Justiça do Assú pode acabar com boquinha de nepotismo da mãe do prefeito e do deputado do PR

A atual secretária executiva de Desenvolvimento Humano da Prefeitura do Assú, Rizza  Montenegro – mãe do prefeito Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares, ambos filiados ao PR – pode perder a boquinha de R$ 7 mil que engorda a conta bancária da oligarquia Montenegro/Soares com a festa de nepotismo no município ás custas de recursos públicos.

Rizza que é aposentado da Assembléia Legislativa ganhando mais de R$ 13 mil/mensal, totalizando assim, uma receita superior a R$ 20 mil/mês, ficou amedrontada com a decisão do juiz Eduardo Neri Negreiros, da comarca de Apodi, que concedeu medida liminar para suspender a eficácia do ato de nomeação de Maria Goreti da Silveira Pinto, mãe do prefeito Alan Jefferson da Silveira Pinto para o cargo de Secretária Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social.

A expectativa é de que a Justiça do Assú adote decisão semelhante para suspender a prática do nepotismo explícito adotada pelo prefeito Gustavo Soares que tem a sua mãe,Rizza Montenegro, como integrante do primeiro escalão do governo municipal. O Ministério Público da comarca do Assú deverá acionar o Judiciário para pelo menos questionar a nomeação da mãe do prefeito e outros parentes que foram nomeados pelo chefe do executivo assuense.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: