovar seu registro no Cadastro Ambiental Rural – CAR. Depois disso, deverão seguir o procedimento necessário junto ao Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn)”, concluiu Ezequiel.

Francisco do PT defende política de apoio ao sistema de cooperativas

A importância da organização de segmentos produtivos para a economia através do sistema de cooperativas foi o destaque no pronunciamento do deputado Francisco do PT na sessão plenária híbrida desta quinta-feira (10). O deputado apresentou projeto de lei que Institui a  Política Estadual de Apoio ao Cooperativismo no RN.

“Sabemos como é importante destacar o papel das cooperativas para a economia, no desenvolvimento das comunidades e na organização de determinados segmentos, que não podendo se organizarem de maneira individual, buscam o cooperativismo como alternativa”, destacou o parlamentar.

Francisco do PT explicou que o projeto de lei apresentado pelo seu mandato é consequência de uma ampla discussão com pessoas e com organizações ligadas ao cooperativismo, em  especial  o  Conselho Estadual  de  Cooperativismo  e  a Associação das Cooperativas do Estado do RN (ACERN).

“É fundamental o apoio encontrado no cooperativismo para poder vencer as dificuldades que enfrentam determinados segmentos. Em nosso estado, as cooperativas são responsáveis pelo  fornecimento  de produtos e serviços para mais de dois milhões e meio de pessoas. As organizações cooperadas asseguram a sobrevivência de mais de 300 mil pessoas, além de terem grande participação na economia do RN”, reforçou Francisco do PT.

Gustavo e Fabielle celebram 133 mortes e 5.921 infectados pela COVID com live de São João

O jogo dos Soares sempre seguiu o curso da desorganização e esperteza por parte do chefão da sujeira, que é o pai do prefeito de Assu, Ronaldo Soares, e que ensinou aos filhos bem direitinho como pensar apenas em si mesmo e esquecer dos outros.

A Prefeitura do Assú sob o comando da dupla “pé podre e bota velha”, Gustavo Soares e a vice Fabielle, celebram com live no lançamento do São João, uma crise sem precedentes na gestão, a saúde quase colapsada, 133 mortes e 5.921 infectados pela COVID, e uma média de 54 infectados por dia.

Em um momento delicado que o comércio está com atividades restritas e a adoção de medidas mais drásticas para população, a Prefeitura do Assú acha que esse é um bom momento para celebrar São João com lives de bandas, mostrando seu total despreparo diante de tudo, já que até as lives podem mais prejudicar do que ajudar, incentivando as pessoas a se reunirem e aglomerarem para festejar o São João.

Não é errado celebrar algo que está enraizado na cidade com a tradição junina, mas é totalmente descabida, promover essa celebração enquanto a taxa de transmissão está altissima, enquanto o comércio está a beira de fechar suas portas definitivamente e gerar a maior onda de desemprego já vista, e enquanto a covid está totalmente descontrolada.

IPANGUAÇU: Vereador Jefferson denuncia “laranja” de prestador da prefeitura e pode se complicar com o MP por omissão

O vereador e presidente da Câmara, Jefferson Charles, ontem fez uma grave acusação contra Toinho das Caçambas, que supostamente a empresa pertence ao vereador, mas é registrado no nome de outra pessoa, que é uma “laranja” da empresa.

A complicação do Vereador Jefferson agora é para possivelmente, explicar ao Ministério Público não apenas a denúncia, mas para que ele revele os motivos que o levaram a omitir a informação por todo esse tempo.

A conduta de denunciar por parte do vereador só foi anunciada, depois de Toinho das Caçambas ter traído o vereador Jefferson, na eleição pra presidência da Câmara. Depois que o vereador governista fez a denúncia, até o prefeito Valderedo vai entrar no “bolo”, e pode ser investigado mais uma vez pelo MP.

Amoêdo se queixa de ‘falta de unidade’ do Novo; desistência expõe racha no partido

João Amoêdo trava criação de diretórios do Novo - Época

João Amoêdoque desistiu de ser pré-candidato do Novo à Presidênciapublicou no Twitter na noite desta quinta-feira (10) a mensagem que enviou aos membros da Convenção Nacional do partido.

O fundador da sigla explicou do seguinte modo sua desistência:

“Na minha avaliação, a ausência de um posicionamento transparente, firme e célere da instituição, neste processo, demonstrou a falta de unidade do Novo quanto ao propósito para 2022. Muito me orgulharia representar o Novo nesse momento tão importante para o nosso país, mas não há como iniciar essa dura caminhada sem a condição por mim citada quando da aceitação desse convite: (…) aceito essa tarefa confiando que trabalharemos como um time, com resiliência, alinhamento, humildade e coerência, dentro dos princípios, valores e propósitos que justificaram a fundação do Novo.”

O Antagonista apurou que pelo menos 41 membros eleitos do Novo não gostaram de Amoêdo ter imposto sua pré-candidatura “a fórceps” —a maioria desse grupo apoiou o nome do deputado federal Tiago Mitraud para a disputa em 2022.

Esse racha atingiu especialmente a bancada do partido na Câmara, cujos oito deputados (com a exceção de Vinicius Poit, que negocia sua candidatura ao governo paulista) se posicionaram contra o fundador do Novo.

Antes de Amoêdo decidir sair da disputa, a diretoria nacional do Novo chegou a ameaçar levar os deputados federais ao Conselho de Ética da sigla, sugerindo a possibilidade de expulsão.

O antagonista

Governo quer acabar com brecha que permite o chamado ‘milagre da aposentadoria’

IAgência de atendimento do INSS: governo quer impedir aumento artificial de benefícios Foto: Agência O Globo

Uma brecha aberta pela reforma da Previdência está na mira do governo. Ela permite elevar artificialmente o valor no requerimento de benefícios. Por isso, já é conhecida por advogados como o “milagre da aposentadoria”.

Em determinadas condições, o uso dessa brecha pode inflar o valor do benefício de um salário mínimo para mais de R$ 3.800.

A manobra consiste em fazer uma contribuição extra sobre o teto do INSS antes de dar entrada na aposentaria por idade. O governo planeja editar uma Medida Provisória (MP) para acabar com essa possibilidade.

O truque já virou até tema de anúncios na internet, o que atraiu a atenção da equipe econômica.

O segredo para o “milagre” está na mudança na forma de calcular o valor da aposentadoria, em vigor desde novembro de 2019.

Na regra anterior, o benefício era baseado na média das 80% maiores contribuições a partir de julho de 1994, quando houve a troca de moeda para o real.

Agora, essa conta é feita sobre todos os recolhimentos no mesmo período.

A fórmula tende a prejudicar o trabalhador e, por isso, parlamentares incluíram na regra a possibilidade de descartar todas as contribuições de menor valor, desde que fossem mantidos ao menos 15 anos de contribuição — o mínimo para dar entrada no pedido.

Ao mesmo tempo, a nova regulamentação acabou com uma trava que exigia que a média de contribuições fosse calculada com base em um número mínimo de contribuições para servir de denominador na conta.

É a combinação de todas essas mudanças que tem permitido inflar aposentadorias.

O Globo

Vereador Jeferson de Ipanguaçu “chora as pitangas” na Câmara e denuncia Vereador Toinho ligado ao prefeito Valderedo

A ladainha do vereador Jeferson de Ipanguaçu após a derrota, é de causar dó, porque ele ao invés de culpar a derrota a fraqueza do prefeito Valderedo, achou de culpar e acusar o vereador Toinho, taxando – o de traidor/traira.

Uma outra acusação feita, e que é bem grave, é que ele afirmou que a empresa de limpeza contratada pela Prefeitura de Ipanguaçú, atua de fachada, pois pertence ao vereador Toinho das Caçambas, e o nome registrado no papel como dona da empresa, é uma laranja a serviço do vereador.

O vereador Jeferson acusa Toinho, mas ao mesmo tempo se tudo for confirmado, está claro que o prefeito Valderedo foi conivente com todo esse suposto esquema denunciado, e aí o bicho vai pegar.

Pois o MP pode investigar o vereador, mas vai investigar os outros envolvidos também, e o bafafá vai ser grande, com direitos a muitos capítulos na história da cidade.

Getúlio Rêgo critica sistema de Regulação da Saúde do RN por gerar longa espera a pacientes graves

A longa espera de pacientes graves por procedimentos de saúde foi criticada pelo deputado Getúlio Rêgo (DEM) na sessão plenária híbrida desta quinta-feira (10). O parlamentar citou o sistema de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap RN) como lento.

“O que está em jogo são vidas, a perda de membros. A regulação é feita de forma lenta, passiva”, criticou o parlamentar. Ele lamentou o fechamento do Hospital Ruy Pereira, pois mesmo com “atendimento precaríssimo” recebia pacientes do interior, que ficam em seus municípios aguardando ser atendidos em Natal.

Getúlio Rêgo citou como exemplo um caso que lhe foi relatado em Tangará, com a paciente em estado grave necessitando de cirurgia. “É completamente inaceitável o que ocorre no setor de cirurgia vascular. É o caso de uma paciente com obstrução vascular, com quatro dedos necrosados e boa parte do pé atingido até o limite do tornozelo, sem direito a um acesso e avaliação da cirurgia vascular”, lamentou o deputado.

O parlamentar afirmou que o Hospital Ruy Pereira, com as mudanças, passou a ser um mero instrumento de triagem de pacientes e que o governo estadual deveria encontrar alternativas mais céleres. “O que está em jogo são vidas humanas e a perda de membros”, justificou.

Deputados destacam convocação de cem novos policiais penais

Durante a Sessão Ordinária híbrida desta quinta-feira (10), no horário destinado aos deputados, foram discutidos temas de ordem Social, Econômica, Política, da Saúde e da Segurança. Um dos destaques foi o anúncio da convocação, pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), de cem aprovados no último concurso da Polícia Penal do RN.

Iniciando os discursos, Vivaldo Costa (PSD) falou a respeito de um voto de louvor que apresentou para a família do empresário Nevaldo Rocha, fundador do Grupo Guararapes e falecido em junho do ano passado. “Ontem foi instalado em Natal, por dois netos de Nevaldo Rocha, o ‘Instituto Riachuelo’. A iniciativa dos dois jovens é inspirada na história do avô, um homem que fugiu de casa aos 12 anos, veio para Natal e se transformou num dos maiores empresários do RN”, disse.

Vivaldo continuou, relembrando sua experiência no município de São José do Seridó. “São José era uma vila pacata, sem saneamento básico, sem hospital, sem escola, sem emprego para a população. E a vida dessa cidade foi transformada graças ao planejamento do deputado Vivaldo Costa, que contou com o apoio do seu irmão, prefeito da cidade à época, e de todo seu grupo político. São José foi um município transformado pelo trabalho e hoje tem o melhor IDH do Estado, entre as cidades pequenas. A vida lá é diferente, porque todo mundo aprendeu a trabalhar”, contou.

De acordo com o parlamentar, baseado nesse mesmo trabalho, a Guararapes, em parceria com o governo estadual, o Sebrae e a Emparn, está iniciando a execução de um projeto de incentivo à empregabilidade de estudantes de escola pública, no RN.

“O programa vai ser instalado no Seridó e no Trairi. Ele terá uma importância enorme, porque vai preparar os estudantes da rede municipal de ensino para a inserção no mercado de trabalho. Eu me emocionei e vibrei quando vi a iniciativa dos dois jovens, Gabriel e Marcela, que estão seguindo o exemplo do avô e transformando a vida de outros jovens, por meio do emprego”, celebrou.

Leia maisDeputados destacam convocação de cem novos policiais penais

José Dias reforça críticas e Coronel Azevedo ressalta Dia da Artilharia

Na sessão desta quinta-feira (10), o deputado estadual José Dias (PSDB) voltou a falar no horário de líderes, sobre um tema que já havia debatido no grande expediente, quando fez críticas à governadora Fátima Bezerra (PT), pela forma como a Procuradoria Geral do Estado tratou o chefe da Nação, respondendo a um mandado de segurança do presidente Jair Bolsonaro, contra as medidas restritivas de vários governadores em seus estados, no combate aos efeitos da pandemia. O parlamentar defendeu o presidente e ressaltou que não está à vontade no partido ao qual está filiado, o PSDB, que não faz parte da base do governo federal.

“Estou muito incomodado no PSDB”, afirmou José Dias, ressaltando a atual convergência entre os antigos adversários, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Lula (PT).

Segundo e último orador no horário das lideranças, o deputado Coronel Azevedo (PSC) aproveitou a ocasião para convidar o deputado José Dias para se filiar ao PSC, partido que preside no Rio Grande do Norte. E fez alusão ao Dia da Artilharia, comemorado neste dia 10 de junho. “Como artilheiro quero fazer referência ao dia de hoje que é o dia da nossa Artilharia”.

O deputado fez a leitura de um trecho da Ordem do Dia publicada pelo Exército, que fez alusão ao patrono, o Marechal Emílio Mallet, para parabenizar os artilheiros brasileiros. O deputado também leu o trecho da Canção da Artilharia e terminou seu pronunciamento com o grito de guerra: “Hurra! Hurra! Hurra!”.

Lei reconhece Carnaúba dos Dantas como a terra da música no RN

O deputado estadual Hermano Morais (PSB) fez uso da palavra durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (10) para celebrar o ato da governadora Fátima Bezerra (PT) ao sancionar a lei estadual, que reconhece o município de Carnaúba dos Dantas como a terra da música no Rio Grande do Norte. A assinatura da Lei foi realizada durante o lançamento de uma programação especial, transmitida pela internet e que celebra os 150 anos de nascimento do Maestro carnaubense Tonheca Dantas.

“Tonheca Dantas já tem o reconhecimento popular do povo do Seridó, do Brasil e até do Mundo. Faltava o reconhecimento oficial e essa Lei tem esse objetivo”, justificou Hermano.

O parlamentar destacou parte da programação como oficina de música, lançamento de livro entre várias homenagens que serão prestadas ao artista. “Uma programação especial foi organizada, inclusive com a instalação de uma escultura que será instalada na entrada da cidade, como forma de homenagear esse artista e a cidade que ele tanto amava”, ressaltou.

Por fim, Hermano agradeceu aos colegas deputados com base no Seridó pelo apoio. “Quero agradecer aos deputados Francisco do PT, Vivaldo Costa (PSD), Nelter Queiroz (MDB) e Ezequiel Ferreira (PSDB) que não mediram esforços para que essa Lei fosse aprovada e parte dessa programação viabilizada”, finalizou.

Ministérios Públicos e Defensoria firmam acordo com Prefeitura de Natal para acelerar vacinação contra Covid-19

Prefeituras vão criar consórcio nacional para comprar vacinas contra a  Covid-19 - Jornal O Globo

Imunização de grupos prioritários será intensificada, em paralelo a pessoas com 59 anos, a partir desta quinta-feira (10)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Trabalho no RN (MPT-RN) e a Defensoria Pública do Estado (DPE/RN) pactuaram com a Prefeitura do Natal medidas para avançar a vacinação contra Covid-19 entre os grupos prioritários e iniciar, em paralelo, a imunização por faixa etária. Nesta quarta-feira, as autoridades debateram ponto a ponto da pactuação em uma reunião virtual.

O acordo prevê que a vacinação por idade, inicialmente para pessoas de 59 anos ou mais, poderá começar desde que haja a reposição das doses atualmente em estoque, que são destinadas aos grupos prioritários, com as próximas remessas entregues pelo Ministério da Saúde (MS). A reposição é necessária visto que a autorização do Estado para imunização por faixa etária foi dada apenas para as remessas ainda a serem entregues.

A Prefeitura de Natal se comprometeu a destinar o mínimo de 50% de doses a serem recebidas para atender as prioridades elencadas pelo Plano Nacional de Imunização entre as fases 14 e 19. O município também se comprometeu a manter pelo menos 41 pontos de vacinação e ampliar o atendimento para os finais de semana em duas unidades da Zona Norte e na Zona Leste (Mãe Luiza). Outro compromisso assumido foi a retomada da vacinação em domicílio para pessoas com deficiência, pessoas com doença rara e pessoas com comorbidades acamadas ou domiciliadas.

Os Ministérios Públicos e a Defensoria propuseram o acordo para garantir o cumprimento das prioridades previstas no Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, e a decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB/RN) que permitem o início da vacinação por idade após a abertura e atendimento significativo dos grupos preferenciais. A promotora de Justiça Iara Pinheiro explicou que “é preciso ter esse cuidado porque alguns grupos prioritários não têm vocalidade para cobrar seus direitos”. “A população dos privados de liberdade e moradores de rua, por exemplo, são pequenas e podem ser imunizadas rapidamente. Dessa forma, estamos dando cumprimento ao PNI com mais legitimidade”, defendeu a promotora.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap/RN) reforçou a preocupação com o respeito as prioridades previstas no PNI. “A sequência de grupos prioritários deve ser respeitada”, destacou a subsecretária de Planejamento e Gestão, Lyane Ramalho. Segundo ela, são necessários “esforços de chamamento e busca ativa dos grupos prioritários, para assim ter condições de fazer a vacinação em concomitância”.

Leia maisMinistérios Públicos e Defensoria firmam acordo com Prefeitura de Natal para acelerar vacinação contra Covid-19

Pela 3ª semana, Saúde reduz em 2 milhões previsão de vacinas para junho

Expectativa inicial era de 52,2 milhões de doses de vacina em junho; agora, essa contabilidade está em 37,9 milhões - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde reduziu, pela terceira semana seguida, a previsão de entrega de vacinas contra a covid-19 para o mês de junho, dessa vez com a diminuição das entregas por parte do consórcio Covax em pouco menos de 2 milhões de doses.

A previsão é apresentada pelo ministério semanalmente. Em 19 de maio, contava-se com 52,2 milhões de vacinas. Esta semana, essa contabilidade está em 37,9 milhões.

Procurado, o ministério não respondeu imediatamente o porquê do atraso do consórcio, mas têm ocorrido atrasos nas entregas internacionais, seja de vacinas prontas, seja de insumos para CoronaVac ou AstraZeneca, vindos da China para a vacina ser envasada no Brasil.

A contabilidade do ministério desta semana não considera, ainda, 3 milhões de vacinas da Janssen que, de acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, devem chegar ainda neste mês.

Em depoimento à CPI da Covid na terça-feira (8), o ministro confirmou que o ministério espera uma autorização do FDA, o órgão de vigilância norte-americano, e que disso depende ou não o Brasil aceitar as doses. Isso porque as vacinas têm validade até o dia 27 deste mês.

“Quando o FDA der o posicionamento, aí a vacina pode vir. Naturalmente que se tardar esse posicionamento do FDA essas 3 milhões de doses podem não ser mais úteis para nós por conta da exiguidade do prazo”, disse o ministro.

O ministério já negocia a distribuição com os estados. Se vier, a vacina da Janssen deve ser entregue apenas para capitais para que possa ser colocada em uso imediatamente. Por ser apenas uma dose, ela não precisa ter garantia para uma segunda aplicação.

O ministério afirma que o PNI (Programa Nacional de Imunizações) tem capacidade de aplicar 1,5 milhão de vacinas por dia, o que permitiria a aplicação de toda vacina em dois dias, se tudo der certo.

UOL

Cartório cobra explicações sobre a desastrosa convenção do Patriota

Cartório pede para Patriota esclarecer convenção do partido que facilitou  entrada de Bolsonaro - Jornal O Globo

Cartório do 1º Ofício de Notas do Distrito Federal divulgou hoje o documento em que pede a Adilson Barroso, presidente do Patriota, explicações sobre as algazarras e possíveis irregularidades na convenção do partido no último dia 31.

Na ocasião, o senador Flávio Bolsonaro se filiou à legenda e avisou que o pai faria o mesmo, o que ainda não ocorreu. Admar Gonzaga, ex-ministro do TSE e advogado do presidente da República, estava cuidando dessas negociações e sinalizou a Bolsonaro que será possível vencer a judicialização do caso.

O Antagonista antecipou a convenção em questão e, ainda no início deste ano, mostrou como o Patriota estava rachado sobre esse assunto.

Há uma avaliação de que a nota de exigência emitida pelo cartório (leia aqui a íntegra) possa ser um primeiro passo para anular a polêmica convenção. Barroso, o presidente da sigla que negociou às escondidas e tratorou a decisão de abrir as portas (e os cofres) para a família Bolsonaro, terá 30 dias para apresentar documentos que provem que houve quórum qualificado na convenção que mudou o estatuto.

“Desde o primeiro momento, entendemos que as manobras feitas pelo atual presidente do partido não atendiam à legislação vigente, tornando a suposta convenção nula de pleno direito. Da nossa parte, continuaremos a manter total transparência, cumprindo todos os princípios legais”, disse em nota enviada a este site Ovasco Resende, vice-presidente do Patriota.

Assista novamente ao momento da convenção em que foi aprovada a possibilidade de filiação da família Bolsonaro.

O antagonista

Presidente da AL reafirma apoio a Rogério Marinho para 2022

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), cumpriu agenda institucional no Seridó e reafirmou apoio ao projeto de Rogério Marinho para 2022. Segundo informações, o atual ministro do governo Bolsonaro pretende concorrer ao Senado.

“Rogério tem se mostrado grande como ministro e, sendo ele candidato a Senador, tem o meu apoio, por tudo que tem feito pelo Rio Grande do Norte. Ele tem ainda a capacidade de unir grande parte da classe política, o empresariado e pode fazer uma grande pactuação para o desenvolvimento e progresso do Estado. À frente do Ministério, Rogério tem serviço prestado e tem tudo para fazer a entrega da Transposição do São Francisco, um marco para o Nordeste do Brasil”, disse o presidente da Assembleia.

Em Currais Novos, no Seridó. Ezequiel fez uma prestação de contas do seu mandato de deputado estadual. No Palácio Raul Macedo, sede da Prefeitura de Currais Novos, Ezequiel foi recebido pelo prefeito Odon Júnior (PT) e pela vice-prefeita Aninha Albuquerque (PT). A imprensa local também acompanhou toda a audiência institucional.

“Nosso mandato tem conseguido algumas ações e em Currais Novos não podia ser diferente. Falamos de recursos encaminhado para Covid-19 ano passado e a Assembleia Legislativa fez doações de 5 mil litros de álcool 70% e mais de 2 mil unidades de máscaras ao Hospital Regional Mariano Coelho, beneficiando a região Seridó. Também falamos de obras hídricas na Zona Rural, como poços e instalações que chegarão em breve, além da pauta de segurança pública para o município”, comentou Ezequiel.

Em relação a política, Ezequiel afirmou que o assunto não foi tratado em nenhum dos momentos que esteve em Currais Novos. “Depois da Prefeitura, onde também estavam técnicos do Ministério do Desenvolvimento Regional, onde o ministro Rogério Marinho está encaminhando recursos para pavimentação asfáltica em ruas do município, concedemos entrevista a Sidys Tv à Cabo. Só falamos das ações do nosso mandato para Currais Novos e região”, frisou o deputado, que trabalha sua reeleição à Assembleia Legislativa.

Fonte: Portal Grande Ponto

Secretaria de Saúde investiga ‘festa de aniversário’ dentro de ala de Covid em UPA de Mossoró; vídeo mostra paciente soprando velas de bolo

Paciente segura bolo com velas dentro de ala de Covid-19 em UPA de Mossoró, RN — Foto: Reprodução

A Secretaria de Saúde de Mossoró, no Oeste potiguar abriu uma investigação para apurar as circunstâncias de uma festa de aniversário que aconteceu dentro de uma ala cheia de pacientes com Covid-19 no município.

O caso aconteceu na Unidade Pronto-Atendimento do bairro Belo Horizonte no último final de semana, foi filmado e compartilhado nas redes sociais.

O vídeo mostra várias pessoas entrando na sala de uma unidade de saúde com um bolo cheio de velas. Elas cantam “parabéns” para um paciente de 57 anos que está com uma máscara de oxigênio.

Em seguida, uma pessoa o ajuda a tirar a máscara e ele sopra as velas. Uma profissional de saúde diz que vai partir o bolo, que só não poderá ser consumido pelos diabéticos. A prefeitura confirmou que o homem era paciente de Covid-19.

Além da possibilidade de contaminação, apontada por vários internautas, as velas, com fogo, ficam bem próximas a equipamentos médicos com oxigênio, que é inflamável. A secretaria municipal confirmou que o fogo no local representava um risco.

“A Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró tem clareza de que a conduta mostrada nas imagens não condiz com os protocolos de biosegurança de enfrentamento à Covid-19 amplamente adotados pela pasta e que são válidos para as unidades de Saúde do município. Iremos apurar o caso, uma vez que, só tomamos conhecimento do fato pelas redes sociais”, informou a pasta.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró afirmou que, pelo apurado até o momento, a festa foi iniciativa da esposa do paciente “com a participação da equipe”. A pasta também afirmou que o bolo não foi partido no local, mas devolvido à esposa do paciente.

Ainda de acordo com a pasta, os funcionários foram advertidos e o processo administrativo aberto.

G1RN

Operação do MPRN prende estelionatário que agia contra idosos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quinta-feira (10) a operação Prenda-me se for capaz, de combate a crimes de estelionato praticados contra idosos. Na ação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva nas cidades de Natal e Várzea. O nome da operação é uma referência a estória de um dos maiores falsificadores e impostores dos Estados Unidos, que assumia identidades falsas para aplicar seus golpes, tendo se esquivado das autoridades por vários anos.

A ação é proveniente de um procedimento investigatório criminal da 16ª Promotoria de Justiça de Natal e coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), através da Coordenação de Investigações Especiais (Ciesp), com atuação específica em investigação cibernética.

As investigações apontam que foram abertas mais de 100 contas bancárias fraudulentas e que os golpes devem ultrapassar o valor de R$ 1 milhão. A operação contou com a participação de quatro promotores de Justiça, cinco servidores do MPRN e 28 policiais militares.

Investigação
Um idoso que procurou o MPRN informou que havia sido vítima de um prejuízo de aproximadamente R$ 40 mil, proveniente de empréstimos consignados e compras com cartões, serviços os quais nunca contratou. A atuação do Gaeco/MPRN teve início a partir do momento que se percebeu que a fraude foi toda operacionalizada pela internet, através de aplicativos dos bancos, provedores de conteúdo e utilizando até as plataformas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

As investigações comprovaram a existência de um grupo articulado, com divisão de tarefas que iam desde a falsificação de documentos, abertura de contas, contratação de empréstimos, movimentações financeiras e utilização dos valores, tudo de forma digital.

As contas bancárias eram abertas pelos aplicativos dos bancos utilizando a documentação falsa; era o ponto de partida para a contratação dos empréstimos e outros serviços financeiros. Com base nisso, o Gaeco/MPRN passou a rastrear e monitorar os vestígios digitais deixados pelos operadores do esquema, tudo com autorização judicial. A partir destes vestígios, as análises demonstraram quais os bancos preferidos pelo grupo, como eram utilizados os valores e até mesmo a localização exata dos envolvidos.

Leia maisOperação do MPRN prende estelionatário que agia contra idosos

VAI TER QUE ESTUDAR MAIS: Vice Fabielle Bezerra não obtém sucesso em vestibular para Medicina em Mossoró

A vice Fabielle Bezerra não obteve sucesso ao tentar ingressar no curso de Medicina na Facene em Mossoró, afinal, para conseguir esse feito ela terá que fazer o que todos que escolhem exercer a Medicina precisam fazer, abdicar de horas de lazer e ter muita determinação e foco.

Diferente da maioria das pessoas, Fabielle tem dedicado pouco tempo aos estudos, já que passou o veraneio de Janeiro nas praias chiques do litoral, e segundo uma fonte próxima, em feriadões, ela viaja para desopilar, e há quem diga que a viu na badalada praia de Jericoacara no Ceará no último feriado. E claro, não posta nada, já que vive cercada de cobrança de eleitores e que por isso, não caberia no seu Instagram a publicação dessas fotos.

Fabielle não tem conseguido exercer sequer o cargo de vice com maestria, e fazer a gestão da Prefeitura do Assú funcionar com eficiência e mostrar um padrão de excelência. Então, para ela obter sucesso no sonho “repentino” de entrar pro curso de Medicina, que tem hoje na Dra. Vanessa Lopes, o maior exemplo de profissional dedicada e atenciosa, vai ter que ralar muito.

Inclusive, comenta – se que um dos fatores que a levou a tentar Medicina, é a aceitação que Dra. Vanessa tem na cidade pela profissional que é. O outro fator que a levou a tentar o curso, é que se o prefeito que é quem tem a caneta não precisa morar na cidade, imagine a vice. Só que para conseguir, terá que abrir mão da ostentação antes.

Cursar Medicina não é algo fácil e que dê para conciliar com badalações, é uma escolha séria e um longo caminho a ser percorrido, que exige extrema determinação e dedicação.

PREOCUPANTE: Assú tem média de 54 pessoas infectadas por dia pela COVID e comprova incompetência da gestão municipal

A Prefeitura do Assú sob o comando da dupla de incompetentes, o prefeito Gustavo Soares e a vice Fabielle Bezerra, que tem nos bastidores da gestão, o pai do prefeito, o maior vigarista da cidade, Ronaldo Soares e seu irmão, deputado “boquinha”, fazem a gestão do desastre na cidade.

Até hoje, a dupla Gustavo e Fabielle só provaram pro povo que sabem sorrir e bater foto, porque ações que é bom, não saem do papel, e a maior prova disso, é a média diária de infectados de COVID, que não diminui.

Do dia 26 de maio até 08 de junho de 2021, Assú teve 707 novos casos de COVID, o que dá uma média diária de 54,38 pessoas infectadas nos últimos 13 dias. Ou seja, desde o início de maio, a Prefeitura do Assú inventa reuniões mirabolantes, anunciam medidas restritivas, tudo no papel, mas que na prática não resultou em nenhuma diminuição dos casos, porque nada disso tem funcionado, já que não tem a contrapartida do município com ações de combate e enfrentamento.

A prefeitura do Assú recebeu milhões do governo federal, para usar em ações de combate e enfrentamento, e ao invés deles focarem nessas ações, eles torram o dinheiro com aluguel de PAJERO pro prefeito ir e voltar todo dia pra Natal, usam em ações politiqueiras para dar visibilidade ao prefeito e a vice, gastam com publicidade, com combustível, com lâmpadas de LED, enchem a Prefeitura de cargos comissionados e contratados, e no final, os casos continuam aumentando, e todo dia morre pelo menos uma pessoa.

No fundo, eles sabem que ações de combate só irão funcionar se houver mais trabalho real do que propaganda, e isso eles não estão dispostos a fazer, porque não sabem e já mostraram que não querem aprender, preferem praticar a velha politicagem “sebosa” enraizada da Oligarquia Soares e que Gustavo e George representam tão bem, e para completar o time, ainda contam com a vice Fabielle, que já começou nomeando o marido com super salário no gabinete do deputado.

Em todo esse período de pandemia, as cidades que se propõem a investir em ações de combate e enfrentamento, conseguem diminuir a taxa de transmissão, as mortes, e com isso, podem deixar o comércio aberto para tentarem sobreviver em meio à crise que assola o mundo.

Já na terra dos poetas, a situação só piora a cada dia, a realidade é dura e triste, enquanto nas redes sociais parece que o prefeito e a vice vivem em um mundo da fantasia. E quem sai perdendo é o cidadão, que está sem emprego, sem saúde, sem educação, sem perspectivas e sem esperanças.

Saúde, educação e segurança pautam horário dos Deputados na Assembleia Legislativa

O horário dos deputados da sessão ordinária desta quarta-feira (09) da Assembleia Legislativa foi marcado por uma pauta plural que passou pela possível prorrogação da Campanha de Vacinação da H1N1, instalação de unidades do Centro de Educação Profissional no município de Areia Branca e São José de Campestre e o mês de conscientização da esclerodermia.

O primeiro deputado a usar o horário foi Vivaldo Costa (PSD) que mostrou preocupação com a baixa procura da população pela vacina contra a H1N1. O deputado, que também é médico disse que a vacina é tão importante quanto a contra a Covid-19. “Esse é o período do ano onde aumentam as infecções pulmonares e a vacina da gripe minimiza essas enfermidades. Para se ter uma ideia, cerca de 80% das pessoas que deveria se vacinar, não tomaram a vacina”, preocupou-se.

O deputado sugeriu às autoridades que a campanha de vacinação contra a H1N1 seja prorrogada em todo Brasil. Mais de 1,3 milhão de pessoas ainda falta vacinar. Acho que se houver empenho das secretarias de saúde estadual e municipal, além dos órgãos públicos, poderemos atingir a meta de vacinação”, sugeriu.

Vivaldo disse também que irá propor uma audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir o uso medicinal da Cannabis. “O Rio Grande do Norte tem um estudioso do assunto, o neurocientista Sidarta Ribeiro e ele diz que a maconha medicinal já está legalizada para os ricos mas não está disponível para a classe média. Essa será uma oportunidade de uma reunião ampla para discutir esse tema que salva vidas”, disse Vivaldo.

Leia maisSaúde, educação e segurança pautam horário dos Deputados na Assembleia Legislativa

Deputados aprovam projeto para que revendedoras de veículos informem sobre isenções tributárias

Os deputados aprovaram na sessão plenária híbrida desta quarta-feira (9), projeto, de autoria do deputado Ubaldo Fernandes (PL), que beneficia pessoas com deficiência e portadoras de enfermidades irreversíveis. Trata-se do projeto que dispõe sobre a afixação de cartazes nas revendedoras e concessionárias de veículos informando sobre as isenções tributárias específicas a que essa parcela da população tem direito.

“São medidas simples que contribuem com o fortalecimento da autoestima e também abrem possibilidades de inclusão profissional. Não haverá sociedade solidária e indulgente caso os interesses individuais não sejam preservados e essa preservação se dá com o adequado cuidado à concepção, interpretação e aplicação da lei”, justificou o deputado.

As isenções são relativas ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ICMS e outros tributos garantidos por lei às pessoas com deficiência física, auditiva, visual, mental severa ou profunda e ainda com autismo.

A informação deverá ser feita por meio de cartazes fixados em locais visíveis aos funcionários e aos consumidores. “Com ações de divulgação de direitos, precisamos fortalecer a atitude em prol da inclusão”, afirmou Ubaldo.

Governo prorroga medidas de enfrentamento da pandemia

Governo do RN adianta pagamento de dezembro nesta terça-feira (15) | Rio  Grande do Norte | G1

Com prazo de vigência até 23 de junho, novo decreto mantém toque de recolher e regras para funcionamento do comércio e serviços em mais de 100 municípios do RN

O Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (09) publica decreto prorrogando por mais 15 dias as medidas, de caráter excepcional e temporário, destinadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 no âmbito de mais de 100 municípios do Rio Grande do Norte que estão fora alcance dos decretos regionalizados, em vigor em 33 municípios do Alto Oeste e em 15 do Vale do Açu.

As medidas foram adotadas levando em conta o relatório semanal do indicador composto para monitoramento da pandemia, elaborado em conjunto pela Secretaria de Estado da Saúde Pública e pelo Comitê de Especialistas. “O quadro epidemiológico atual do Rio Grande do Norte não nos permite pensar em maiores alterações nesse momento. A pandemia não acabou, estamos atravessando um momento muito delicado. Mantenham o uso da máscara, evitem aglomerações, sigam se cuidando e cuidando dos seus”, destacou a governadora Fátima Bezerra, nas redes sociais.

Ao anunciar a chegada de um novo lote com 43.290 doses da Pfizer, a governadora reforçou a necessidade de ampliação da cobertura vacinal no RN para, juntamente com as ações preventivas, conter a demanda por leitos covid. “Não descansarei enquanto não estivermos todos vacinados”, assegurou.

De acordo com o Decreto 30.641/2021, cuja vigência se estende até 23 de junho, fica mantido o “toque de recolher” como medida para reduzir o fluxo populacional em ruas e espaços públicos evitando aglomerações, das 22h às 05h da manhã do dia seguinte, inclusive nos domingos e feriados.  Os estabelecimentos de alimentação podem funcionar até as 22 horas, dispondo de 60 minutos de tolerância exclusivamente para o encerramento das atividades presenciais.

Permanece em vigor o uso obrigatório de máscara de proteção facial por todos aqueles que, independentemente do local de destino ou naturalidade, ingressarem no território estadual, bem como por aqueles que precisarem sair de suas residências, especialmente quando do uso de transporte público, individual ou coletivo, ou no interior de estabelecimentos abertos ao público.

Continua suspenso o funcionamento de circos, parques de diversões, museus, bibliotecas, teatros, cinemas e demais eventos culturais equipamentos; a realização de shows, festas ou qualquer outra modalidade de eventos de massa, inclusive os realizados em locais privados; as atividades recreativas em clubes sociais.

“Em linhas gerais, todas as medidas até agora em vigor se mantêm no novo decreto, como a liberação de aulas híbridas nas escolas particulares e o funcionamento dos restaurantes e bares”, disse o secretário Carlos Eduardo Xavier, após o anúncio do decreto. Em relação às festas e arraiás juninos, comuns no RN nesta época do ano, ele explicou que esses eventos permanecem proibidos.

PERMISSÕES

Sem prejuízo da observância dos protocolos sanitários vigentes, continua autorizada a abertura e funcionamento de parques naturais, públicos ou privados, em áreas urbanas ou rurais, com redução de 50% da capacidade máxima; as atividades esportivas profissionais, previstas em agenda de campeonatos oficiais, desde que observada a proibição de público, bem como a realização de testagem em todos os participantes às vésperas de cada jogo; a prática de esportes coletivos em arenas, clubes esportivos, academias e similares; a realização de eventos corporativos, técnicos, científicos e convenções, limitado ao público de 50 pessoas.

Leia maisGoverno prorroga medidas de enfrentamento da pandemia

Operação Luz na Infância: Polícia Civil apreende aparelhos por suspeita de pornografia infantil no RN

Policiais participam de operação de combate a pornografia infantil, em Fortaleza (CE)

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido pela Polícia Civil na Zona Sul de Natal, nesta quarta-feira (9) dentro da oitava fase da Operação Luz na Infância, que combate crimes de abuso e exploração sexual praticados na internet contra crianças e adolescentes.

A operação deflagrada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) cumpre 176 mandados de busca e apreensão em 18 estados e cinco países.

No Brasil, a operação conta com apoio da Polícia Civil. Nos demais países, “agentes de aplicação da lei” participam da investigação, além de embaixadas, segundo o ministério.

Policiais participam de operação de combate a pornografia infantil, em Fortaleza (CE)

Segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, o único mandado no estado foi cumprido pela Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente na casa de um homem de 41 anos no bairro Candelária.

No local, foram apreendidos dois notebooks, um celular e um HD externo. Uma perícia preliminar do Instituto Técnico-Científico de Perícia não encontrou nenhum material ilegal nos aparelhos e, por isso, o homem não foi detido em flagrante.

Ainda assim, segundo a polícia, o material foi levado pela equipe para passar por maiores análises.

Além do Rio Grande do Norte, mandados são cumpridos em SP, RJ, PA, ES, RO, MT, PR, CE, GO, MS, SC, AL, PI, BA, MA, AM, RS, além da Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador.

As penalidades para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil pode cumprir pena de 1 a 4 anos de reclusão. Já para quem compartilha, a pena prevista é de 3 a 6 anos. A punição para quem produz esse tipo de material é de 4 a 8 anos de prisão.

G1RN

RN está entre os mais atrasados na vacinação contra covid

O número de doses de vacinas administradas contra a covid-19 nos nove Estados do Nordeste supera 17,8 milhões de aplicações, de acordo com os dados da plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde. O Rio Grande do Norte ocupa a sexta posição entre as unidades federativas da região, com 1.160.782 de doses aplicadas até a noite dessa terça-feira (8).

Conforme balanço do Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte é o quarto Estado do Nordeste que menos aplicou vacinas da covid.

A Bahia lidera o número de aplicações (5.238.501 doses). Em seguida, o Ceará (3.066.573 doses aplicadas), Pernambuco (2.991.717 doses), Maranhão (1.966.312) e Paraíba (1.353.156), todos à frente do Estado potiguar em relação ao número de vacinas contra a covid-19 administradas nos integrantes dos grupos prioritários.

Segundo a plataforma RN + Vacina, do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), o Rio Grande do Norte recebeu 1.637.060 doses de três diferentes imunizantes até o momento. Desse total, 1.171.406 unidades foram distribuídas aos municípios para aplicação da primeira e segunda dose – no caso dos imunizantes CoronaVac/Butantan e Oxford/AstraZeneca – e da primeira dose, no caso da Pfizer/BioNtech. Ainda de acordo com o RN + Vacina, 343 unidades foram distribuídas para a reposição de perdas técnicas.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) dispõe de 23.844 doses em estoque (reserva técnica), além de mais 141.810 unidades da Oxford/AstraZeneca, reservadas para a aplicação da segunda dose. Ainda de acordo com a plataforma RN + Vacina, 380.747 pessoas estão com o esquema vacinal completo, ou seja, receberam as duas doses que garantem a eficácia do imunizante contra a covid-19. O número equivale a 35% do público-alvo da fase atual de vacinação, cuja estimativa é imunizar 1.083.590 pessoas no Estado.

A Sesap esclareceu que o Rio Grande do Norte recebe as doses do Ministério da Saúde (MS) referentes à população por grupo prioritário e também pela estimativa de habitantes feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Um critério considerado “defasado” pela pasta. “O MS se baseia em uma estimativa defasada do IBGE, que infelizmente não traz todas as nossas necessidades de doses. Isso acontece em todo o País, com exceção de alguns Estados como o Maranhão, que recebeu mais doses depois de confirmado o primeiro caso de nova variante”, explicou a pasta estadual.

População

O Rio Grande do Norte tem uma população estimada em 3.534.165 habitantes, conforme dados do IBGE. As unidades federativas do Nordeste (Piauí, Sergipe e Alagoas) que aplicaram doses inferiores ao número administrado pelo RN até o momento, possuem estimativa populacional menor do que o Estado potiguar. No que diz respeito à ampliação da faixa etária para a vacinação de pessoas sem comorbidades, nas capitais, no entanto, os dados não apresentam uma ordem por estimativa populacional.

Leia maisRN está entre os mais atrasados na vacinação contra covid

Impasse no avanço da vacinação contra a Covid em Natal deve ser resolvido nesta quarta-feira

A Prefeitura do Natal pretende começar ainda nesta semana a vacinação contra a Covid-19 do público geral, sem comorbidades, por idade. Sendo a única capital do Nordeste que ainda não começou a vacinação dessas pessoas, a cidade imuniza atualmente profissionais da educação, grávidas e puérperas com e sem doenças pré-existentes.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) irão se reunir nesta quarta-feira 9 com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para buscar uma solução a respeito da progressão das faixas etárias na campanha vacinal. Por causa dos grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), a capital potiguar ainda não avançou na vacinação. A expectativa é fazer a imunização simultânea dos grupos prioritários e da grande população.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), disse nesta terça que “além da escassez de vacinas que recebemos do governo estadual, há uma decisão judicial para Natal, que faz com que não seja possível atingir novos públicos na velocidade que a prefeitura gostaria”.

“Essa decisão da justiça impede a SMS do município de Natal atender o público sem comorbidades, simultaneamente com os grupos prioritários. Mas quero tranquilizar a todos e dizer que estamos buscando uma solução para reverter essa situação”, continuou. “Solicitamos ao MP a revisão dessa decisão e também à Comissão de Intergestores Bipartite para estabelecer a pauta do avanço da vacinação, por faixa etária decrescente, conforme possibilita o Plano Nacional de Imunização, uma vez que a procura nos pontos de vacinação está baixa”, disse o gestor municipal.

Leia maisImpasse no avanço da vacinação contra a Covid em Natal deve ser resolvido nesta quarta-feira

Cristiane Dantas chama atenção para pauta de Saúde da Mulher e combate à “pobreza menstrual”

Na sessão plenária híbrida desta terça-feira (8), a deputada Cristiane Dantas (Solidariedade) destacou a necessidade de se dar mais visibilidade às pautas relacionadas à Saúde da Mulher. A deputada citou especificamente a importância do projeto de lei apresentado pelo colega Kelps Lima (Solidariedade), que institui e define diretrizes para a Política Pública Menstruação Sem Tabu, de Conscientização sobre a Menstruação e a Universalização do Acesso a Absorventes Higiênicos. O projeto está em tramitação na Casa e será subscrito pela parlamentar.

“Solicitei que possa subscrever esse projeto apresentado pelo colega Kelps Lima e vamos pedir celeridade, pois dar visibilidade a um problema que muitos não enxergam, o da pobreza menstrual, que vitima mulheres e jovens em vulnerabilidade social e econômica, provocando a falta de acesso a absorventes, banheiros e saneamento básico”, alertou a deputada.

O projeto de Kelps é destinado às adolescentes e mulheres acolhidas nas unidades e abrigos sob gestão Estadual, em situação de vulnerabilidade e às que estão em situação de rua e de extrema pobreza. Entre outras diretrizes, propõe que seja feita a distribuição gratuita em diversos equipamentos sociais, como escolas, unidades prisionais e abrigos.

Também trata dos incentivos fiscais e outras medidas a cargo do Governo do Estado, com o objetivo de reduzir o preço dos absorventes higiênicos ao consumidor final nos estabelecimentos comerciais; estabelece o absorvente higiênico como um “produto higiênico básico”, e classifica-o como “bem essencial”.

Cristiane Dantas afirmou que muitas mulheres e adolescentes faltam à escola ou ao trabalho durante o período menstrual, por não terem condição de usar absorventes higiênicos que substituem por artifícios como folhas de papel, jornal ou tecido reutilizado, colocando em risco a própria saúde. “Parabenizo o deputado Kelps Lima que está dando um belo exemplo ao abraçar essa causa e me somo nessa luta”, encerrou.

CCJ aprova criação do programa de saúde do “Pé Diabético”

No Brasil ocorrem anualmente, aproximadamente, 55 mil amputações decorrentes do diabetes, sendo que os encargos econômicos associados às complicações do pé diabético e às amputações são muito altos. Além dos custos diretos como as despesas com internação, tratamento e cirurgia, existem os custos indiretos como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez.

Com base nesses dados, o deputado Galeno Torquato (PSD) teve a iniciativa de elaborar o Projeto de Lei 93/2021 que dispõe sobre o Programa de Saúde do Pé Diabético, no Rio Grande do Norte, aprovado na reunião desta terça-feira (8) da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), que foi presidida pelo deputado Kleber Rodrigues (PL).

“O pé diabético é uma das complicações mais graves da diabetes. Denomina-se “pé diabético” os diversos tipos de lesões que o paciente diabético pode apresentar em seus pés, em consequência da associação de doença vascular periférica, neuropatia, deformações ortopédicas, infecções e traumatismos. Diabetes e problemas do pé são quase sinônimos. É fato conhecido que os diabéticos são propensos à doença do pé, e o temor de gangrena está sempre presente nas mentes dos diabéticos que se esforçam para manter sua saúde e proteger suas vidas”, justifica o deputado Galeno, na matéria que foi relatada pelo deputado Albert Dickson, discutida, votada e aprovada para seguir a sua tramitação até à votação final no Plenário da Assembleia Legislativa.

Doze outros projetos de Lei foram deliberados e aprovados na reunião; dois foram baixados em diligências pelos relatores e um recebeu pedido da vista, ficando para ser votado na próxima reunião do grupo de trabalho.
Participaram da reunião os deputados Galeno Torquato, Albert Dickson (Pros), Kleber Rodrigues, Isolda Dantas (PT), Subtenente Eliabe (SDD) e Hermano Morais (PSB).

Programa que capacita estudantes sobre primeiros socorros é criado no RN

O Governo do Estado sancionou, nesta terça-feira (8), uma legislação que cria, no âmbito do Rio Grande do Norte, o programa “Lições de Primeiros Socorros”, para orientar estudantes das redes pública e privada sobre noções básicas relativas ao tema.

A lei publicada no Diário Oficial do Estado é de autoria do deputado estadual Hermano Morais (PSB) e foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa no mês de maio deste ano.

De acordo com o texto, além de ensinar lições de primeiros socorros para estudantes, o programa capacita professores e funcionários para identificar e agir preventivamente em situações de urgência e emergência médicas até que o suporte especializado seja possível.

O deputado Hermano Morais explica que a lei prevê a realização de palestras e atividades educativas que serão desenvolvidas todos os anos.

“Outros estados como São Paulo já criaram programas similares. O ensino de primeiros socorros garante uma maior segurança em situações de emergências, sendo o ideal que toda a população escolar tenha conhecimento sobre o tema, uma vez que esse ambiente e as próprias casas são propícios à ocorrência de acidentes”, argumenta o parlamentar.

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 110 mil crianças e adolescentes de até 14 anos são hospitalizados no Brasil. Além disso, outros 3,6 mil morrem anualmente. E a principal razão desses números são os acidentes domésticos ou escolares.

Cabe ao Executivo os critérios para implementação e a carga horária das capacitações. A nova legislação tem 180 dias para entrar em vigor.

Deputados usam horário de líderes para falar de vacina, projetos, emendas e CPI

Seis parlamentares se pronunciaram na sessão desta terça-feira, 8, no horário destinado às lideranças. Os deputados Kelps Lima (SDD), Hermano Morais (PSB), Gustavo Carvalho (PSDB), Francisco do PT, George Soares (PL) e Coronel Azevedo (PSC). Eles falaram de projetos aprovados e apresentados, de vacinação, de visitas ao interior e de CPI da Covid no Senado.

O deputado Kelps Lima fez um balanço de sua viagem ao Seridó da quarta a sexta-feira da semana passada. “Começar pelo Seridó é começar bem nossa jornada”, disse Kelps que foi a Currais Novos, Caicó, Jucurutu, Carnaúba dos Dantas, Acari, Jardim do Seridó e Bodó. O parlamentar prestou contas de emendas de seu mandato destinadas a esse município para projetos do turismo religioso, como o caso de Caicó, de compra de veículo para transporte de pacientes de hemodiálise, como em Jucurutu e da construção de uma praça modelo, como em Acari, onde o prefeito Fernando Antônio é do partido do deputado.

O deputado Hermano Morais se pronunciou sobre a sanção, pelo Governo do Estado, de duas leis de autoria do seu mandato, como a que institui lições de primeiros socorros em escolas das redes pública e privada. “Um programa muito interessante porque podemos evitar acidentes que acontecem, todos os dias tanto no ambiente escolar quanto no ambiente doméstico”, justificou o parlamentar. A outra lei institui intérprete de libras nos telejornais locais e na propaganda do Governo do Estado veiculada nas emissoras de TV. “Para garantir o acesso à informação”, afirmou.

Hermano também comentou os recentes dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) para ressaltar a importância do papel das pequenas e microempresas que, no Rio Grande do Norte, seguiram o ‘ritmo de empregabilidade’. “Esse segmento continua segurando a economia”, destacou Hermano.

O deputado Gustavo Carvalho cobrou informações sobre distribuição de vacinas. Ele questionou durante seu pronunciamento, o critério utilizado pela Secretaria Estadual de Saúde para distribuir as doses dos imunizantes com os municípios. Segundo Gustavo, os municípios estão recebendo menos do que deveria, de acordo com a proporcionalidade de seus habitantes, e citou alguns da região Oeste. “Não podemos nos confrontar com interesses políticos”, disse Gustavo, que também cobrou do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), a justificativa sobre a vacinação que não tem ampliado por faixas de idade. “O secretário de Saúde George Antunes deu entrevista, mas não revelou o que está acontecendo para Natal, que tem vacinas sobrando, não pder passar parta outras faixas etárias”, questionou Gustavo, afirmando que dessa forma Natal será a capital que menos vacina no Brasil.

O deputado Gustavo Carvalho fez críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) por não ter permitido que Natal fosse uma das sedes dos jogos da Copa América. E questionou o apoio do Governo do Estado ao Rally dos Sertões, que deverá receber mais de duas mil pessoas na capital potiguar e contará com patrocínio oficial do Estado.

Leia maisDeputados usam horário de líderes para falar de vacina, projetos, emendas e CPI

Rogério Marinho explica denúncias sobre orçamento

As comissões de Desenvolvimento Urbano; e de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados ouvem, nesta terça-feira (8), o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Ele deve explicar os critérios usados para concessão de benefícios fiscais e as denúncias sobre uso de emendas parlamentares para garantir apoio ao governo.

O deputado Rogério Correia (PT-MG), que pediu a vinda do ministro, afirma que a política de isenções fiscais é um instrumento importante para estimular o desenvolvimento regional e a criação de emprego, mas deve ser transparente e consistente com os objetivos a serem alcançados.

“A política de concessão de benefícios fiscais fica extremamente maculada quando está associada à desconfiança de que tenha resultado em ganhos indevidos para servidores públicos e mesmo para terceiros que eventualmente tenham usado de tráfico de influência para conseguir ou mesmo viabilizar o benefício.”

Correia cita reportagens publicadas em diversos veículos de comunicação segundo as quais representantes da empresa Gramazini Granitos e Mármores Thomazini teriam se encontrado com Marinho, em reunião intermediada pelo filho do presidente da República, Jair Renan Bolsonaro. Ainda segundo as reportagens, Renan Bolsonaro teria recebido em troca um carro elétrico no valor de R$ 90 mil.

O deputado critica a intermediação de parentes de autoridades superiores da Administração Pública para viabilizar reuniões com agentes públicos. “[Isso] é prática condenável!”

Leia maisRogério Marinho explica denúncias sobre orçamento

Nelter Queiroz solicita inclusão de taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19

Preocupado com a segurança dos taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) encaminhou solicitação ao Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), cobrando a inclusão destes profissionais no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

“Pleito de grande importância uma vez que estas categorias prestam, diariamente, importante serviço social, econômico e logístico no transporte de pessoas, mercadorias e encomendas em todos os municípios de nosso Rio Grande do Norte”, frisou o parlamentar, lembrando que estes profissionais estão expostos e em contato direto com terceiros, aumentando o risco de infecção pelo novo coronavírus.

Para Nelter Queiroz a inclusão desta categoria no público-alvo prioritário de vacinação contra a Covid-19 além de preservar vidas, evitará também a propagação do novo coronavírus durante o desenvolvimento das atividades destes profissionais.

Prefeito Gustavo passou um ano sem se importar com ações de COVID e agora quer penalizar comerciantes com multa

Em mais de um ano de pandemia, o município do Assú não viu uma ação concreta de combate e nem de enfrentamento a  COVID, por parte da Prefeitura do Assú, comandada pelo ausente prefeito Gustavo Soares.

A gestão passou um ano recebendo do governo federal, e não colocou barreiras sanitárias, não aplicou testes em massa, não tem trabalhos de conscientização, não tem pontos para higienização de mãos nas principais praças, dentre tantas outras ações que poderiam estar sendo praticadas e evitando assim, essa nova onda mais mortífera que assola a terra dos poetas.

Dessa forma, diante da falta de ações da Prefeitura e do aumento de casos, o prefeito Gustavo e a vice Fabielle, querem agora sacrificar
o comércio da cidade, que já não anda bem nos últimos anos, e agora poderá piorar ainda mais.

A gestão não teve uma gestão eficiente para conter a COVID, e agora decidiram enviar para Câmara Municipal, um projeto que permite aplicar multas aos comerciantes que descumprirem as regras de restrição e abrirem suas portas para tentarem sobreviver nessa crise.

Com isso, os vereadores da situação que integram a bancada do prefeito Gustavo, terão que decidir de qual lado eles estão, se é do lado do
povo que precisa manter seus empregos e impedir uma crise ainda maior na economia da cidade, ou se ficarão do lado do prefeito que abandona a cidade, e ainda não aplica os recursos que recebe do governo em ações de combate e enfrentamento a COVID-19.

Prefeita de Carnaubais torra quase 800 mil em 6 meses com locação de carro

A vida da prefeita de Carnaubais, Marineide Diniz, está numa maré boa hoje mas que pode mudar a qualquer momento, afinal quem vai com muita sede ao pote, acaba se afogando.

Apesar dos contratos celebrados não serem errados, o Blog do VT torna público a população, o absurdo de dinheiro gasto com a empresa A J DE SOUZA LOCACOES, que tem valor empenhado de quase 1 milhão de reais e já foi pago 776 mil reais (veja aqui), durante 6 meses da gestão de Marineide.

Só para os leitores entenderem, por 370 mil reais aconteceu uma operação em 2019 na prefeitura de Ipanguaçu sobre supostas fraudes em contratos de aluguéis de carro. Já na prefeitura de Carnaubais, tem quase o dobro de valor e população um pouco maior, o que ainda assim, não justifica gastar um montante de dinheiro, com aluguel de veículos, para as mais diversas atividades, seja na zona rural ou urbana, e seja pro gabinete da prefeita como pra outras secretarias. Uma verdadeira desorganização na prestação de contas, e mostrando total descontrole com os recursos públicos.

O que mais se preza na gestão pública é a transparência, e mesmo estando alguns dados no portal, não dá pra estimar se a utilização de todas essas locações são realmente necessidade da administração ou apenas vício em torrar o dinheiro do povo.

Com tantos serviços restritos por causa da pandemia, não dá pra imaginar que existe toda essa demanda para consumir em 6 meses, quase 800 mil reais.

“A prioridade do presidente Bolsonaro não é resolver o ‘problema do Brasil’, mas eliminar os problemas dele”

Planalto nega que Allan dos Santos receba dinheiro para defender governo  Bolsonaro | Poder360

Além de uma suposta orientação de Olavo de Carvalho sobre aportes oficiais ao canal Terça Livre, como mostramos há pouco, outra anotação encontrada com Allan dos Santos diz que “a prioridade do presidente Bolsonaro não é resolver o ‘problema do Brasil’, mas eliminar os problemas DELE.”

A anotação foi citada pela Polícia Federal em relatório anexado ao inquérito dos atos antidemocráticos. A anotação, segundo a PF, teria “orientações e resoluções” de Olavo de Carvalho, “aparentemente repassadas em uma atividade desenvolvida nos EUA em 12/01/2019”.

Não fica claro se a anotação sobre qual deveria ser a prioridade do governo foi dita por Olavo de Carvalho ou outra pessoa. A PF diz que, na época, início do governo de Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro teria organizado uma formação para deputados.

O antagonista

Reforma administrativa: inclusão de militares, parlamentares, juízes e procuradores renderia R$ 31,4 bi

Forças Armadas: as carreiras militares ficaram fora da PEC que altera as regras para os servidores civis Foto: Marcelo Régua

A inclusão dos chamados membros de Poder — como parlamentares, procuradores e magistrados — e militares na reestruturação de carreiras públicas prevista na reforma administrativa poderia gerar economia de R$ 31,4 bilhões aos cofres públicos em dez anos. É o que aponta um levantamento do economista Daniel Duque, líder da área de inteligência técnica do Centro de Liderança Pública (CLP), feito a pedido do GLOBO.

O governo não incluiu essas categorias na proposta que muda regras para os futuros servidores encaminhada ao Congresso no ano passado. Está marcada para hoje uma reunião com todos os líderes para discutir méritos, ritos e procedimentos de tramitação da reforma no âmbito da Comissão Especial, informou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Ele reforçou que as mudanças não atingem os atuais servidores e que o assunto será tratado com “cuidado e responsabilidade”.

No caso de membros do Ministério Público e juízes, que integram o Judiciário, a justificativa dada pelo governo foi a de que o Executivo não pode interferir nos demais Poderes. O Ministério da Economia afirmou na ocasião que o projeto era voltado apenas para servidores civis e, portanto, não poderia tratar dos militares.

 Em 2019, foi aprovada uma reestruturação de carreiras. Em 2020, porém, as despesas com pessoal aumentaram 17% a mais do que o previsto.

As projeções do CLP mostram que o maior impacto seria o de eventual inclusão de militares na reforma, porque eles são mais numerosos. As Forças Armadas têm cerca de 334 mil na ativa.

Os cálculos de Duque mostram que se a categoria fosse submetida a uma reforma semelhante à planejada para os civis, o governo poderia economizar R$ 17,3 bilhões em dez anos só com reajustes menores.

  A inclusão de membros de Poder resultaria numa economia estimada de R$ 14,1 bilhões em dez anos. Nesse caso, o alívio aos cofres públicos ocorreria também com aumento de horas trabalhadas.

— Membros de Poder têm uma jornada média menor que a do setor privado, de modo que pode haver economia com reposição menor destes profissionais com base no aumento de horas trabalhadas — diz o economista.

Leia maisReforma administrativa: inclusão de militares, parlamentares, juízes e procuradores renderia R$ 31,4 bi

Município do RN perde 100 doses da Pfizer após bandidos roubarem fiação e posto de saúde ficar sem energia

Doses foram perdidas — Foto: Raiane Miranda

Bandidos roubaram a fiação de um posto de saúde no município de Macaíba, na Região Metropolitana de Natal, no fim de semana. O crime deixou a unidade sem energia elétrica e fez o município perder 100 doses da vacina da Pfizer contra a Covid, que estavam refrigeradas no local.

O furto aconteceu no posto de saúde do Potengi. A prefeitura explicou que os funcionários da unidade se depararam com o local sem energia elétrica quando chegaram para o expediente nesta segunda-feira (7). A prefeitura, assim, não soube dizer se o crime ocorreu no sábado ou domingo.

Em nota, a Prefeitura de Macaíba disse que vacinas para outras doenças, que também eram armazenadas no local, também foram perdidas sem refrigeração adequada após o furto da fiação.

“A Secretaria Municipal de Saúde vem a público lamentar a ação de vândalos que no último final de semana furtaram a fiação do posto de saúde do Potengi, onde estavam armazenadas 100 doses da vacina Pfizer, que foram consequentemente perdidas, assim como outras de rotina que estavam sendo aplicadas na unidade, por exemplo meningite, influenza, entre outras”.

O município informou que registrou boletim de ocorrência do caso e solicitou “a colaboração de todos para que os responsáveis por este crime sejam identificados, encontrados e punidos por este prejuízo incalculável para a prefeitura e para a própria população”.

A prefeitura de Macaíba disse ainda que vai usar a própria reserva técnica para seguir vacinando o público de gestantes e solicitou à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) o reabastecimento das doses perdidas.

Até a última atualização desta matéria, a Sesap informou que não recebeu a notificação, mas a equipe de vigilância epidemiológica se dispôs a auxiliar o município. As doses que foram perdidas serão investigadas pela pasta.

G1RN

TCU, enfim, nega fala de Bolsonaro sobre mortes por Covid

Bolsonaro muda discurso e agora admite possibilidade de se vacinar contra a  Covid-19 - Jornal O Globo
O Tribunal de Contas da União (TCU), enfim, desmentiu Jair Bolsonaro sobre uma fala de mais cedo na qual o presidente dizia haver, sem apresentar provas, um relatório do TCU que mostraria que metade das mortes por Covid registradas no ano passado tiveram outras causas.

Eis a nota enviada a O Antagonista:

“O TCU esclarece que não há informações em relatórios do tribunal que apontem que ‘em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid’, conforme afirmação do Presidente Jair Bolsonaro divulgada hoje.”

Há pouco, dissemos aqui que, enquanto o TCU não se pronunciava, apoiadores do presidente usavam a declaração para questionar o número de mortes por Covid no Brasil.

O antagonista

Governo do RN confirma primeiro caso de mucormicose em paciente do estado que teve Covid

Segundo médicos indianos, casos de mucormicose estão se tornando mais numerosos no país, especialmente em mais jovens — Foto: Getty Images via BBC

O primeiro caso de infecção por mucormicose em um paciente que teve a Covid-19 foi registrado no Rio Grande do Norte. A informação foi divulgada, nesta segunda (7), pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

De acordo com a Sesap, a paciente é uma mulher, de 42 anos, de Natal, que fez uma biópsia que confirmou a ocorrência do fungo. Ela encontra-se em tratamento , internada em um hospital da capital.

A equipe de vigilância da Secretaria Municipal de Saúde de Natal e da Sesap estão acompanhando o quadro, avaliando os exames, o histórico de movimentações da paciente e sua situação clínica atual.

Um surto de mucormicose entre pacientes de Covid-19 na Índia registrado nas últimas semanas tem chamado a atenção do mundo. Causada por fungos da ordem Mucorales, a doença pode acometer os pulmões e mutilar os seios da face.

Infectologista explica como a mucormicose pode ser fator de risco em pacientes com Covid

Paciente se recupera bem

De acordo com Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde do município de Natal, a paciente teve Covid da forma leve. “Nesse período ela notou uma afta na região do palato que não teve melhora. Ela foi encaminhada para o serviço de saúde para possível tratamento e, de lá, foi encaminhada para os hospitais de referência”, explicou.

Segundo ela, a paciente reage bem ao tratamento e há previsão de alta nos próximos dias.

G1RN

Subtenente Eliabe propõe aumento do efetivo na Polícia Militar e nos Bombeiros em Mossoró

Preocupado com as baixas nos efetivos em Mossoró, o deputado Subtenente Eliabe (Solidariedade) está solicitando reforço para a Polícia Militar e Bombeiro Militar no Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOSP) de Mossoró.

“Com o passar dos anos o efetivo foi reduzido devido a alguns policiais terem atingido a idade máxima da ativa e passarem a integrar o quadro de reserva. Outros foram reformados por problemas de saúde. Isso ocasiona um aumento significativo de trabalho para os operadores de Segurança Pública deste órgão”, justifica o deputado.

Subtenente Eliabe lembra que o reforço do efetivo é relevante, pois o CIOSP é o órgão de gerenciamento das instituições de Segurança Pública de Mossoró e região. “As altas demandas do órgão estão gerando estresse diário aos operadores e acarretando problemas de saúde mental, como também causando fortes prejuízos à sociedade devido à demora no atendimento e muitas vezes minutos ou segundos fazem grande diferença para a vida de muitos”, afirmou.

Projeto de Albert Dickson quer instituir a Semana do Laço Branco

O deputado estadual Albert Dickson (PROS) apresentou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que institui a Semana do Laço Branco – Homens pelo fim da violência contra as mulheres. A semana será realizada no dia 6 de dezembro de cada ano e tem como objetivo sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no engajamento pelo fim da violência contra as mulheres, podendo ser promovidas ações educativas com foco na sensibilização para o enfrentamento e a prevenção à violência, bem como a promoção de debates entre a sociedade civil e a administração sobre as políticas públicas de prevenção que contribuam para reduzir os índices de violência.

“Temos a certeza da necessidade de políticas preventivas contra a violência de gênero e é nesse contexto que se insere este projeto. Precisamos dar visibilidade aos homens nas ações em defesa dos direitos das mulheres, como estabelecidos na CEDAW — Convenção da ONU sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, que deixa claro que a violência é a mais perversa forma de discriminação”, justificou o autor do projeto.

O Projeto de Lei sugere que durante a Semana do Laço Branco, o Poder Público realize, em parceria com movimentos sociais de juventude, entidades da sociedade civil e universidades, debates, palestras, campanhas, manifestações, marchas, entre outras atividades que estejam em conformidade com os objetivos desta Lei.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), violência contra a mulher é “qualquer ato ou conduta baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto na esfera pública quanto na privada” (art. 1º). Esta violência pode ocorrer “no âmbito da família ou na unidade doméstica, ou em qualquer relação interpessoal, quer o agressor compartilhe, tenha compartilhado ou não da mesma residência com a mulher, incluindo, entre outras formas, o estupro, maus-tratos e abuso sexual” (art. 2º, a).

Reabertura de fórum da Zona Norte de Natal é debatida no Legislativo

Discutir a “Garantia de acesso da população da Zona Norte ao Judiciário”. Esse foi o objetivo da audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa do RN, de forma virtual, na manhã desta segunda-feira (7). Proposto pelo deputado Ubaldo Fernandes (PL), o debate contou com a participação de vereadores da capital, líderes comunitários da Zona Norte, Tribunal de Justiça do RN (TJ-RN) e outras entidades ligadas ao Poder Judiciário, como Ministério Público, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional RN.

“Realizei recentemente uma reunião com o presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Vivaldo Pinheiro, reivindicando amplo acesso da população da Zona Norte de Natal ao Judiciário, mas foi uma reunião limitada. Desta vez, com transmissão pela TV Assembleia e redes sociais, esperamos engajamento dos cidadãos nesta luta que é importante para todos”, destacou Ubaldo.

“Até 2018, a Zona Norte contava com serviços judiciais, tanto no Fórum Varella Barca, quanto no Shopping Estação, onde funcionavam as sedes de alguns juizados especiais, varas cíveis e criminais. Mas desde o final de 2018, os moradores daquela região se ressentem do pleno acesso à Justiça, quando infelizmente ocorreu o fechamento do Varella Barca, com transferência de juizados especiais cíveis e criminais e varas criminais para o complexo judiciário da Zona Sul, em Potilândia”, explicou.

Ainda segundo o parlamentar, essa medida está obrigando pessoas de baixo poder aquisitivo a se deslocarem para longe de suas residências e, até mesmo, servindo como desestímulo na luta por seus direitos.

“Com a informação recente e extraoficial de encerramento, em breve, dos serviços do complexo judiciário da Zona Sul, com o realocamento de todo seu efetivo para outras instalações do Judiciário em Natal, estamos reivindicando que alguns magistrados e servidores sejam remanejados também para a Zona Norte”, destacou Ubaldo.

Finalizando, o deputado ressaltou que “essa defesa não se apoia apenas na acessibilidade da justiça à população da Zona Norte, mas também visa otimizar a atividade do próprio Judiciário, com a descentralização dos serviços e consequente melhoria do atendimento, uma vez que as pessoas das outras zonas distritais encontrariam serviços jurisdicionais menos sobrecarregados”.

Iniciando os discursos da Mesa, o juiz Rosivaldo Toscano, representante do Tribunal de Justiça do RN, fez uma apresentação sobre as tendências do Judiciário durante e após a pandemia.

Leia maisReabertura de fórum da Zona Norte de Natal é debatida no Legislativo

Atos antidemocráticos: PF quer investigar tentativa de obstrução da CPMI das Fake News

A Polícia Federal sugeriu a abertura de uma investigação para apurar se apoiadores bolsonaristas tentaram obstruir os trabalhos da CPMI das Fake News. O documento foi enviado ao Supremo Tribunal Federal em dezembro, no curso do inquérito dos atos antidemocráticos.

Mensagens obtidas pela PF apontam que membros de um grupo de WhatsApp batizado de ‘Conselheiros do TL’ tentaram convencer a deputada federal Bia Kicis (PSL-SP) a ‘derrubar’ a convocação de João Bernardo Barbosa para prestar depoimento na comissão parlamentar. Apontado como sócio do blogueiro blogueiro Allan dos Santos, dono do portal Terça Livre, Barbosa é descrito pela PF como a pessoa ‘que paga as contas de Allan’.

PF diz que Allan dos Santos tentou emplacar nome na Secretaria de Radiofusão e negociou programa para a TV Brasil

Uma das mensagens teria sido enviada por Ayres – provavelmente Bruno Ayres, segundo a PF, outro sócio do Terça Livre – em novembro de 2019. Leia a transcrição do áudio:

Os investigadores dizem ainda que Allan teria mentido em depoimento na CPMI das Fake News sobre a composição societária da empresa Terça Livre. “A investigação identificou que Allan dos Santos atestou em seu depoimento que João Bernardo Barbosa era apenas um voluntário do Terça-Livre, minimizando sua participação nos fatos. Não há clara indicação das circunstâncias, impondo-se o aprofundamento para verificação da repercussão”, aponta a PF.

Leia maisAtos antidemocráticos: PF quer investigar tentativa de obstrução da CPMI das Fake News

Com comércio fechado em SP, Doria é visto sem máscara em hotel de luxo no RJ

O governo do estado de São Paulo confirmou hoje que o governador João Doria (PSDB) esteve em um hotel de luxo no Rio de Janeiro neste feriado. O vídeo dele no local circula pelas redes sociais desde ontem e tem sido alvo de críticas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), incluindo os filhos Flávio Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro.

Nas imagens, Doria aparece tomando sol à beira da piscina do hotel Fairmont Copacabana Palace, um dos mais tradicionais hotéis do Rio de Janeiro. Durante as coletivas de imprensa semanais, o governador tem pedido para as pessoas só viajaram se necessário e evitarem aglomerações.

“O governador João Doria estava neste domingo [6] no hotel Fairmont, no Rio de Janeiro, em momento de descanso com a esposa e não promoveu nenhum tipo de aglomeração”, diz o texto enviado ao UOL.

O vídeo mostra cortes de diferentes de Doria e a data de sábado, dia 5 de junho. Em uma das imagens ele aparece sem máscara estendido ao sol. Durante as coletivas, Doria tem seguido a mensagem contra aglomerações e pedido cautela nas viagens.

São Paulo está na fase de transição do Plano SP, de flexibilização econômica. Comércio e serviços podem funcionar das 6h às 21h. Bares e aglomerações continuam proibidos.

Com informações de UOL

Concurso do Itep-RN encerra inscrições nesta segunda-feira (7)

Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte RN (Itep)  — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

As inscrições para o concurso público do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte terminam nesta segunda-feira (7).

Os salários oferecidos vão de R$ 2.807,36 a R$ 7.440, conforme o edital publicado em abril deste ano.

Ao todo, estão disponíveis 276 vagas, incluindo 16 destinadas a pessoas com deficiência, em cargos de níveis médio e superior.

Há oportunidades de atuação em quatro municípios onde ficam as unidades do órgão, como Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros.

Os requisitos e atribuições dos cargos de Nível Superior valem para bacharéis, tecnólogos e licenciados nas respectivas áreas.

As vagas podem ser concorridas por profissionais de diversas áreas, tanto das ciências biológicas e da saúde, como das humanas e exatas, incluindo graduados em medicina, medicina veterinária, odontologia, biologia e biomedicina, meio ambiente, engenharia, arquitetura, física, análise sistemas, química, administração, contabilidade, economia, computação, farmácia, serviço social, biblioteconomia, psicologia, direito, entre outros.

Requisitos como a CNH categoria B para os cargos de Nível Médio, por exemplo, são exigidos somente no momento da posse do cargo e não impossibilita a inscrição. Até o final do processo, os candidatos podem se organizar para conseguir o documento.

Os cargos oferecidos são: Perito Criminal (área geral e específica), Perito Médico Legista, Perito Médico Legista na área de Psiquiatria, Perito Odontolegista, Assistente Técnico Forense, Agente Técnico Forense e Agente de Necropsia, sendo os dois últimos destinados aos profissionais de nível Médio.

As provas objetivas e discursivas estão previstas para o dia 25 de julho, e deverão ser aplicadas em Natal, com possibilidade de serem aplicadas, também, em cidades vizinhas, caso o número de inscritos exceda a capacidade de alocação do município.

As inscrições devem ser realizadas pelo site do Instituto AOCP, instituição organizadora do certame.

Para os cargos de Nível Médio, a taxa de inscrição é R$ 90; Assistente Técnico Forense, R$ 110, e os demais cargos de Nível Superior, R$ 130.

G1RN

Prefeito Gustavo Soares manda recado em batizado para que ninguém o convide mais e traumatiza família

O prefeito Gustavo Soares mostra a todo o tempo, que não gosta de Assú, não gosta de ter que residir nela, e menos ainda, de ter que conviver com as pessoas e participar da vida deles.

Mas parece que ainda assim, algumas pessoas não entenderam bem, e aí Gustavo tem que ser mais duro em suas atitudes.

No fim de semana, ele era padrinho de uma criança, e sem nenhum respeito nem pela família e menos ainda pelo afilhado, foi embora da igreja antes do ato de batismo, e deixou a família em maus lençóis, abandonando os pais com a criança, e na hora exata do ato de batismo, os pais tiveram que improvisar e colocar novas pessoas no lugar que era destinado aos padrinhos.

A falta de respeito de uma pessoa pública com uma família que o escolhe para ser padrinho é tremenda, e com isso, a família deve ter se conscientizado da enrascada que é colocar Gustavo, afinal o padrinho é para cuidar, e se ele já fez ouvido de mercador no batismo, imagine em outro momento que o afilhado fosse precisar dele. Seria um vexame maior ainda.

Advogados do crime são investigados por golpe de R$ 4 milhões em idosos

As fichas criminais de três advogados do Distrito Federal somam 59 inquéritos. O trio é investigado pela Polícia Civil do DF por dezenas de golpes relacionados ao crime de apropriação indébita, que consiste na apoderação de coisa alheia, sem o consentimento do proprietário. A especialidade dos estelionatários era embolsar dinheiro de indenizações dos clientes, na maioria idosos. A 5ª DP (Área Central) estima que o prejuízo chegue a R$ 4 milhões.

Além dos inquéritos instaurados ao longo dos últimos oito anos, ainda existem 26 ocorrências em apuração na unidade policial – boa parte no âmbito do direito trabalhista. Os boletins foram registrados contra os advogados Francisco Pereira Serpa, Frederico Soares Araújo e Sebastião Moraes da Cunha. Esse último chegou a ser preso preventivamente e ganhou liberdade provisória em 2019.

Metrópoles apurou que, mesmo os três com a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) suspensa, novas vítimas procuraram as autoridades para denunciar que foram enganadas. Oficialmente, Francisco, Frederico e Sebastião estão proibidos de exercer a profissão em todas as unidades da Federação, mas, ainda assim, trabalham na ilegalidade. Apenas Sebastião teria desviado cerca de R$ 2 milhões referentes a indenizações que deveriam ter sido depositadas nas contas de clientes.

Golpe em idoso

Por lei, a atuação do advogado é limitada à unidade federativa da sua seccional. De acordo com o estatuto da OAB, a profissão só poderá ser exercida em outras seccionais mediante inscrição suplementar.

Em janeiro deste ano, um homem de 74 anos registrou ocorrência contra Francisco Pereira Serpa. Conforme relato da vítima, o advogado foi contratado para atuar em um processo de ação indenizatória contra o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), no qual o idoso saiu vencedor.

Quando o cliente assinou a procuração em favor de Francisco Serpa, já havia, inclusive, ordem de pagamento expedida para liberação de R$ 41 mil. “Ocorre que, após os procedimentos judiciais de praxe, o advogado, em 27 de maio de 2019, sacou o dinheiro e não me disse absolutamente nada”, narrou a vítima em depoimento.

Leia maisAdvogados do crime são investigados por golpe de R$ 4 milhões em idosos

FHC: ‘Já que o governo não dá atenção à saúde, que pelo menos cuide da economia’

FHC: 'sou mais inteligente do que vaidoso' — será? | Lauro Jardim - O Globo

O mundo passa por um mau momento: não é só a pandemia, é a aflição do amanhã. Olhando em volta, pouco se vê, a não ser a preocupação com a sobrevivência e o pouco ânimo com as doenças. E não é para menos.

Apesar disso, enquanto estivermos por aqui é melhor, se não der para agir, pelo menos sonhar. O pior é que se nos envolvermos muito com o dia a dia, mesmo no sonho, o que há é pesadelo. Principalmente se no devaneio aparecer a política. Mas vamos lá…

Nosso presidente não decepciona, atua como se nada houvesse de grave… Mesmo eu, que, por motivos óbvios, prefiro não falar dos incumbentes, de vez em quando tenho vontade. Não é possível tratar a epidemia como se nada se tivesse que ver com ela. Todos temos. Com mais forte razão quem deveria cuidar de nosso bem-estar. Não vou exagerar: cada indivíduo precisa cuidar-se. E a crise de saúde não é “culpa do governo”. Fizesse o que fizesse o governo, o vírus estaria pronto a atacar.

Mas daria para ter um pouco mais de cuidado. Se a ação for pouco responsável, que pelo menos as palavras sejam cuidadosas. Não é o que se vê.

Deixemos de lado, contudo, o modo de ser e falar. Esqueçamos mesmo o aspecto médico-hospitalar da crise atual, não dá para deixar de lado o óbvio: a recuperação da economia demandará tempo e precisa de ação. Já.

Vejo declarações de que a recuperação econômica será breve. Confesso que as leio com preocupação. Com base em quê? Talvez, mas por enquanto se trata mais de uma aposta do que de uma verificação baseada em dados ou na experiência. Ainda que seja essa a tendência, o que sentirão os desempregados que escutam, sem ter poder de decisão, que o futuro será promissor e a recuperação será em breve?

Um pouco de empatia e solidariedade não faz mal a ninguém. E em nosso meio, se não dá para curar, que pelo menos se mostre preocupação com o que está acontecendo. Tomara que a recuperação da saúde e a do bem-estar venham depressa. Para tanto, mais do que nunca, é preciso vacinar. Vacina boa é a vacina no braço das pessoas. Há, portanto, que buscá-las, literalmente custe o que custar. Mas enquanto não vêm, que pelo menos os que têm autoridade falem com mais compaixão e atuem com maior discernimento.

Leia maisFHC: ‘Já que o governo não dá atenção à saúde, que pelo menos cuide da economia’

PM apreende cocaína e encontra R$ 38 mil em imóveis usados por traficantes na Zona Norte e Grande Natal

*Portal G1 RN

A Polícia Militar apreendeu no fim da tarde de sábado (5) uma grande quantidade de cocaína e crack em dois imóveis que acreditam ser usados por traficantes na Zona Norte de Natal. Além disso, pouco mais de R$ 38 mil foram encontrados.

A operação dos Policiais Militares da 2ª Companhia do 4° Batalhão da PM visava desarticular um esquema de tráfico de drogas, apreendendo material e capturando foragidos da Justiça.

Os policiais foram até uma casa no conjunto Jardim da Flores, na Redinha. Um suspeito, ao perceber a chegada da equipe, conseguiu fugir pulando os muros das casas vizinhas.

Dentro da residência, os policiais encontraram R$ 28 mil e várias anotações em papéis que apontam para uma movimentação financeira do tráfico na casa dos R$ 300 mil.

Após o recolhimento do valor, os policiais fizeram diligências no Bairro Golandim, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Neste imóvel, foi encontrado um tablete de cocaína e um que os policiais acreditam ser de crack.

Além desses tabletes, havia várias porções embaladas para venda, e também balanças de precisão. Nesta casa, havia ainda cerca de R$ 10,2 mil em dinheiro fracionado.

O material apreendido foi levado para a a Delegacia de Plantão da Zona Norte.

Com tratamento precoce, Hospital de Natal salva 100% de vidas contra a Covid

Inaugurado em março como mais uma alternativa para combater a pandemia de coronavírus em Natal, o Hospital de Campanha Natal Sul tem apresentado resultados positivos.

Segundo publicação do prefeito Álvaro Dias em uma rede social, a unidade atingiu a marca de 100 altas médicas e nenhum óbito. “São 100 vidas salvas, graças ao trabalho com abordagem terapêutica precoce e ao empenho de toda a equipe de saúde da Prefeitura”, disse o chefe do executivo municipal.

Localizado às margens da BR-101, próximo ao Campus da UFRN, o hospital conta com 41 leitos exclusivos de Covid -19, sendo inicialmente 33 leitos de enfermaria clínica, quatro semi-intensivos, dois de estabilização e dois de admissão, mas o prédio tem capacidade para abrigar até 50 leitos.

Fonte: Portal Grande Ponto

Dia Nacional do Teste do Pezinho destaca benefícios do exame

A sanção do Projeto de Lei n° 5043/2020, que amplia o número de doenças detectáveis pelo teste do pezinho, ocorrida no último dia 26 de maio, representa um benefício para a população brasileira, na avaliação do presidente do Departamento Científico de Genética da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Salmo Raskin. Em entrevista à Agência Brasil, o pediatra especializado em genética médica afirmou que o teste do pezinho em si mesmo já é um benefício para as famílias, porque permite que todo brasileiro, independentemente de sua condição financeira, possa ser testado ao nascimento para seis doenças que têm, em comum, a peculiaridade de, se não forem detectadas precocemente e tratadas, a pessoa ter um problema sério de saúde, não ter uma vida normal e até morrer. Hoje (6), é comemorado no Brasil o Dia Nacional do Teste do Pezinho.

“Agora, com a lei, isso vai ficar muito melhor porque, além de investigar seis doenças, mais de 50 doenças vão ser possíveis de investigação. Em consequência, muito mais bebês e famílias vão ser beneficiados do que já são hoje em dia”, disse. O pediatra ressaltou que são doenças difíceis de diagnóstico pelo médico sozinho. “Se não fizer (o teste do pezinho) no primeiro mês de vida, essa criança vai ter problemas gravíssimos logo e no resto da vida”.

A nova lei entra em vigor daqui a um ano, tempo necessário para que os centros que fazem o atual diagnóstico do teste do pezinho possam se capacitar e adaptar do ponto de vista técnico, para sair de seis doenças para um grupo de 14 doenças que envolvem cerca de 53 enfermidades.
Doenças raras

Salmo Raskin informou que todas essas doenças são consideradas doenças raras. A doença menos rara afeta um em cada 10 mil nascidos, indicou. As outras são mais raras do que isso. “São doenças terríveis. Podem levar à convulsão, retardo mental, neurodegeneração (a criança regride). São doenças gravíssimas Mas se você faz o teste rapidamente e trata, as crianças podem ter uma vida muito próxima do normal”.

De acordo com o presidente do Departamento Científico de Genética da SBP, o teste do pezinho pode ser feito até o trigésimo dia de vida do bebê. O recomendável, entretanto, é que ele seja feito até o sétimo dia de vida da criança. Raskin explicou que no Paraná, onde reside, o centro que faz o teste é muito organizado. “Toda criança que nasce no Paraná, na hora de sair da maternidade, ela já coleta o sangue. Com dois dias de vida, toda criança já coletou”. Em outros lugares do Brasil, não ocorre o mesmo. Em geral, os pais deixam para fazer o teste quando a criança volta ao posto de saúde para vacinar. O teste é feito gratuitamente na rede pública do Sistema Único de Saúde (SUS).

Salmo Raskin destacou que o principal, além da realização de teste no SUS, é o atendimento médico dessa criança após o diagnóstico, que nem sempre é efetuado na rede privada. “De que adianta fazer o diagnóstico dessas doenças raras e depois não disponibilizar o tratamento, o atendimento dessas crianças?”, indagou. Por isso, o Programa de Triagem Neonatal engloba não só o teste, mas também o acompanhamento de quem for diagnosticado pelo teste, na rede do SUS.

Leia maisDia Nacional do Teste do Pezinho destaca benefícios do exame

Aval restrito para vacina russa desagrada a governadores do Nordeste

Governadores do Nordeste comemoraram a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de autorizar na noite de sexta-feira a importação da vacina Sputnik V, em caráter excepcional e temporário. Parte das autoridades estaduais, no entanto, criticou o limite imposto pelo órgão de só poder usar o imunizante contra a covid-19 em até 1% da população. Os gestores estiveram reunidos de forma virtual neste sábado para tratar da vacinação.

A Sputnik V, desenvolvida na Rússia, teve a importação solicitada por Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí. Em abril, a Anvisa negou o pedido por faltarem dados de eficácia, segurança e qualidade do imunizante, mas os governos recorreram da decisão.
Leia também

Em nova análise, na sexta, a diretoria colegiada agência decidiu liberar a vacina, mas com uma série de restrições. Seguindo o voto do relator Alex Machado Campos, da Diretoria 5 da Anvisa, o quantitativo autorizado deve ser de no máximo 1% do público-alvo – o mesmo vale para o imunizante indiano Covaxin. Dessa forma, a Bahia pode importar o maior volume, de 300 mil doses, seguida por Pernambuco (192 mil), Ceará (183 mil), Maranhão (141 mil), Piauí (66 mil) e Sergipe (46 mil).

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), usou o Twitter para comemorar o aval do órgão regulador, mas reclamou do volume de doses autorizado. “É apenas o início, mas depois de muita luta conseguimos aprovação para importar e aplicar a Sputnik V”, escreveu. “A quantidade autorizada pela Anvisa está muito abaixo da real necessidade. Agora, é batalhar para fazer chegar logo o que foi aprovado e vacinar nosso povo. Vacina salva vidas.”

Presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias (PT) também comentou nas redes sociais a decisão da Anvisa. “Ainda que com uma pequena quantidade de doses liberadas, a aprovação da nossa agência reguladora destaca que a vacina é segura e eficaz”, postou.

Leia maisAval restrito para vacina russa desagrada a governadores do Nordeste

ABANDONO: Comerciantes vão às ruas denunciar que em Assú não tem prefeito

Assú já foi uma terra que teve prefeito presente. Hoje, a economia sofre com a pandemia, mas sofre mais ainda com a gestão do filhote de Jacaré, conhecido como prefeito ausente, Gustavo Soares, que vive de passear e curtir a capital do estado, ao invés de residir na terra dos poetas, e administrar com eficiência os recursos do povo e para o povo.

Diante de toda insatisfação, os comerciantes fizeram hoje um movimento pela principal rua da cidade, com direito a discursos, e num deles, eles citaram que em Mossoró, Caicó e Natal tem prefeito, por isso o comércio está funcionando. ” Em Assú não tem prefeito, e por isso o comércio não está funcionando”, afirmou um dos comerciantes.

É notório a insatisfação popular com a forma de gestão do prefeito Gustavo e da vice Fabielle, que só sabem posar pra fotos, e fechar contratos milionários com fornecimento de combustível, locação de carros de luxo, instalar lâmpadas de Led, encher a Prefeitura de contratos como forma de recompensar pelo voto comprado. E assim, deixa a área da saúde entregue as moscas, onde falta medicamentos, respiradores, oxigênio e profissionais, e deixando o comércio sem nenhum incentivo para se manter de pé nessa pandemia, dentre outros problemas.

A dupla de incompetentes tem que voltar pra escola e aprender a fazer o que falam, porque essa era de que enganar o povo não cola mais, e a onda de revolta e insatisfação começou, e deve culminar com a rejeição ao nome do deputado George Soares, que é o líder, que negocia os cargos dos familiares, e em troca, anda com um chicote, escravizando a populaçao com uma politica assistencialista e do quanto pior, melhor pra sua reeleição.

Os comerciantes ainda fizeram duras críticas a gestão que não aplica os recursos do governo federal em ações de combate e enfrentamento a Covid.

Projeto de regionalização do Saneamento Básico no RN é debatido na Assembleia

O Marco Regulatório do Saneamento Básico no Brasil foi aprovado e, com ele, foi determinada a adequação de estados ao que rege a nova norma. No Rio Grande do Norte, está em curso da discussão da proposta para a regionalização da água e saneamento, que tem prazo para aprovação até 16 de julho. Para debater a minuta do projeto, o deputado Hermano Morais (PSB) promoveu audiência pública na Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira (2).

Reunindo autoridades sanitárias do estado, a audiência foi uma oportunidade para que o Governo do Estado expusesse as diretrizes do que está sendo proposto. O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte, João Maria Cavalcante, enalteceu a previsão da universalização do saneamento e esgotamento sanitário, previsto para ocorrer até 2033. Segundo ele, está previsto que 99% da população brasileira tenha água encanada em casa até a data, além de 90% com esgotamento sanitário. Para colaborar com a universalização é necessária a regionalização.

“A regionalização estimulada pelo marco é exatamente para facilitar o cumprimento dessa universalização. Sabemos que as casas mais simples de locais mais simples têm a dificuldade da iniciativa privada chegar com o serviço de atendimento de água e esgotos, e essa iniciativa pode colaborar”, explicou o secretário.

Pela norma, ficou determinado que todos os estados têm até o dia 16 de julho para ter a proposta de regionalização finalizada, sob pena de que os municípios fiquem impedidos de receber recursos federais oriundos de emendas para a área de saneamento e recursos hídricos. A audiência foi uma forma de dar celeridade à discussão da proposta, que receberá sugestões até o dia 10 de junho.

“A audiência se insere no esforço de cumprir esse prazo. O projeto está no site da Semarh, disponível para que qualquer técnico contribua para que cheguemos até o dia 10 de junho. Com o projeto concluído, encaminharemos à Assembleia Legislativa”, explicou o secretário.

O projeto prevê a criação de duas Microrregiões de Águas e Esgotos do Central-Oeste e Litoral-Seridó e suas estruturas de governança, dividindo o estado em duas áreas para a contribuir com a gestão de cooperação entre os gestores municipais, que seguirão tendo a autonomia. O projeto completo, contudo, ainda será finalizado até que chegue à Assembleia Legislativa.

“Estamos abrindo o espaço para a discussão e para colaborar com a proposta, que é de vital importância para o Rio Grande do Norte. Seguiremos abertos para o debate e para contribuir como for possível com essa pauta que vai influenciar na vida de boa parte da população do estado”, disse Hermano Morais.

José Dias requer asfalto para estrada que liga São Gonçalo do Amarante a Macaíba

O deputado estadual, José Dias (PSDB), apresentou requerimento, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, solicitando ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado da Infraestrutura, bem como ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN), o asfalto da estrada que liga a Comunidade de Pajuçara, em São Gonçalo do Amarante, ao centro de Macaíba.

Conforme o deputado, a comunidade de Pajuçara é um importante núcleo gastronômico especializado em frutos do mar da região da grande Natal, localizada a quatro quilômetros do centro de Macaíba.

“O acesso atual, em terra de chão batido, é um dos entraves ao desenvolvimento do local e dos múltiplos negócios especializados em servir alimentação à base da produção de frutos do mar, inclusive em cativeiros”, explicou.

“O atendimento a esse pleito terá grande consequência social e econômica para a atividade gastronômica, assegurando ocupação e renda para cerca de 500 famílias”, enfatizou o parlamentar.

Sancionada lei que inclui profissionais de educação como prioritários para vacinação de Covid-19

O Governo do Rio Grande do Norte publicou nesta quinta-feira (3), no Diário Oficial do Estado (DOE), a lei de autoria do deputado estadual Francisco do PT, que inclui os profissionais das redes pública e privada de educação no grupo de “prioridade imediata” para vacinação contra a Covid-19 no estado.

De acordo com o documento, são considerados trabalhadores em educação “todos aqueles profissionais, de todas as categorias, que estejam atuando nas unidades escolares e órgãos de gestão das redes pública e privada de educação” no RN.

“É um dia histórico, que merece muito ser celebrado. Não há como se falar em retorno às aulas presenciais de maneira segura sem que pudéssemos ter dado um passo tão importante quanto esse, que é o passo da imunização. Isso é a garantia do respeito à vida”, declarou o deputado, durante o ato de sanção, ocorrido na quinta-feira.

A lei diz que a vacinação dos profissionais da rede privada está condicionada “à comprovação do efetivo exercício presencial por meio de declaração emitida pela instituição de ensino”.

No entanto, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), houve um acordo do governo com os municípios para que todos os profissionais sejam vacinados, independente se trabalham de forma presencial ou remota, já que as escolas particulares estão em ensino híbrido desde 2020.

“Coronel” George Soares persegue mais uma família em Assú que resulta em mais uma demissão por politicagem

A perseguição política da oligarquia Soares perdura há bastante tempo, e ao longo dos anos fizeram muitas vitimas. Porém, chega um momento em que toda a sociedade precisa dar um basta, e dar ouvidos e vozes a todos que estão trabalhando corretamente, mas são perseguidos de forma doentia, pelo deputado George Soares.

A cidadã Ivaneide, postou em suas redes sociais um desabafo, por ter sido demitida de suas atividades em uma empresa que presta serviço pro estado, em que o deputado George Soares manda e desmanda.

Nem todos que sofreram e sofrem perseguições, tem a coragem de falar, pois muitas vezes eles sofrem apenas ameaças que ainda não foram concretizadas com a demissão, e por esse ser seu único sustento, se calam por necessidade. Mas Ivaneide colocou a boca no trombone, e mesmo sendo prejudicada não desejou o mal, e nem agiu como o deputado George faz, com rancor, ódio, e muita maldade.

Analisando bem, talvez a perseguição de George as pessoas trabalhadoras, seja porque ele nunca trabalhou de verdade, sempre foi “playboy”, que morou fora do Brasil as custas do dinheiro público, pois na época quem bancava era seu pai, e que rodou muito para o eleger pra o primeiro mandato de deputado, Ronaldo só faltou vender a alma, mas o resto que estava ao seu alcance, de comprar voto e apoios, foi feito. E assim garantiram o primeiro mandato que tem sustentado a boa vida da família, irmãos, esposa, madrasta, mãe, primos, e cunhados.

George tem inveja de todos que crescem com pernas próprias, que conquistam trabalho com suor, já que ele nunca conseguiu nada por mérito próprio, até sua votação não é de graça, e ele sabe disso.

O blog do VT está aberto a todos que queiram se manifestar publicamente ou de forma sigilosa, para veicular e tornar público os desmandos do coronel George.

Parnamirim: MP Eleitoral denuncia ex-vereador e outras 4 pessoas por crimes eleitorais e associação criminosa

Alex Sandro da Conceição Nunes da Silva, conhecido por Pastor Alex, foi alvo da operação Mateus 7:15, deflagrada em novembro do ano passado. Com ele, foram apreendidos aproximadamente R$ 70 mil em espécie

O Ministério Público Eleitoral (MPE) denunciou o ex-vereador de Parnamirim e quatro auxiliares dele por crimes eleitorais e associação criminosa. Alex Sandro da Conceição Nunes da Silva, conhecido por Pastor Alex, foi alvo da operação Mateus 7:15, deflagrada em novembro do ano passado. Com auxílio do Gaeco/MPRN, foram apreendidos aproximadamente R$ 70 mil em espécie a poucos dias das eleições municipais em endereços vinculados ao ex-vereador.

Além do Pastor Alex, foram denunciados o ex-chefe de gabinete do vereador e presidente do Partido Solidariedade em Parnamirim, Sandoval Gonçalves de Melo, conhecido com Pastor Sandoval ; o diretor do Clube de Futebol Visão Celeste, Danilo Rodrigues Peixoto de Vasconcelos, também denominado de pastor Danilo ; o ex-assessor especial do vereador, Elias Augusto da Silva, conhecido como pastor Elias ; e a ex-servidora pública Bárbara Sayonara do Nascimento Silva.

Os endereços onde foram apreendidos o dinheiro em espécie incluíam a residência do ex-vereador, onde foram apreendidos R$ 44.876,00, e o comitê de campanha pela sua reeleição, onde foram apreendidos R$ 25.512,00 e uma máquina de contar de dinheiro. As quantias estavam dispostas em cédulas de no máximo R$ 50.

O candidato não foi reeleito, mas está na lista de suplentes. O MPE já ingressou com ação judicial eleitoral para cassar o diploma e torná-lo inelegível .

Investigação

O Ministério Público Eleitoral vinha investigando supostos abusos dos poderes político e econômico cometidos por pré-candidatos a cargos eletivos no Município de Parnamirim, especialmente o ex-vereador, conhecido como pastor Alex, e o grupo político que lhe apoia. Na ação ajuizada, o MPE aponta a utilização da Associação Proamfa como forma de “compra de voto”, distribuição de mercadorias para propaganda e aliciamento de eleitores, além de outros ilícitos eleitorais.

Leia maisParnamirim: MP Eleitoral denuncia ex-vereador e outras 4 pessoas por crimes eleitorais e associação criminosa

Integrantes das Forças Armadas avaliam que decisão do Exército gera desgaste para Marinha e Aeronáutica

Governo assina contrato para comprar 46 milhões de doses da CoronaVac, diz  Pazuello - Jornal O Globo

Integrantes das Forças Armadas avaliam que a decisão do Exército de isentar o general Eduardo Pazuello de punição por ter participado de ato político com o presidente Jair Bolsonaro expõe negativamente a Marinha e a Aeronáutica.

Embora cada Força seja independente, brigadeiros e oficiais da Marinha dizem que se cria um precedente perigoso a favor de quem agir politicamente no futuro e gera risco para a disciplina e a hierarquia, caras aos militares.

Folha

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: