OAB defende investigação rápida e profunda de gravações feitas pela JBS

O presidente Michel Temer participa da abertura do 3º Encontro Nacional de Chefes de Agências do IBGE, em Brasília, nesta segunda

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu investigação rápida e profunda sobre o conteúdo das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, dono da J&F, que, supostamente, mostram a tentativa de obstrução de Justiça pelo presidente da República, Michel Temer.

“São estarrecedores, repugnantes e gravíssimos os fatos noticiados por “O Globo” a respeito de suposta obstrução da Justiça praticada pelo presidente da República e de recebimento de dinheiro por parte dos senadores Aécio Neves e Zezé Perrella”, disse Lamachia, por meio de nota.

“A sociedade precisa de respostas e esclarecimentos imediatos. As cidadãs e cidadãos brasileiros não suportam mais conviver com dúvidas a respeito de seus representantes.”

Por isso, as gravações citadas precisam ser tornadas públicas, na íntegra, o mais rapidamente possível. E a apuração desses fatos deve ser feita com celeridade, dando aos acusados o direito à ampla defesa e à sociedade a segurança de que a Justiça vale para todos, independentemente do cargo ocupado.”

Deixe um comentário