Moro diz que juiz deve ignorar consequência política

41

Prestes a decidir se condena ou não o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância, afirmou que juízes não podem julgar pensando na consequência política que a decisão irá gerar. As declarações forem dadas em Londres, em um evento organizado por brasileiros que estudam em universidades britânicas.

No Brazil Forum UK, o magistrado foi questionado sobre a exposição de juízes na mídia e não deixou de responder: “Não creio que isso gera um grande problema, desde que não invadam política partidária”, destacou para, depois, falar de casos envolvendo corrupção de políticos As informações são da Agência Estado.

“Um julgamento, seja absolvitório ou seja condenatório, ele sempre tem reflexos políticos, mas esses reflexos políticos ocorrem fora da corte de Justiça. Quando se condena, por exemplo, um ex-político de envergadura, alguém que teve um papel às vezes até respeitável dentro da conjuntura política do país, isso vai gerar reflexos dentro da vida partidária. O juiz não pode julgar pensando nisso, o juiz tem que cumprir seu dever e julgar segundo as leis e as provas”, afirmou Moro.

“Se o juiz for julgar pensando na consequência política, ele não está fazendo seu papel de juiz”, destacou o magistrado.

“Muitas vezes tem essa confusão de que julgamentos são políticos, quando na verdade não são”, completou o juiz.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: